Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Entretenimento > É falso que a tecnologia 4D não existe no entretenimento online brasileiro

É falso que a tecnologia 4D não existe no entretenimento online brasileiro

No contexto da evolução dos recursos digitais, se ouve frequentemente dizer que o 4D pode apenas ser integrado em estruturas físicas de entretenimento, como nas atrações de parques temáticos ou em cinemas.

A tecnologia 4D não existe no entretenimento online brasileiro?

A ideia de que uma tecnologia 4D apenas possa ter essa aplicação é reducionista e está errada, sendo que os desenvolvedores das práticas de entretenimento online no Brasil vêm estudando as possibilidades para garantir que o 4D vai chegar, sim, no mercado virtual de entretenimento, com uma entrega mais ampla.

O setor dos jogos de azar online, motivado pelo investimento de marcas como Jackpot City Casino, é um dos que está trabalhando para oferecer opções 4D por via do online, sendo que é possível que, em breve, os já realistas jogos ao vivo venham a tomar uma expressão sensorial ainda mais ampla.

Para que possa compreender melhor como o 4D pode chegar ao online e mudar o entretenimento online brasileiro, olharemos o conceito e as aplicações potenciais dessa tecnologia.

Para começar, precisamos entender o que é o 4D. O 4D é a tecnologia percursora do 3D e vale, conjuntamente com este, 196 bilhões de dólares. Com aplicações diversas e cada vez mais comuns, o 4D deverá chegar em 2026 valendo 402 bilhões. ]

Vídeo: não é verdade que borra de café seja a melhor solução mosquito da dengue

A tecnologia já está sendo desenvolvida desde meados do século XX, mas sua evolução vem sendo cada vez maior. No universo do entretenimento, se espera que a tecnologia venha a permitir estruturas mais realistas e interativas, sendo integrado em filmes, seriados, programas de TV em streaming, videogames e jogos de azar.

Sua aplicação já é muito feita em parques temáticos como os parques da Disney, onde atrações como “Honey, I shrunk the Audience” integram elementos de quarta dimensão, com borrifos de água, cadeiras móveis, efeitos sonoros e aromas.

A expansão dessa forma sensorial de entretenimento estão respondendo à necessidade dos públicos para o ciber-realismo e, por isso, os criadores de novos conteúdos e programas estão considerando as formas de levar essa tecnologia até às pessoas por via dos dispositivos eletrônicos fixos e móveis.

A expressão do 4D no Brasil está ganhando terreno e se espera de que os cinemas brevemente integrem essa tecnologia. A integração é aguardada por esse setor com entusiasmo, visando recriar o interesse pela visita à grande tela, que vem diminuindo desde o boom dos serviços de streaming no país.

Saindo do contexto físico, essa tecnologia poderá se fazer valer dos óculos de realidade virtual e aumentada, sendo introduzida nessas novas formas de tecnologia para, de forma realista e sensorial, transportar os usuários para outros ambientes. Esse uso facilmente fará com que um jogador possa entrar no universo do jogo, se sentindo verdadeiramente no centro de um campo de batalha, num cassino online ou numa corrida de Fórmula 1.

A oportunidade de experimentar esse realismo nos cinemas e nas suas próprias casas é muito esperada pelos internautas brasileiros, que aderem cada vez mais às atividades ao vivo e em streaming. Ou seja; é possível sim de ser utilizada no entretenimento online brasileiro.