Mito: pessoas que têm letra feia são mais inteligentes

Pessoas mais inteligentes têm a letra feia, diz boato
Pessoas mais inteligentes têm a letra feia, diz boato

Boato – Por pensarem mais rapidamente, pessoas inteligentes acabam escrevendo com a caligrafia ruim.

Quando eu era criança e adolescente, tive grandes problemas por causa da minha letra. A minha irmã tinha uma caligrafia tão bonita que a minha escrita (que nem era tão feia assim) sofria muitas críticas por parte da minha mãe. Ela até dizia que eu não teria como ser jornalista com a letra tão ruim. Anos depois, minha caligrafia melhorou um pouco. Mas, com certeza esse fator não ajudou em nada o fato de eu ter me tornado jornalista.

Contei essa história boba para falar de mais uma lenda que tem circulado na internet. Compartilhada por páginas no Facebook como a famigerada Fatos Desconhecidos e a Melhor Com Saúde, um texto curto dá conta que as pessoas com letra feia tendem a ser mais inteligentes. Leia as explicações:

Letra feia? Tenha isso em mente: as pessoas mais inteligentes tendem a pensar mais rápido, e como resultado, sua escrita é mais descuidada.

Outra versão

Tens uma caligrafia ruim? as pessoas mais inteligentes tendem a pensar mais rápido, e como resultado, sua escrita é mais descuidada.

As teses são tão “interessantes” que as postagens receberam milhares de compartilhamentos na rede social (provavelmente, a grande maioria de gente com a caligrafia ruim). Mas a pergunta que fica é se a história é verdade ou mais um fato desconhecido que se transformou em boato conhecido.

Se você disse a segunda opção, acertou em cheio. A tese apresentada não passa de filosofia de boteco. Tentamos achar alguma fonte mais confiável do meio da ciência que aponta para tal tese e não encontramos nada.

E quem dá a resposta para a tese é a grafologia, uma pseudociência que estuda a personalidade das pessoas por meio da escrita. Texto, como esse que aponta mitos sobre a grafologia, aponta que a estética da caligrafia não influencia a avaliação da personalidade. Isso significa que a letra das pessoas não diz se ela é mais ou menos inteligente.

Porém, pessoas com letras ininteligíveis podem ter um distúrbio chamado de disgrafia. Neste sentido, uma caligrafia muito ruim pode acarretar problemas às pessoas como, por exemplo, zerar em uma prova de redação importante.

Resumindo a ópera: a tese de que pessoas com letras feias são mais inteligentes é baseada no achismo e não tem nenhuma comprovação científica. Uma caligrafia ruim pode, no máximo, representar que a pessoa tenha algum problema.

PS: esse artigo foi uma sugestão do leitor Alessandro Carvalho no Fórum do Boatos.org no Facebook. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook. 

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)