MST invade Brumadinho para roubar vítimas da tragédia #boato

Boato – O Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiu a cidade de Brumadinho (MG) com o objetivo de roubar as vítimas da tragédia da Vale e ocupar as terras que seriam doadas aos desabrigados.

Dentre todas as tragédias ocorridas em 2019, a, provavelmente, mais impactante foi o estouro da barragem da Vale na cidade de Brumadinho (MG). Seja pelo número de mortos (223 confirmados e 37 desaparecidos) ou pelo impacto econômico e ambiental, o fato é que o desastre atingiu muita gente.

No “mundo das fake news”, a tragédia de Brumadinho também chamou atenção. E, mesmo três meses após o ocorrido, notícias falsas continuam aparecendo. A última que circula na internet dá conta de que o MST resolveu “partir de longe” para Brumadinho para “roubar as vítimas”.

Uma mensagem, que é acompanhada de um vídeo, aponta que o MST chegou na cidade para roubar as vítimas. Eles estariam chegando a Brumadinho para ocupar as terras que seriam doadas aos desabrigados. Leia a mensagem que circula online:

Os vermes do MST e petistas invadem Brumadinho para ROUBAR o que é de direito das vítimas da tragédia da barragem!! Eles vêm de longe para ocupar as terras que seriam doadas aos desabrigados!! Vagabundos!!! Bandidos!! Isso tem que acabar!!!

MST invade Brumadinho para roubar vítimas da tragédia?

O vídeo, que mostra uma discussão e seria a “prova do roubo”, e a mensagem circularam muito online. Mas será mesmo que o MST rumou a Brumadinho para ocupar as terras que seriam doadas aos desabrigados? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

De cara, a mensagem já nos deixa desconfiados. Além de ela ter as principais características de boatos na internet (vaga, alarmista, com erros de português e sem citar fontes confiáveis), é acompanhada de um vídeo que, se assistido com atenção, não prova nada.

Sem muitas informações a respeito, resolvemos buscar por mais detalhes a respeito do assunto e, além de não encontramos nada sobre a tal tese do MST invadir terras das vítimas, encontramos contradições na mensagem.

A primeira delas está relacionada ao “objetivo” do MST. Ao contrário do que diz a mensagem, eles não vieram ocupar nenhuma terra da Vale. O objetivo, de acordo com essa matéria do O Tempo, seria discutir as indenizações aos atingidos pela tragédia.

Sobre o local em que os manifestantes ficaram, não há nada de “terras prometidas” aos atingidos pela tragédia. O MST ficou, na realidade, na entrada da Vale. É importante dizer que ainda não foi “prometida” uma terra para os desabrigados de Brumadinho.

Por fim, também é falsa a informação de que os manifestantes “vieram de longe”. O grupo é de um assentamento próximo a Brumadinho, à beira do Rio Paraopeba.

Resumindo: a história que aponta que o MST foi para Brumadinho a fim de ocupar as terras que seriam doadas para as vítimas do rompimento da Barragem da Vale é falsa. Além de o vídeo não provar nada, a mensagem não se sustenta após uma rápida checagem.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)