Travesti que desfilou na Parada Gay como Jesus é morta, diz hoax

Boato – Dois dias após participar da Parada Gay como Jesus Cristo crucificado, travesti Viviany Beleboni é encontrada morta de braços abertos.

Desde o dia 7 de junho, data em que aconteceu a Parada LGBT (ou Parada Gay) em São Paulo, uma imagem tem chamado atenção na internet. Apoiada por quem defende o movimento LGBT e criticada por religiosos, a foto de uma transexual crucificada têm levantado polêmica na internet.

Após a Parada Gay, a atriz Viviany Beleboni deu algumas entrevistas dizendo que estava sendo ameaçada de morte. Essa matéria do UOL aponta que ela denunciou as ameaças por meio de redes sociais. Eis que, de repente, aparece nas redes sociais uma notícia dizendo que ela teria sido assassinada.

Junto à mensagem, há uma imagem de Viviany e de uma mulher morta de braços aberto ao lado. Leia: “Travesti que desfila na passeata gay como Jesus crucificado é encontrada morta de braços abertos”

Além dessa, outras postagens também chamaram atenção para o assunto. Uma das publicações que falaram que a travesti teria sido morta foi de um homem que se diz ministro do evangelho na “Empresas Missionário de Deus”. Junto às mensagens, havia “lições de moral” como essa:

Versão 1: Lei da semeadura plantou colheu! Deus é amor mais também é justiça.. Ninguém vai zombar de Deus e vai ficar impune.. Versão 2: A justiça de Deus não falha, travesti que desfilou na parada gay como jesus, é encontrado morto! Os outros se preparem, a mão de Deus está pesando. Compartilhe!!

Travesti que interpretou Jesus na Parada Gay está viva

Apresentada a história fica a pergunta: será que a história é verdadeira? Como (quase) sempre, a resposta é não.

Dois fatores nos ajudam a desvendar o mistério já de cara: o primeiro é a falta de notícias sobre o assunto. Como que um monte de sites, jornais e TVs a entrevistam e depois não dão sequer uma nota sobre a morte dela? No mínimo estranho.

O segundo fator está na foto da mulher (que não vamos mostrar aqui no Boatos.org, mas pode ter certeza que é ela mesmo). A foto da esquerda da montagem é do corpo da travesti Makelly Castro, morta em Teresina em julho de 2014. Essa matéria do G1 fala do assunto. De acordo com reportagens, Makelly foi morta após fazer um programa com um desconhecido.

Sendo assim, podemos afirmar que Viviany Beleboni, atriz que fez a representação de Jesus Cristo durante a Parada Gay, não foi assassinada. Como dito antes, ela foi ameaçada de morte. Tanto que disse isso em entrevistas: “Dizem coisas absurdas: que devo morrer, ser crucificada de verdade, contrair câncer. Acordei cedo com uma ligação anônima, dizendo que eu iria morrer”. Apesar das ameaças, está bem.

PS: esse artigo foi uma sugestão do leitor Emmanuel André Oliveira. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook. 

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)