Vídeo mostra Rio Paraopeba muito poluído e com peixes mortos #boato

Boato – Após rompimento de barragem da Vale, vídeo mostra peixes mortos ao longo do Rio Paraopeba, que está completamente poluído.

O rompimento da barragem da mineradora Vale, em Minas Gerais, no dia 25 de janeiro de 2019, devastou a área rural da cidade de Brumadinho. Além do impacto ambiental por conta dos rejeitos, o evento também deixou diversos mortos e feridos.

Assim como no caso de Mariana (MG), o rompimento da barragem destruiu plantações e também poluiu os rios que atravessam o local. Com isso, diversas pessoas foram afetadas, principalmente aquelas que dependem diretamente dos rios que cortam Brumadinho (MG).

E, segundo um vídeo que anda circulando nas redes sociais, o Rio Paraopeba ficou completamente inutilizado após o evento. Segundo as imagens, diversos peixes estão morrendo. Confira:

Versão 1: “RIO PARAOPEBA! Olha o tamanho das curimbas! É afluente do São Francisco. Vamos mostrar para todo Brasil o que os canais de televisão não mostram. Compartilhem!”. Versão 2: “pescadores do rio Paraopeba choram a morte do rio e dos peixes. veja que tristeza”.

Vídeo mostra Rio Paraopeba muito poluído e com peixes mortos?

O vídeo causou grande comoção nas redes, especialmente porque mostra diversos peixes mortos ao longo do leito do rio. Mas será que a história de que as imagens mostrariam o Rio Paraopeba, em Brumadinho (MG), é real? A resposta é não. E se você quiser mais detalhes, então continua lendo!

Vamos lá! Para começo de história, as publicações que acompanham o vídeo seguem aquele velho roteiro de fake news na internet: são vagas, alarmistas, possuem erros de português e não citam fontes confiáveis. O combo completo.

Vale lembrar que, desde o rompimento da barragem de Brumadinho (MG), diversos boatos envolvendo vídeos de outras tragédias começaram a pipocar na rede. Aqui no Boatos.org já desmentimos alguns, como o caso do bebê resgatado por um soldado israelense, o vídeo do momento exato em que a barragem se rompeu e ainda as imagens que mostram animais sendo arrastados pela lama de rejeitos.

É importante ressaltar que, de acordo com as avaliações da ONG Fundo Mundial para a Natureza, o impacto ambiental do evento deve ser sentido por anos na região. Além disso, outras ONGs avaliam que o Rio Paraopeba foi duramente poluído e afetará a vida de diversos ribeirinhos. Porém, o vídeo não mostra Brumadinho (MG) e muito menos o Rio Paraopeba.

Ao procurar pela origem dos vídeos e, assim como nos casos acima, descobrimos que as imagens não são de Brumadinho (MG). Na realidade, as imagens são de 2015 e mostram o Rio Doce. O vídeo, na verdade, é um documentário que foi feito na cidade de Baixo Guandu (ES) logo após o rompimento da barragem da Samarco, em Mariana (MG).

Em resumo: a história que diz que o vídeo mostra o Rio Paraopeba poluído e com peixes mortos, em Brumadinho (MG), é falsa. As imagens, na realidade, são do Rio Doce e foram gravadas em Baixo Guandu (ES), após o rompimento da barragem da Samarco. Ou seja, apesar dos impactos ambientais causados em Brumadinho (MG), o vídeo não mostra a cidade e muito menos o Rio Paraopeba.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)