Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Não há provas de que senhora esteja perdida em frente ao hospital da Brasilândia, São Paulo

Não há provas de que senhora esteja perdida em frente ao hospital da Brasilândia, São Paulo

Senhora está perdida em frente ao hospital da Brasilândia (São Paulo), diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Senhora está perdida e desorientada em frente ao hospital da Brasilândia, em São Paulo. 

  Análise

Tem circulado na internet uma mensagem que está junto com um vídeo de uma senhora com um olhar perdido. Na mensagem é dito que a senhora teria sido encontrada desorientada em frente ao “hospital da Brasilândia” (distrito da cidade de São Paulo”.

“ATENÇÃO …. Boa tarde essa Sra foi encontrada desorientada no ponto de ônibus em frente ao hospital penteado se alguém conhecer, ela foi deixada por volta do 12:30 no hospital da Brasilândia…”, diz a mensagem que circula online.

Vídeo: é falso que Elon Musk colocou imagem do Lula ladrão no prédio

A mensagem tem algumas das principais características de fake news. Ela é vaga, alarmista, tem erros de português e não cita nenhuma fonte confiável que confirme a informação.

Na parte da checagem do conteúdo, vamos responder às seguintes questões: 1) A senhora está perdida em frente ao hospital da Brasilândia, em São Paulo? 2) Quais as informações que temos em relação à senhora em questão? 3) Qual é a melhor forma de se compartilhar mensagens de pessoas desaparecidas?

Checagem

A senhora está perdida em frente ao hospital da Brasilândia, em São Paulo?

Tudo indica que não. Dentre diversas páginas e perfis no WhatsApp e em redes sociais como o Facebook que compartilharam a informação, há um que, aparentemente, deu a informação inicial. Isso já ocorreu há três dias, tempo hábil para ela sair do local em questão. Tanto que a página atualizou a informação.

Quais as informações que temos em relação à senhora do “hospital da Brasilândia”?

A postagem fez muito sucesso na página e não faltaram pessoas que apontavam que conheciam a senhora. Mais do que isso: a própria página apontou que o problema já foi solucionado e a idosa já está com a família.

O grande problema está em tantas outras páginas e pessoas que enviaram a mensagem que dava conta que senhora estava perdida. Mesmo com a questão sendo resolvida, elas continuaram dando a informação desatualizada.

Qual é a melhor forma de se compartilhar mensagens de pessoas desaparecidas ou perdidas?

É uma questão difícil. Em casos como esse, é importante, primeiro, não ficar apenas na postagem em redes sociais. É importante buscar órgãos de assistência social. Mesmo que a pessoa esteja desorientada, uma identificação por meio de impressão digital pode ajudar no encontro de entes queridos.

Além disso, é importante ter ciência que uma mensagem como essa deve ter informações precisas de referência. No caso da mensagem da senhora, foi muito útil ter falado o bairro e o local que ela foi encontrada (isso diminui a chance da história ser compartilhada em diversas regiões). Um telefone com DDD para se comunicar com alguém que pode ajudar com informações também é importante. Medidas como estas ajudam para que boas ações não se transformem em fake news.

Conclusão

Boato sem comprovação 👎

Não há qualquer prova de que a senhora esteja perdida em frente ao hospital da Brasilândia. Para além disso, uma das páginas que mais têm engajamento com o assunto já apontou que o caso foi solucionado.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube https://bit.ly/3vZsrnd
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3ounmCN
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai http://bit.ly/3zGePPm