Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Mulher morre após tentar colar órgão com Super Bonder no Piauí #boato

Mulher morre após tentar colar órgão com Super Bonder no Piauí #boato

Boato – Para enganar noivo e parecer virgem, mulher tenta colar órgão com Super Bonder e morre no interior do Piauí.

Quando o assunto é balela, um dos temas preferidos dos “produtores profissionais” são as histórias bizarras. Quanto mais bizarro o conteúdo, maior a chance de viralizar. No caso de hoje, a estratégia não foi diferente.

Isso porque circula no Facebook e no WhatsApp a informação de que uma mulher no interior do Piauí morreu após tentar colar seu órgão íntimo com Super Bonder (cola instantânea). De acordo com a publicação, a mulher tentou “enganar o seu noivo tentando parecer virgem” e “colou as partes íntimas com Super Bonder”. Leia o que diz a publicação:

TRAGÉDIA NO PIAUÍ: Mulher morre após colar órgão com super bonder fingindo ser virgem  Uma mulher do interior do Piauí fez uma tremenda bobagem que custou sua vida, ao tentar enganar o seu noivo tentando parecer virgem, ela colou as partes intimas com Super Bonder com medo do mesmo desistir do casamento ao saber da verdade.

Mulher morre após tentar colar órgão com Super Bonder no Piauí?

A notícia da morte da mulher deixou até os mais céticos intrigados. Mas será mesmo que uma mulher morreu após tentar colar órgão com Super Bonder no Piauí? A resposta é não. Sem mais delongas, vamos aos fatos.

Vídeo: é falso o papa Francisco teria dispensado o jejum na Quaresma

Ao bater o olho no texto, percebemos que ele “tenta” ser jornalístico, mas é muito mal escrito. Digo isso porque o texto não responde àquelas perguntas básicas de qualquer notícia como, por exemplo, o nome da mulher, quando ocorreu o caso e qual a cidade. E não adianta dizer que “aconteceu” no interior do Piauí ou que a mulher não quis se identificar, afinal, temos uma foto do rosto dela e “interior do Piauí” não é informação. Não preciso nem dizer que informações vagas ajudam a caracterizar um boato, né?

Junte isso ao fato de que, ao buscar sobre o assunto, não encontramos nenhum site de notícias confiável que tenha divulgado a informação. Mais do que isso: descobrimos que a história nasceu em um blog que volta e meia cria notícias falsas para ganhar audiência. Aliás, há pouco dias, a mesma página publicou uma história estranhamente parecida. Ou seja, a fonte da informação não é das mais confiáveis.

Da história citada para a hoje, as únicas diferenças estão na motivação e na localidade. Enquanto Francisco Severino da Silva colava o órgão genital da esposa com medo de “ser corno”, a “mulher do Piauí” se aventurava com a supercola para tentar parecer virgem. No caso de Francisco, o episódio ocorreu em Pernambuco. Já com a mulher, a história aconteceu no interior do Piauí. Quer dizer, coincidência demais para um simples “site” de notícias.

Se isso não é suficiente para provar que é boato, fique sabendo que as imagens não têm nada a ver com o caso. A primeira delas, onde há um caixão, faz parte do registro do velório das vítimas de um acidente em Araçagy, São Luís no final do ano passado. Na época, o acidente causou a morte de quatro pessoas.

Para a nossa surpresa, a jovem na outra imagem, de fato, faleceu. Mas, ao contrário do que se imagina, não foi por causa do Super Bonder. Na realidade, a mulher morreu após ter sido agredida pelo namorado, em maio de 2018, em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Já foto do Super Bonder é só uma imagem aleatória (por sinal, a mesma usada na “versão Pernambuco” do boato).

Resumindo: a história de que uma mulher morreu após tentar colar órgão com Super Bonder no Piauí é fruto de uma invenção de um site de fake news que se utilizou de imagens fora de contexto. Ou seja, tudo balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.