Texto “Exército Brasileiro manda recado à nação” é falso

Boato – Exército Brasileiro manda recado a nação que a qualquer momento teremos um conflito armado com as forças leais ao desgoverno petista.

Textos falando sobre uma guerra civil no Brasil pipocam na internet. Aqui no Boatos.org já falamos sobre o assunto antes dos protestos do dia 15 de março e durante as eleições do ano passado. Com o anúncio da “retirada de poderes” de generais militares por parte da presidente Dilma, o assunto voltou a pipocar na primeira semana de setembro de 2015.

Exército teria mandado recado para governo, diz boato
Exército teria mandado recado para governo, diz boato

Um texto gigantesco que tem sido publicado em blogs fala que o Exército Brasileiro tem um recado para os brasileiros: um conflito armado está para acontecer e uma guerra civil é possível. Claro, tudo isso aconteceria para evitar uma ditadura comunista por parte do governo. Ao final, o texto é “assinado” por diversos membros do Exército. Leia:

Exército Brasileiro’ manda recado a nação “A qualquer momento teremos um conflito armado com as forças leais ao desgoverno petista”

Militares avisam ao Povo e colocam seus Nomes a disposição, e dizem guerra civil é possível. A quase impossibilidade de tirar o PT do poder seja por eleições livres, mas viciadas pela prática de estelionatos eleitorais e fraudes, seja por um golpe contra o país lançado pelas forças paramilitares a serviço de um projeto de poder comunista, o clima de uma guerra civil está cada vez mais se afirmando como única saída para livrar nosso país de ser transformado em uma Cuba Continental.

A qualquer momento as parcelas das FFAA não subservientes a bandidos, as polícias civis e militares, e a Polícia Federal, assumirão a consciência de que estão sendo feitas cúmplices do assassinato de milhares de cidadãos todos os anos pela obediência a um sistema de governo absolutamente corrompido e criminoso em todas as suas instâncias.

O resultado será um conflito armado com as forças leais ao desgoverno petista e seus cúmplices que, ao contrário do que pensam, serão mortalmente derrotadas, pois as armas necessárias para combater os inimigos de nossa pátria aparecerão, e a revolta se fará presente em uma guerra civil de absoluta responsabilidade do PT, que plantou durante décadas as sementes de um conflito civil-militar armado no país.

Que o submundo do PT continue tentado destruir as FFAA e chamando os comandantes militares de comandantes de merda. O preço a pagar por tanto atrevimento comunista se aproxima de ser pago.

O texto tem um tom muito bélico e ameaçador, ainda mais com o poder de fogo que o Exército teria. Mas tudo não passa de uma fantasia. O fato é que o Exército Brasileiro não está pensando em um golpe que poderia resultar em uma guerra civil. A declaração de que os militares apoiam Dilma vem do comandante do Exército Brasileiro, Eduardo Dias da Costa Villas Bôas. Por sinal, ele é a mesma pessoa que está na foto do boato com “cara de irritado”. Para jogar uma pá de cal na história, o próprio Clube Militar negou que o texto é verdadeiro. Leia nota publicada no site:

Todos sabemos que a Internet tudo aceita, mesmo sem a garantia de autenticidade, contendo às vezes citações falsamente atribuídas a notáveis personalidades buscando, assim, dotar de maior credibilidade àquilo que se pretenda divulgar.

Há cerca de um ano foi divulgado um documento chamado “Manifesto à Nação”, por iniciativa e responsabilidade de um sócio do Clube, contendo críticas a autoridades governamentais diante de atos praticados com espúrios propósitos. Tal documento, autêntico na sua origem, recebeu a adesão de grande número de militares e até de civis, tendo alcançado considerável repercussão.

Posteriormente, apareceu outro documento nos mesmos moldes, de origem desconhecida, com citações completamente deturpadas, atribuindo sua autoria ao Gen Pedro Luis de Araújo Braga, Presidente do Conselho Deliberativo, com a falsa adesão do Presidente do Clube e de muitos outros militares.

Esclarecemos aos nossos associados que tal manifesto é fraudulento. É até mesmo criminosa a citação indevida do nome do Gen Pedro Luis de Araújo Braga e de quaisquer outros signatários.

Até poderíamos citar que os sites em que a história foi publicada em sites que já apareceram aqui no Boatos.org como propagadores de balelas, que o texto tem todas as características de um hoax, mas depois do desmentido por parte dos próprios militares, nem precisamos nos aprofundar nisso. O texto é falso e ponto. Não há alerta de Exército para os brasileiros.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)