Bolsonaro extinguiu a rádio MEC AM, que sairá do ar no dia 31 #boato

Boato – O presidente Jair Bolsonaro acabou de extinguir a rádio MEC AM, a emissora mais antiga do país. Ela será desligada no dia 31.

Uma das marcas desses nove meses de governo Bolsonaro tem sido a promessa de extinção e privatização de empresas. E, de acordo com uma mensagem que circula online, a próxima empresa (serviço) já tem nome: rádio MEC AM.

Textos apontam que Bolsonaro decidiu encerrar a emissora (que é a mais antiga do Brasil). Mais do que isso, a data do fim já estaria decidida: dia 31 deste mês. Leia um dos textos que viralizou por aí.

Bolsonaro extingue Rádio MEC Rio, emissora mais antiga do Brasil. A Rádio MEC – que foi criada pelo antropólogo Edgard Roquette-Pinto, pai da radiodfusão no País – ficará no ar até o próximo dia 31, quando deve ser desligada. Com cerca de 50 mil registros e produções, a emissora possui um patrimônio de gravações de depoimentos que vão de Getúlio Vargas a Monteiro Lobato, passando por crônicas de Cecília Meireles e Manuel Bandeira.

Bolsonaro extinguiu a Rádio MEC AM, que sairá do ar no dia 31?

Dada a importância histórica da rádio, que pertence à Empresa Brasil de Comunicação e tem sede no Rio de Janeiro, muita gente ficou indignada com a história. Só há um detalhe: ela não procede (pelo menos por enquanto). Vamos aos fatos.

Tudo começou em julho deste ano, quando, de fato, a imprensa noticiou que a MEC AM sairia do ar. A informação gerou uma reação negativa (com direito a uma campanha “Fica MEC AM“). Porém, em nenhum momento o anúncio foi oficial (a fonte sempre foi de bastidores e sem identificação).

Quando a história ganhou a mídia (com direito à data de extinção), a própria direção da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) (órgão gestor da Rádio MEC AM) tratou de desmentir a informação de que a emissora seria desligada. No dia 31 de julho, confirmou-se que tudo não passava de um rumor.

É importante fazer uma ressalva e citar que, apesar do desligamento da Rádio MEC AM não estar definido e sequer ter uma data definida, há dois fatores que podem fazer com que a emissora ainda saia do ar.

A primeira delas é o plano de desligamento do sinal de AM no Brasil, que não tem uma data definida, mas deve acontecer nos próximos anos (algumas matérias apontam que seria no final deste ano). Neste caso, o desligamento do dial da MEC AM (e de outras emissoras AM) seria inevitável e a sobrevivência da emissora dependeria de um pedido de concessão de um sinal no FM ou a ida para a internet.

A segunda está nos rumores de privatização da empresa que faz a gestão da MEC AM. Caso ele se concretize (e não há nada oficial que corrobore para isso), não é possível saber o que aconteceria com a rádio.

Resumindo: dizer que a Rádio MEC AM está livre da ameaça de ser extinta seria um exagero. Porém, a informação que aponta que a emissora já tem até data para ser desligada não procede. A publicação que está sendo compartilhada por aí é antiga e a ameaça de “fechamento dia 31” não se concretizou.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)