Anitta está com aids e participa de seita que sacrifica crianças #boato

Boato – Foi descoberto que a cantora Anitta está com o vírus HIV e não está se tratando. Ela continua internada porque está com aids. Ela, ainda, participa de uma seita que sacrifica 40 mil crianças por ano.

Não é de hoje que temos visto pessoas que se colocam politicamente sendo massacradas na internet. Um dos últimos casos é o de Anitta. Depois que ela se posicionou contra Bolsonaro, começaram a surgir inúmeras fake news, para ser educado, de nível baixíssimo.

Há alguns dias desmentimos fake news sobre vídeos íntimos falsamente atribuídos a ela que vazaram online (alguns eram de outras mulheres, outro, em especial, era um deepfake). Agora, surgem “informações bombásticas” de que ela estaria com o vírus HIV e que havia sido internada com aids.

O vídeo (que não será exibido aqui) também aponta que ela faria parte de uma seita satânica que sacrifica 40 mil crianças por ano e que decidiu deixar o tratamento de lado para sair infectando homens. Leia trechos de uma mensagem que circula por aí:

Confira o desmentido em vídeo:

Anitta não teve alta hospitalar devido a AIDS Até quando a Globo irá sustentar a falsa endometriose Pq a poderosa ainda não teve sua alta hospitalar? Hoje em dia, 2022, ninguém morre mais se tiver HIV, pois a medição é muito evoluída. Mas aqueles que abandonam o tratamento, abandonam apenas para ficarem com a carga viral detectável e poderem infectar os outros por maldade.

Sabemos que Anitta faz parte do Satanismo e sempre propagou isto na internet, ovacionando a entidade Ekedi, a mesma entidade que Cazuza servia no candomblé. E sabemos também, que a regra da seita Satânica é o sacrifício humano para atingir o sucesso. 40 mil crianças DESAPARECEM por ano, somente no Brasil, e somem sem deixarem rastros. Estas crianças alimentam a seita dos artistas e servem de sacrifícios para as energias trevosas.

 O coração da criança é retirado e devorado pelos participantes do culto, que almejam fama e sucesso. Anitta reverenciou a Lúcifer, se vestindo de Baphomed, o Deus da Maçonaria, a representação de Satanás.

Larissa de Honório Gurgel não pensou duas vezes quando trocou Jesus pelo Satanismo e hoje padece pela AIDS. Está é a Deusa a qual os idólatras se ajoelharam com todo amor. Os piores satanistas não são os participantes da seita. Os piores satanistas são os fãs, que vêem e não querem ver, enxergam e não querem enxergar. Mas Jesus já dizia que os idólatras não herdariam o reino dos céus, devido a cegueira da idolatria.

E a cada um será dado o bordado de acordo com as suas vestes. O demónio está com sede. E os artistas satanistas, matando a sede dele com o sangue das crianças desaparecidas. As mesmas crianças que está sendo sacrificadas neste momento para salvar a poderosa. Deixemos o tempo falar. E não sejamos idólatras. Pois o fim está próximo. E o momento da separação do joio e do trigo, vai acontecer. Há Deus toda honra e toda glória. O resto é idolatria. E no final dos tempos o homem se renderiam a Satanás.

Anitta está com aids e participa de seita que sacrifica crianças?

É claro que uma informação bombástica como essa iria repercutir com muita força na internet. O que nem todos notaram é que todas as acusações (gravíssimas, por sinal) não carregam nenhuma prova.

Antes de falar do caso em si, precisamos fazer algumas ponderações. A primeira delas é que um assunto de cunho íntimo como esse, mesmo que fosse real, não deveria ser alardeado de forma leviana. Se alguém tem HIV, o que você tem a ver com isso? Alardear algo como esse só serve para destruir reputações e causar um estigma em quem tem a doença. Dito isso, vamos ao caso em questão.

Em todo o discurso (um tanto quanto raivoso) não é apresentada nenhuma prova de que Anitta tem aids. Simplesmente, a pessoa falou, falou e nada. Não há uma fonte citada, um exame comprobatório ou mesmo uma fala de Anitta admitindo a doença. Para quem não sabe, o ônus da prova é de quem acusa. Além disso, a tese apresentada é um tanto quanto maluca? Por que ninguém saberia que Anitta teria aids e apenas uma pessoa aleatória na internet saberia? Meio estranho apenas esta criatura genial ter todo o “furo”, não?

Não bastasse, a outra acusação, de que Anitta participa de uma seita satânica que sacrifica 40 mil crianças por ano, também é completamente sem lógica. Além do caráter de preconceito religioso que as religiões de matrizes africanas sofrem, não há prova nem lógica nas acusações. Das 40 mil “desaparecidas” anualmente (seriam 1 milhão nos últimos 25 anos), por que não temos um caso real de crianças sacrificada pela Anitta?

Sinceramente, tudo que está sendo compartilhado é tão descolado da realidade que fica difícil fazer um desmentido sobre o assunto. Mas o que temos a falar é que afirmações como da pessoa em questão (enviesada, sem lógica e sem provas) não deveriam ser levadas em conta.

Resumindo: não procede a informação que aponta que Anitta está com aids (vírus HIV). A história brotou do nada, não carrega provas e ainda é reforçada por outra informação errada sobre “seita satânica” e sacrifício de crianças.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet