Prova de vida deve ser feita até 28 de fevereiro no INSS porque governo mudou regras #boato

Boato – O governo mudou as regras em relação à prova de vida para aposentadorias. A partir de agora, todos os beneficiários devem ir até o INSS até o dia 28 de fevereiro para realizar o procedimento.

Se tem um tipo de boato que sempre circula na internet é aquele relacionado a supostos benefícios e regras para o recebimento. Graças à aprovação da reforma da Previdência em 2019, muitos desses boatos são relacionados a benefícios para aposentados e pensionistas. E na história de hoje vamos relembrar um desmentido sobre a prova de vida.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/320iXsb

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Se você não sabe, a prova de vida é um procedimento necessário para quem recebe aposentadorias ou pensões. Basicamente, trata-se de uma forma de comprovação de que a pessoa que recebe o benefício está viva. A prova de vida serve, principalmente, para evitar fraudes.

Pois bem, de acordo com um texto que está circulando com força na internet neste início de 2020, o governo “mudou as regras” para a prova de vida. A mensagem aponta que, agora, a prova de vida tem que ser feita até o dia 28 de fevereiro e que o procedimento deve ser feito em uma agência da INSS. Leia:

Confira o desmentido em vídeo:

Pessoal, avisando aos amigos para procurar saber … que estão aposentados ou que tem parentes que recebem pelo INSS. O governo mudou a regra e não é mais no mês de aniversário que tem de fazer prova de vida. Atentar para o prazo. *Agora é até 28 de fevereiro.* Os bancos nem o INSS estão avisando. Quem souber de alguém que recebe aposentadoria INSS avisar para não perder o benefício.

Prova de vida no INSS deve ser feita até 28 de fevereiro porque governo mudou regras?

Muita gente resolveu compartilhar a informação a torto e a direito na internet. O que muitos não sabiam é que o texto era uma fake news de 2018 que em 2020 é, digamos, mais fake news ainda (sim, é possível). Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Tudo começou no início de 2018. Na época, o governo do então presidente Michel Temer resolveu estender o prazo relativo ao ano de 2017 para que os beneficiários realizarem o procedimento de prova de vida.

Como explicamos no nosso desmentido lá de 2018, não se tratava de uma mudança de regras. Era apenas uma “segunda chance” para quem não havia feito a prova de vida em 2017 (de acordo com o INSS, 4,7 milhões de pessoas) realizar. Além disso, a mensagem continha erros em relação ao procedimento (que era para ser realizado no INSS e sim em bancos e poderia ser feito em qualquer período do ano corrente). Relembre o que escrevemos:

A primeira informação que não procede é a que fala que o governo “mudou as regras” para prova de vida. Não é verdade. As regras continuam as mesmas. Este link de 2013 do site da Previdência ainda é valido.

A segunda informação errada é que a “data mudou da data de aniversário para 28 de fevereiro”. Na realidade, não é com base na data de aniversário que se faz a prova de vida. Ela depende apenas do banco que a pessoa recebe o benefício. Alguns bancos aceitam a prova de vida (que não é nada mais do que um recadastramento de senha) desde o início do ano. Outros aceitam apenas a partir de um período.

O terceiro erro é o que fala que TODOS os aposentados e pensionistas têm que fazer a prova de vida até 28 de fevereiro. Na realidade, apenas os que não fizeram a prova até o final de 2017 ganharam um “prazo a mais” para realizar a ação. Se você já fez o recadastramento da senha em 2017, só vai precisar se preocupar com 2018.

O quarto erro é o que fala que nem o governo nem o INSS estão avisando. A parte falsa não está sendo divulgada por motivos óbvios. Sobre a prorrogação do prazo, o INSS avisou e a mídia publicou material sobre o assunto. Há ainda um quinto erro intrínseco. A mensagem dá a entender que a prova de vida é feita no INSS. Não é. Ela é feita no banco no qual o beneficiário tem a conta.

Não bastassem os cinco erros descritos em 2018, há um sexto erro na versão 2020. A tal história sobre “prazo até 28 de fevereiro” não existe mais. Conforme foi explicado no site da Previdência Social já no início de 2019, o prazo excepcional foi dado apenas no início de 2018. Leia o que foi escrito no site:

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e o INSS alertam os segurados para que desconsiderem a data de 28 de fevereiro citada no referido boato, uma vez que esse prazo se refere a uma prorrogação ocorrida excepcionalmente no ano passado. O objetivo desse prazo adicional foi atender aos segurados que não tinham feito a comprovação de vida no prazo original dado pelos bancos em 2017.

Resumindo: a história que aponta que o INSS mudou as regras de prova de vida e que os beneficiários têm que ir na agência do INSS até o dia 28 de fevereiro é falsa. Não passa de um boato lá de 2018 que apareceu em 2019 e, agora, em 2020.

P.S.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/39Tje3u

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)