Globo News se arrependeu de convidar general Heleno para debate #boato

Boato – A Globo News se arrependeu de convidar o general Heleno para um debate e tirou vídeo do ar. O Congresso e o Senado também mandou ligaram para TV e tiraram o vídeo do Youtube. Em junho de 2018, a mesma história começou a circular com outro vídeo. Ela continua sendo falsa. 

Em tempos no qual o assunto “intervenção no Rio de Janeiro” está “na boca do povo” (tem até uma lista de sete boatos aqui), o que não tem faltado é debate acalorado sobre o tema. E claro, para “vencer o debate”, internautas têm lançado mão de muitos artifícios.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org Siga o Boatos.org no Twitter: Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/36nlVru

Confira o nosso Instagram:

Instagram

O último deles está “ajudando” a viralizar um vídeo no qual a jornalista Renata Lo Prete (Globo News) entrevista o general Augusto Heleno Ribeiro, mais conhecido como general Heleno. Junto com uma declaração de Heleno a favor de que os militares tenham poder de polícia, uma mensagem está sendo divulgada. Leia o texto e assista ao vídeo:

A Globo News se arrependeu de ter convidado o general Heleno para um debate. A TV apresentou esse vídeo hoje pela manhã logo em seguida o Congresso e Senado ligaram para TV intimando sob ameaça que retirassem dos demais telejornais e já foi retirado do YouTube. Repassem sem dó

Globo News se arrependeu de convidar general Heleno para debate e deletou vídeo?

O tal vídeo tem se espalhado com força entre pessoas que defendem o “direito de matar” dos militares. Mas será mesmo que a Globo News se arrependeu de ter falado com general Heleno e mandou, junto com o Senado, tirar o vídeo do ar? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

Antes de começar a falar desta história, vamos esclarecer outra versão do mesmo boato, A mesma mensagem tem circulado na internet junto a um vídeo do historiador Marco Antonio Villa no “blog do Villa”. Não seria preciso nem repetir que ela está completamente errada. Afinal, Villa não é general Heleno e nem o blog do Villa é a Globo News.

Dito isso, voltamos ao boato do “verdadeiro” general Heleno. Não vamos entrar no mérito do que ele disse (nosso papel não é checar opinião das pessoas). Mas o fato é que a mensagem é apenas uma forma para fazer a história viralizar. Isso é possível de ser provado com duas constatações.

A primeira é que a Globo News não retirou o vídeo do ar. A entrevista é possível de ser acessada pelo Globo Play, serviço de streaming da Globo. Ou seja: pode até ser que muita gente não tenha concordado com a declaração de Heleno. Porém, ninguém a censurou.

Segundo ponto: essa mensagem que fala que o “Senado mandou tirar o vídeo do ar” já é manjada na internet. Já desmentimos a mesma versão do boato falando do aplicativo Mudamos e de uma declaração de Ciro Gomes”.

Junte isso ao fato de que a mensagem que acompanha o vídeo tem as principais características de boatos na internet (vaga, alarmista, com erros de português e pede compartilhamento, como que você pode ver no vídeo abaixo) e nenhuma fonte séria deu a informação e podemos dizer que se trata de mais um boato online.

Resumindo: a história que aponta que a Globo News se arrependeu de entrevistar o general Heleno é falsa. É só um boato utilizado para promover o vídeo que defende que militares tenham “direito de polícia” no Rio de Janeiro.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)