Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Motorista de aplicativo (Uber) não foi dopado por duas mulheres com uma bala durante corrida

Motorista de aplicativo (Uber) não foi dopado por duas mulheres com uma bala durante corrida

Motorista de Uber é dopado e roubado por duas mulheres que lhe deram bala em corrida, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Duas mulheres doparam um motorista de aplicativo (Uber) com uma bala para roubar o carro da vítima

Análise

Nos últimos tempos, toda atenção é pouca quando o assunto é segurança. Criminosos têm aperfeiçoado seus métodos de furto e roubo e, infelizmente, muitas pessoas acabam assaltadas porque acabam confiando nas pessoas erradas.

E de acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, motoristas de aplicativo precisam ficar atentos com um novo golpe que estaria sendo aplicado por aí. Segundo a história, duas mulheres solicitam uma corrida e oferecem uma bala para o motorista.

Vídeo: É falso que vacina da gripe tenha "vírus do câncer"

Ainda segundo a história, a bala estaria “batizada” e faria com que o motorista dormisse. De acordo com a publicação, após o motorista dormir, as duas mulheres roubam o carro. Segundo a publicação, a câmera de segurança de um motorista de aplicativo (Uber) teria gravado todo o esquema. Confira:

“Olha o que essas câmera de seguranças flagraram, pessoal. Esse motorista, pessoal, foi drogado por essas duas mulheres dentro do seu próprio carro. Olha só o que aconteceu, gente. Elas articularam todo o plano e conseguiram levar o carro desse motorista, gente. Vamos acompanhar a história e ver tudo o que aconteceu. Olha só”.

A história ganhou uma enorme popularidade nas redes sociais, em especial, no X (antigo Twitter), Facebook e YouTube e deixou muitos motoristas preocupados. Apesar disso, a história apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista, a falta de fontes confiáveis e a ausência de notícias sobre o assunto.

A partir daí, analisamos a narrativa e o vídeo que acompanha a história e vamos te explicar, em três etapas, os motivos para não acreditar nessa história: 1) É verdade que o motorista de Uber foi drogado por duas mulheres e teve o carro roubado? 2) Por que tudo indica que o vídeo do motorista de Uber dopado por duas mulheres tende a ser falso? 3) Qual a origem do vídeo?

Checagem

É verdade que o motorista de Uber foi drogado por duas mulheres e teve o carro roubado?

Não existe nenhuma prova disso. Para começo de história, não existe nenhum relato sobre o assunto em fontes confiáveis, como veículos de comunicação e a própria polícia. Além disso, esse tipo de narrativa, infelizmente, se tornou comum na internet.

Nos últimos anos, a equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras fake news envolvendo motoristas de aplicativos, como acusações de que eles estariam dopando passageiras. Assim como explicamos na época, a história não se sustentava, pois não havia provas de que isso estaria acontecendo de maneira esquematizada. Se isso não bastasse, há diversos indícios de que o vídeo seja uma simulação.

Por que tudo indica que o vídeo do motorista de Uber dopado por duas mulheres tende a ser falso?

Primeiro, a atuação de centavos. A conversa segue um script e tudo é dito sem um erro de português ou gíria. Não parece ser uma conversa fluida e normal. Segundo, o efeito da bala foi muito rápido. Sabemos que não é assim que funciona. O suposto motorista sequer ficou “grogue” ou tentou reagir, apenas apagou. Terceiro, as mulheres seriam muito amadoras ao aplicar o golpe, porque não fizeram questão de desligar a câmera que, literalmente, estava na cara delas.

Quarto, a contagem da câmera não faz o menor sentido. A contagem começa do 0 sem que a mão do motorista esteja perto (afinal de contas, ele teria que ligar o aparelho ou estar com a mão próxima do equipamento na contagem do 0). Se isso não bastasse, a contagem vai apenas até os 15 segundos e volta pro 0. Tudo indica que se trata de um filtro que imita a gravação de uma câmera. Além disso, não existe câmera de segurança com essa resolução. Quinto, o vídeo possui um corte na hora que o suposto motorista desmaia. A câmera de segurança não faria esse corte. Por fim, se o vídeo fosse realmente verdadeiro, seria fácil identificar as mulheres e, com certeza, a situação viraria notícia (o que não ocorreu).

Qual a origem do vídeo?

Não conseguimos encontrar a fonte do vídeo, mas se você souber, manda uma mensagem para o Boatos.org (que vamos atualizar o texto e dar os devidos créditos). Acreditamos que o vídeo tenha sido produzido por uma página de simulações nas redes sociais. Esse tipo de página costuma publicar vídeos com situações hipotéticas, interpretadas por seus participantes. As situações não são reais, mas costumam alertar para perigos que podem ocorrer. Entretanto, nos últimos tempos, é comum ver esse tipo de conteúdo retirado de contexto e usado como prova de histórias reais.

Conclusão

Boato sem comprovação 👎

Motorista de Uber não foi dopado por duas mulheres com uma bala durante corrida. Há diversos indícios de que o vídeo é uma simulação e não mostra uma situação real. As imagens usaram um filtro de gravação e a contagem do tempo acaba em 15 segundos.

Se isso não bastasse, o efeito da bala foi muito rápido e o motorista sequer chegou a passar mal, bocejar ou algo do tipo, ele apenas apagou. Além disso, as mulheres não desligaram a câmera e nem apagaram o vídeo, deixando provas e uma maneira muito fácil de identificá-las. Por fim, não existe nenhuma notícia de que esse tipo de golpe esteja realmente acontecendo.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).