Grupo Globo decide acabar com as rádios CBN e Globo FM #boato

Boato – O grupo Globo decidiu acabar com as rádios CBN e Globo FM. Elas serão substituídas pela GloboNews FM e Multishow FM.

Em meio às mudanças na forma na qual as pessoas “consomem” informação, é possível diagnosticar alguns elementos. Um deles é o fortalecimento dos meios digitais como ferramenta de informação e o enfraquecimento de outros meios. Uma das consequências disso são especulações a respeito do futuro de jornais, revistas, rádios etc.

No meio desse quadro, uma informação caiu como uma bomba na internet. De acordo com publicações em sites e redes sociais, o Grupo Globo decidiu acabar com duas emissoras de rádio tradicionais: a CBN e a Globo FM. Elas seriam substituídas por duas marcas que já são “produtos da casa”: a GloboNews FM e a Multishow. Leia uma das mensagens que circulam online:

Versão 1: Urgente! Globo decide acabar com as rádios CBN e Globo FM. Início da derrocada da Globo? O Grupo Globo começou a informar internamente a funcionários das rádios CBN e Globo que as duas marcas devem desaparecer. Serão substituídas, possivelmente, pelas grifes GloboNews FM e Multishow FM.

Versão 2: Atolada em dívidas, a Rede Globo resolve acabar com as rádios CBN e Globo FM. Não farão falta. São dois antros de esquerdistas. Jornalismo 100% parcial.

Grupo Globo decide acabar com as rádios CBN e Globo FM?

É claro que a informação caiu como uma bomba na internet, sendo, inclusive, fomentada por fontes confiáveis. Mas será mesmo que a informação que aponta que a CBN e a Globo FM vão acabar procede? A resposta é não. Calma que a gente explica tudo para vocês.

Para entender o caso, precisamos fazer uma análise de como surgiu a informação. Ela “nasceu na internet” por meio de um texto escrito por um ex-locutor da emissora. Ele reverberou comentários de funcionários sobre supostas mudanças na estrutura das rádios do Grupo Globo.

Depois disso, a história se espalhou em colunas de especialistas em TV. Em um movimento final, “críticos” da Globo começaram a publicar textos em redes sociais atribuído o “fim das emissoras” como o “fim da mamata” e não como uma mudança de projeto editorial.

Com a informação se espalhando em redes sociais, o próprio Grupo Globo resolveu se posicionar sobre a assunto e lançar uma nota oficial desmentindo que estaria encerrando as atividades da CBN. Leia nota e publicação (feita na própria rádio CBN):

SGR: boatos que circulam na internet são infundados A direção geral do Sistema Globo de Rádio informa: são totalmente infundados os boatos que circulam na internet. A CBN é um sucesso estabelecido e a rede de rádios de notícias que mais cresce no Brasil, não havendo possibilidade de sua descontinuidade.

Vale dizer que a nota foi publicada nas fontes que publicaram a informação. O Portal UOL chegou, inclusive, a fazer uma errata sobre o caso.

Coluna do Feltrin: Rádios CBN e Globo não acabarão Diferentemente do informado pelo colunista Ricardo Feltrin, do UOL, no título da matéria “Globo decide acabar com rádios CBN e Globo FM”, as rádios não acabarão e nem deixarão de existir na frequência que ocupam atualmente.

Só para complementar: na nota, o Grupo Globo aponta que as rádios da empresa não estão inclusas no projeto “Uma Só Globo” lançado no ano passado e que visa “unificar algumas marcas (como, por exemplo, na área de esportes).

Resumindo: a informação surgiu na internet como uma bomba, foi desmentida pela própria Globo e já gerou até errata em alguns casos. Com isso, já dá para dizer que a história que aponta que as rádios CBN e Globo FM vão acabar é, pelo menos por enquanto, falsa. Ou melhor falando, papo de corredor, boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Um comentário em “Grupo Globo decide acabar com as rádios CBN e Globo FM #boato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)