Glória Maria já foi apresentadora do Jornal Nacional #boato

Boato – Maju não foi a primeira apresentadora negra do Jornal Nacional. Imagem prova que Glória Maria já foi apresentadora do JN.

No sábado (16 de fevereiro de 2019), um “detalhe” no Jornal Nacional foi muito comemorado na internet. Ao sentar na bancada do telejornal, Maria Júlia Coutinho se tornou a primeira mulher negra na história a ser âncora da atração.

Em meio a diversas mensagens de apoio, algumas pessoas começaram a questionar o fato. Fotos de outros jornalistas negros começaram a viralizar como a indagação da veracidade do “feito” de Maju.

Dentre as imagens, a que mais chamou atenção foi da jornalista Glória Maria em uma bancada. A informação que acompanhava a imagem era que ela já havia apresentado o Jornal Nacional. Leia mensagem que circulou online: “”Maju Coutinho é a primeira MULHER negra a apresentar o jornal nacional”, então a Glória Maria é albina ou é homem, sei lá”.

Glória Maria já foi apresentadora do Jornal Nacional?

As imagens dos jornalistas negros (especialmente de Glória Maria) começaram a circular muito na internet. Mas será mesmo que a jornalista já foi apresentadora do Jornal Nacional antes de Maju? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Não precisa ser um gênio para ver que a própria foto já desmente a história. Quem prestar mais atenção (ou for mais velho, sei lá) vai perceber que o cenário de fundo é o do Fantástico e não do Jornal Nacional.

Resolvemos buscar pela origem da foto e descobrimos que é de arquivo pessoal. Nesta reportagem da Revista Trip, a legenda da imagem é a seguinte: “Na bancada do Fantástico: 12 anos como repórter e uma década como apresentadora”. Fantástico, amigo, Fantástico.

Ok, você ainda pode falar “a imagem não é do JN, mas ela já apresentou sim”. Há um problema nessa tese. Ninguém tem a prova. Nesta lista de apresentadores do Jornal Nacional (inclusive eventuais), o nome de Glória Maria não está presente. Na página do Jornal Nacional no Memória Globo também não há.

Vale fazer mais um apontamento. Na página do Memória Globo sobre Glória Maria não há qualquer menção de que ela tenha apresentado o jornal, mas ela foi a primeira mulher (negra ou branca) a entrar ao vivo durante o JN.

Sobre Zileide Silva, também não é fato que ela tenha apresentado o Jornal Nacional antes de Maria Júlia Coutinho. Sobre Heraldo Pereira, é fato que ele já foi âncora no jornal, mas ele não se encaixa na categoria “mulher negra”.

Resumindo: a história que aponta que Maria Júlia Coutinho não foi a primeira mulher negra a apresentar o Jornal Nacional porque Glória Maria já fez isso é falsa. Apesar de ser mulher, negra e consagrada, a atual apresentadora e repórter do Globo Repórter nunca se sentou na bancada do telejornal “das 8” da emissora. Pelo menos não para apresentar.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)