Paulo Vitor foi encontrado na Câmara e está no Conselho Tutelar #boato

Boato – Paulo Vitor foi encontrado na frente da Câmara Municipal e foi levado para Conselho Tutelar, onde está até agora. Compartilhe a foto dele.

Sem dúvidas, o ser humano é, desde o dedão do pé até o último fio de cabelo, cheio de boas intenções. O grande problema é que nem sempre as boas intenções acabam resultando em boas ações. Não são poucos os casos em que as pessoas, na ânsia de ajudar, acabam culpando inocentes, criando alertas falsos e expondo a imagem de crianças.

Em nosso rol de crianças desaparecidas aqui no Boatos.org já temos a Anna Laura, a Patrícia, o Ícaro, o Cauã e tantos outros. Para engrossar a lista, temos, hoje, o caso do menino Paulo Vitor.

De acordo com um texto que viralizou no WhatsApp e o no Facebook, o menino teria sido encontrado em frente à “Câmara Municipal” e espera no “Conselho Tutelar” pela família. A imagem dele foi divulgada como se fosse de diversas cidades. Leia uma das versões do texto que circula online:

Atenção se alguém conhece essa criança ,se chama Paulo Vitor foi encontrado em frente a câmara municipal e está aqui no conselho desde as 13:00 hs e não foi encontrada a mãe, me ajude a divulgar

Paulo Vitor foi encontrado em frente à Câmara e está no Conselho Tutelar?

Assim como em tantos outros casos de “crianças desaparecidas”, o alerta se espalhou por diversos lugares do Brasil, com destaque para dois estados: Mato Grosso e Rio de Janeiro. Mas será que a tal história é real? Pelo o que tudo indica, a resposta é não. Vamos aos fatos.

Por mais que as pessoas acreditem que estão ajudando ao compartilhar a imagem de uma criança no WhatsApp e no Facebook, as informações vagas mais confundem do que ajudam.

– Para começar, mesmo que houvesse o desaparecimento de um menino, o texto vago fez a informação se espalhar de forma tão absurda que é muito difícil (caso fosse verdade) saber de onde ele é. Só falando em Rio de Janeiro, vimos o alerta nas seguintes cidades: Mesquita, Maricá, Niterói, Meriti, Itaboraí e Duque de Caxias. Em algumas cidades (principalmente do Mato Grosso), conselhos tutelares trataram de desmentir que havia um menino perdido.

–  Paulo Vitor, suposto menino da imagem, é grande o suficiente para saber o seu nome completo, o nome dos pais e, muito provavelmente o endereço de casa. Se ele fosse encontrado em algum destes lugares, teria condições suficientes para fazer os responsáveis serem encontrados.

– A foto e a história já circulam online há cerca de uma semana. Mesmo que ele estivesse, em algum momento, no Conselho Tutelar, a essa altura já teria sido encaminhado para um abrigo. Não estaria “até agora”.

– Em todas as versões, a mensagem peca pela falta de informações. Não há um contato de responsável pela criança, uma notícia (nem local) que confirme o desaparecimento e as informações corroboram para que as pessoas saibam mais sobre o caso (como, por exemplo, o sobrenome do Paulo Vitor).

Resumindo: mesmo sem saber a origem da imagem (quem souber, ajuda aí), achamos por bem compartilhar a informação de que não vale a pena você corroborar para que o boato se espalhe. Neste momento, o Paulo Vitor já se “perdeu” em tantas cidades que, em pelo menos 99% das versões, a história já virou um boato.

Em tempo: caso você encontre uma criança desaparecida, informe as autoridades da sua região e a imprensa local. Caso seja necessário, autoridades e mídia vão compartilhar a informação com detalhes suficientes para que ela seja de alguma utilidade.

Caso você veja uma imagem de criança desaparecida na web, só compartilhe a mensagem nestes dois casos: 1) caso o texto tenha informações que vão além de um “repasse para os amigos”); 2) O caso foi confirmado pela polícia ou mídia (um Google sempre ajuda). Fica a dica.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook ou WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet