Notícia Falsa: Eliza Samúdio está viva e morando em Brejo Grande, Sergipe

Boato – Eliza Samúdio, a ex-affair do goleiro Bruno, teria sido encontrada em Brejo Grande, em Sergipe. Isso faria com que os advogados goleiro pedissem a anulação do julgamento por homicídio.

De tempos em tempos, grandes crimes chocam a opinião pública no Brasil. Um desses casos aconteceu em 2010, quando Eliza Samúdio (ex-modelo que atuou em filmes adultos) desapareceu após um encontro com o ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes das Dores de Souza.

O caso acabou sendo julgado em março de 2013 e, apesar do corpo de Eliza Samúdio nunca ter sido encontrado, Bruno acabou condenado a 22 anos de prisão pelos crimes de sequestro, homicídio e ocultação de cadáver. Mas uma pergunta nunca cessou: onde estaria o corpo de Eliza Samúdio?

A questão fez com que teorias fossem levantadas. Algumas foram usadas pela própria defesa dos réus no processo como, por exemplo, a de que a ex-amante de Bruno estaria na Europa atuando em filmes adultos. Outras não passam de brincadeira (de mau gosto) na internet.

Um desses casos usa o seguinte texto:

BOMBA!!! Elisa Samudio está viva!! A ex atriz pornô e affair do goleiro Bruno foi descoberta em uma cidade do interior de Sergipe, chamada Brejo Grande! Os advogados do ex-goleiro já pediram a anulação da sentença penal condenatória!

Ao procurar na internet, encontramos o texto em dois locais: um link assustador no Facebook e um vídeo no Youtube de um dos episódios mais clássicos de Chaves. No vídeo, o tumbnail é de Eliza e um logotipo do Jornal da Globo. Ou seja, duas pegadinhas para enganar os mais incautos e ganhar alguns cliques. Um detalhe: o nome de Eliza está escrito errado: com a letra “S”.

Como é possível de ver, quaisquer informações relacionadas à ex-modelo estar viva têm grandes chances de serem falsas. Se formos pensar, faz três anos que ela desapareceu. Seria muito difícil estar viva  e não ter aparecido depois da repercussão que o caso teve na opinião pública. Além disso, há provas do assassinato dela. Tanto que a Justiça já julgou o mérito da questão e considerou os réus culpados. Sendo assim, a notícia é falsa.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)