Pedir nota fiscal em posto ajuda a baixar o preço da gasolina #boato

Boato – Ao abastecer o valor de R$ 50,00 reais e exigir a nota fiscal, o motorista ajuda a baixar o preço da gasolina em postos de combustíveis. 

Textos que envolvem o preço da gasolina não são novidade nas páginas do Boatos.org. Por aqui já vimos histórias da gasolina mais cara do mundo e até que a gasolina na Argentina é mais barata do que no Brasil. Dessa vez, a história aponta uma tática para baixar o preço do combustível.

Tudo começou com uma mensagem e um áudio compartilhado no WhatsApp. A mensagem dava conta que ao abastecer o valor de R$ 50,00 reais e exigir a nota fiscal, o motorista ajudará a baixar o preço da gasolina, já que o lucro será baixo. Confira na íntegra:

AVISO IMPORTANTE. Quando você for por gasolina no carro, moto ou outros. Peça a Nota Fiscal. Continha simples: Você põem R$ 50,00 de combustível e pedir Nota Fiscal o proprietário do posto vai pagar de impostos de R$ 21,00. Se todos nós formos pedir a Nota, logo os postos vão ter que abaixar o preço da gasolina. Compartilhem com maior números de pessoas possíveis. Vamos vencer essa luta!!!

Leia o que diz o áudio:

Oi galera, tudo bem? Deixa eu falar uma coisa, um negócio super interessante que eu acabei descobrindo. Nas horas vagas eu faço Uber e hoje pela manhã eu peguei um senhor que ele trabalha na Petrobras, na parte da diretoria da Petrobras. Estava conversando com ele e ele disse o seguinte: que o brasileiro tem na mão dele uma forma do preço da gasolina a baixar.

Mas o brasileiro é burro e não pensa. Aí ele fez uma continha rápida comigo. Seguinte: se você parar no posto para abastecer R$ 50,00 reais e pedir uma nota fiscal, o posto vai pagar de imposto R$ 21,00 reais. Então, o lucro que o posto vai ter é muito pouco. Ele falou que se todo mundo fizer isso, o combustível abaixa de preço. Inclusive, estou abastecendo o posto agora e acabei de pedir notinha e daqui para frente eu vou fazer isso todos os dias. Passa para o maior número de pessoas e grupos que vocês puderem.

Vamos forçar os postos a baixar o valor da gasolina, porque se eles tiverem que fazer nota eles não vão aguentar. A mesma coisa os pedágios. Por que eu pago o pedágio e não me fornecem uma nota fiscal? Se ele tiver que fornecer nota fiscal vai ter que liberar a cancela de tanta gente que vai ficar parada esperando nota fiscal. Vamos acordar Brasil!

Pedir nota fiscal em posto ajuda a baixar o preço da gasolina?

Vamos aos pontos do texto. O primeiro ponto que desmonta a farsa está no fato de que o texto parte de um pressuposto errado. De acordo com o texto, o imposto que os postos pagam – média de 45%, segundo os sindicatos – dependem da emissão da nota fiscal. Logo, se pedirem a nota, o empresário não poderá sonegar e, então, vai quebrar.

Porém, isso não faz sentido, porque o imposto não depende da nota fiscal para ser cobrado. Pois bem, o fluxo da bomba é controlado pelos órgãos fiscalizadores. Além disso, existe um lacre que é instalado pela secretaria de Fazenda e que, ao contrário do que se imagina, não pode (em teoria) ser violado. Dessa forma que é feito o controle.

Além disso, mesmo que os custos dos postos aumentassem, os donos fariam algo mais prático do que brigar com as distribuidoras: embutir no preço final (sempre com uma margem extra de lucro). Afinal, porque brigar com a Petrobras se eles podem lucrar em cima do preço final o quanto quiserem e até combinar o valor com os concorrentes (prática que é, teoricamente, proibida, mas…).

O áudio também aponta que pedir a nota fiscal em pedágios pode trazer “benefícios”. Sobre isso, saiba que as concessionárias não são obrigadas a emitir nota fiscal. Inclusive, essa história já foi tema no Boatos.org.

Para não restar dúvidas, tanto a mensagem quanto o áudio possuem as características de um boato: alarmistas, sem datas e fontes confiáveis e com pedidos de compartilhamento. Sem contar que se trata de um áudio no WhatsApp com mais uma daquelas histórias de “um conhecido me contou”.

Portanto, pedir nota fiscal em posto não ajuda a baixar o preço da gasolina. Ou seja, tudo balela. No máximo, você poderá participar de programas de benefícios fiscais ao inserir o CPF na nota ou ter a nota para comprovar algum problema no posto em caso de reclamação posterior.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão dos leitores Alex Nascimento, Junior, Ana RJ, Kalil Santos, Ismael Junior e diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.