Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > É falso que PM do Rio de Janeiro tenha aprovado adicional no salário para policiais LGBTQIAPN+

É falso que PM do Rio de Janeiro tenha aprovado adicional no salário para policiais LGBTQIAPN+

Policiais militares do RJ vão ganhar adicional LGBTQIAPN+ de R$ 1.500 no salário, diz boato (Foto: Reprodução/Internet)

Boato – O secretário da PM do Rio de Janeiro decidiu que o estado vai pagar um adicional LGBTQIAPN+ de R$ 1.500 a policiais militares.

Análise

Uma imagem tem circulado em algumas redes sociais e grupos no WhatsApp e chamado atenção. Ela aponta para um suposto print de um portal de notícias sobre uma decisão do “novo secretário da PM do Rio de Janeiro”.

De acordo com a suposta notícia, o coronel Marcelo Menezes teria criado um adicional de salário para policiais militares que sejam LGBTQIAPN+ (lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, queer, intersexuais, assexuais, pansexuais, não binárias e “+”) de R$ 1.500. Leia:

Vídeo: é falso que Lula foi flagrado beijando Suzanne von Richtofhen

SEGURANÇA PÚBLICA Adicional LGBTQIAPN+ Novo secretário da PM Coronel Marcelo Menezes atendendo a um pedido do Mistério Público do Rio de Janeiro, criou na data de hoje um adicional ao salário voltado para o público homossexual na corporação. Para fazer jus ao adicional, é preciso comprovar vinculo aletivo com o gênero do mesmo sexo. O valor do adicional será de 1.500 reais já descontados os Impostos.

Checagem

A história está circulando em grupos mais conservadores e chamado atenção na internet. Porém, não procede. As perguntas a serem respondidas na checagem do conteúdo são as seguintes: 1) A PM do Rio de Janeiro aprovou um adicional de salário para policiais militares LGBTQIAPN+? 2) A notícia que apontava para o adicional de salário para quem é LGBTQIAPN+ foi dada pelo g1? 3) Há algum projeto em alguma polícia que preveja o ganho extra?

A PM do Rio de Janeiro aprovou um adicional de salário para policiais militares LGBTQIAPN+?

Não. Resolvemos fazer o básico: buscar em fontes confiáveis por qualquer informação que aponte para a tal aprovação do adicional por parte da PM do Rio de Janeiro para quem é LGBTQIAPN+. Como era de se imaginar, nada encontramos. Não há nenhuma decisão do porte de Marcelo Menezes neste sentido. Além disso, a fonte citada (g1) não deu a tal notícia.

A notícia que apontava para o adicional de salário para quem é LGBTQIAPN+ foi dada pelo g1?

Também não. Na realidade, a “manchete” foi montada em um aplicativo especializado em criar notícias falsas (sim, tem isso). Não é a primeira vez que isso tem ocorrido. Se você acompanha o Boatos.org já deve ter visto diversas fake news que surgiram de prints do g1.

A foto utilizada, aliás, sequer é do Rio de Janeiro. É de uma formatura de dois policiais militares no Distrito Federal em 2021. Além de não ganhar aumento, o policial em questão saiu da corporação após sofrer discriminação e isolamento (tá aí o aumento). 

Há algum projeto em alguma polícia que preveja o ganho extra?

Não há. Não encontramos qualquer diretriz ou projeto que aponte para um valor extra no salário para quem tem alguma orientação sexual específica. O Boatos.org já desmentiu, inclusive, uma fake news muito parecida com essa. Na ocasião, havia se falado em uma bolsa extra de um salário mínimo para gays. Logicamente, a história também era falsa. 

Conclusão

Fake news ❌

É falsa a história que aponta que foi aprovado um adicional para policiais militares do Rio de Janeiro que se identifiquem como LGBTQIAPN+. O print é falso e a história é uma nova versão de uma fake news já desmentida por aqui.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).