Casal suspeito de sequestrar crianças está pela região #boato

Boato – Polícia Militar divulgou áudio no Whatsapp sobre casal suspeito de sequestrar crianças na região de Campinas.

Alguns boatos acabam se tornando tão comuns que quando vamos desmenti-los parece repetição proposital, ou replay de gol ou figurinha repetida de álbum que nunca está completo.

Eis que novamente temos um boato sobre sequestradores do mal à solta pela cidade. Dessa vez, um casal suspeito de sequestrar crianças que de tão perigoso até mesmo a Polícia Militar mandou ter cuidado. Segundo a história, a PM emitiu mensagem em áudio nas redes sócias e fotos do casal para avisar a população. Confira o texto dessa notícia na íntegra:

‘Casal, suspeito de sequestrar crianças, está pela região. Compartilhe a informação. Está mensagem está sendo colocada em todos os grupos de redes sociais (Facebook e Whatsapp), com uma gravação oficial da Polícia Militar.

Segundo fontes e informações divulgadas em rede social, a Polícia Militar no fundo do Vale está à procura deste casal na foto. De acordo com uma moradora de Cachoeira Paulista, esses dois indivíduos foram vistos na cidade e foram reconhecidos como sequestradores de crianças, atuantes em Campinas/São Paulo.

Ainda, comentam que estão em uma Van escura, modelo towner, não conseguiram identificar a cor, com um escrito Estúdio Móvel na lateral do carro. Eles foram reconhecidos por voltas das 20h, e toda a região está sob alerta. Compartilhe esta mensagem e mande informações sobre o paradeiro ou localização desses suspeitos.

Por outro lado, um portal internacional comenta se tratar de uma farsa, veja a matéria (link). No entanto, temos uma gravação em áudio, que confirma o caso, sendo que o material foi feito com os nomes dos policiais que atenderam a ocorrência’.

Então, vejamos como dizer isso sutilmente… Tudo nessa história, e digamos que mais um pouco tem jeito de boato. Onde está o áudio? Não o deixamos de lado propositalmente no texto, não tinha áudio nenhum na postagem original.

Se a Polícia Militar enviou o áudio para alertar a população, porque isso não aparece em outros lugares? Procuramos menções a tal mensagem da PM em vários meios e nada. Além disso, se a origem da notícia é a informação passada como o nome dos policiais que atenderam à ocorrência, quem são eles? Por que não falar o nome dos policias para dar credibilidade à história?

Sem reposta para essas questões, o que sabemos mesmo é que alertas com frases do tipo ‘uma fonte informou’, ‘um policial disse’, ou qualquer outra expressão sem nenhuma identificação, em 99,9% dos casos é mentira.

Melhor nem entrarmos no mérito dos perigos de histórias como essas. Afinal já discutimos a irresponsabilidade de espalhar imagens de pessoas e/ou informações sem conhecimento real do fato várias vezes.

Como no caso do suposto estuprador que atacava mulheres após pedir água, da enfermeira que transmitia HIV em teste falso de glicose e dos sequestradores disfarçados de pesquisadores do IBGE, todos desmentidos aqui no site.

Também não precisamos lembrar que boatos parecidos já resultaram no assassinato de uma pessoa. Ou que já passamos da fase do ‘eu achei que era verdade’. Afinal, na era da internet, com alguns cliques ‘achar’ se torna ‘certeza’.

PS: esse artigo foi uma sugestão do leitor Alber Costa. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.

Nota do editor: Para sacramentar a história, a polícia desmentiu a existência desses sequestradores. Detalhe: quem desmentiu foi a polícia do Paraguai. Ou seja, nota-se que o boato circulou diversas regiões.  

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)