Carta de rejeição de Albert Einstein na Universidade de Berna foi encontrada #boato

Boato – Carta de rejeição de Albert Einstein na Universidade de Berna, que aponta que seu pedido para o cargo de professor associado foi negado, viralizou na internet.

Provavelmente Albert Einstein (1879-1955) não imaginava que, 100 anos mais tarde, sua carta de rejeição da Universidade de Berna poderia um dia ser exibida na internet. É exatamente o que mostra uma mensagem que circula online.

De acordo com a imagem que tem circulado no Facebook e no WhatsApp, surgiram as provas de que a Universidade de Berna o rejeitou para uma vaga no doutorado e para o cargo de professor associado, em 1907. “A famosa carta onde Einstein foi rejeitado pela Universidade de Berna…”, diz a mensagem que circula. Leia o que diz a tradução da carta:

Tradução: Carta resposta da universidade de Bern a Albert Einstein em 1907 Caro Sr Einstein, sua aplicação para o doutorado não foi bem sucedida neste momento e de tal maneira você não é elegível para a posição de Professor Associado. Enquanto você apresentou uma interessante teoria no “Annalen der Physik”, nos achamos que suas conclusões sobre a natureza da luz e a conexão fundamental entre espaço e tempo são de alguma forma radicais. No geral, nós achamos que suas suposições são mais artísticas do que realmente física.

Carta de rejeição de Albert Einstein na Universidade de Berna foi encontrada?

A informação deixou muita gente de boca aberta (inclusive com os argumentos que teriam sido utilizados pela universidade). Mas será mesmo que a carta de rejeição de Albert Einstein na Universidade de Berna foi encontrada? A resposta é não. Vamos aos fatos.

De fato, o pedido inicial de Einstein para o doutorado na Universidade de Berna foi rejeitado, em 1907. Ele já havia sido aceito pela Universidade de Zunique, em 1905. Somente em 1908 que Einstein foi aceito como professor na Universidade de Berna. Mas a carta não tem nada a ver com isso. Está aí o Snopes, site estrangeiro que desmente boatos na internet, que não nos deixa mentir.

Acontece que a carta é fruto de uma fabricação moderna, provavelmente um item utilizado como acessório em lojas de souvenirs. O motivo que nos leva a essa conclusão está na linguagem utilizada na carta, que está completamente diferente da utilizada no início do Século XX.

Mas não é só isso. Há tembém um detalhe no idioma. A Universidade de Berna está localizada na Suíça, onde a língua predominante é o alemão. Ou seja, não há motivos para a carta resposta ser escrita em inglês.

Para além disso, o papel timbrado presente na imagem contém o endereço do que hoje é o Centro Albert Einstein de Física Fundamental (em Berna) e faz referência ao código postal moderno da cidade. Com certeza, a carta escrita em 1907 não usaria esse endereço.

E mais: o reitor ou professor “Wilhelm Heinrich” (que teria assinado a carta de rejeição) não só não trabalhou na Universidade de Berna como também pertencia, na realidade, à Universidade de Berlim, da área de química (e não física). Por sinal, Wilhelm Heinrich Heintz morreu em 1880, bem antes da data da carta. Resumindo: a carta de rejeição de Albert Einstein na Universidade de Berna não foi encontrada. Tudo não passa de uma invenção e você caiu em mais um boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Um comentário em “Carta de rejeição de Albert Einstein na Universidade de Berna foi encontrada #boato

  • 23/06/2018 em 02:28
    Permalink

    Ainda bem. Nada como ir derrubando os mitos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)