Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > É falso que vídeo de produtores jogando leite fora tenha relação com preços nas enchentes no Rio Grande do Sul

É falso que vídeo de produtores jogando leite fora tenha relação com preços nas enchentes no Rio Grande do Sul

Gaúchos jogam leite fora para não vender a preço justo após enchentes no RS, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Produtores gaúchos jogaram leite fora para não venderem a um preço justo no contexto das enchentes do Rio Grande do Sul.

Análise

Um vídeo tem circulado com força no contexto das enchentes no Rio Grande do Sul. Não sabemos se ele está circulando em um tom de crítica a produtores gaúchos ou de “bem-feito” ao estado.

A mensagem alega que produtores gaúchos estão jogando fora leite para evitar vendê-lo a um preço “justo” para o povo, e que essa atitude refletiria maldade, orgulho e egoísmo.

Vídeo: é falso que Sadia esteja dando prêmios para quem compartilhar no WhatsApp

“Uma lição para todo o Brasil. A maldade. O orgulho. O egoísmo. Cobra um preço alto. Os gaúchos jogando leite para não vender a preço justo para o povo”, diz a mensagem. Assista ao vídeo:

Checagem

Como falamos, não sabemos exatamente o motivo pelo qual o conteúdo estava circulando na internet. Porém, uma coisa é fato: o conteúdo merece uma checagem por aqui. Ela será feita respondendo às seguintes questões: 1) É verdade que produtores gaúchos estão jogando leite fora por causa das enchentes do Rio Grande do Sul? 2) Qual é o contexto do vídeo que mostra produtores de leite jogando o produto fora? 3) As enchentes no Rio Grande do Sul são um castigo para o estado?

É verdade que produtores gaúchos estão jogando leite fora por causa das enchentes do Rio Grande do Sul?

Não. Para começar, não há evidências que produtores gaúchos estejam jogando leite fora especificamente por causa das enchentes no Rio Grande do Sul. Além de não fazer o mínimo sentido (visto que a tendência é de que as enchentes cause o aumento do preço dos produtos), não consta em nenhuma fonte confiável tal informação. Não bastasse isso, o vídeo sequer tem relação com o contexto atual ou com o Brasil.

Qual é o contexto do vídeo que mostra produtores de leite jogando o produto fora?

O vídeo em questão é, na realidade, de 2018. Na ocasião, o descarte do leite se deu por conta de um protesto contra os preços altos dos combustíveis que estavam fazendo com que o produto não seja entregue na cidade de Crissiumal (RS). Também foi dito que o produto estava sendo perdido (jogado fora) por conta dos problemas para entrega. Leia o que contém da descrição do vídeo postado na página Guia Crissiumal:

Durante o ato público no Manifesto dos Caminhoneiros em Crissiumal os agricultores Hilário Schumacher e Jorge Ritter derramaram no asfalto cerca de 100 litros de leite, divididos em dois tarros. Hilário Schumacher, que é presidente do Conselho Municipal de Política Agrícola falou que o ato é uma forma de protesto dos agricultores que apoiam o manifesto dos caminhoneiros, num pedido de menores preços aos combustíveis, dos quais os agricultores dependem diretamente também.

“Os agricultores estão sofrendo junto, mas devemos apoiar, já que vários meses da nossa produção de leite também foram praticamente fora pelos péssimos preços praticados pelas indústrias, hoje não podemos entregar leite pelo manifesto, mas mesmo assim somos parceiros”. Segundo apurado pela reportagem do Guia Crissiumal, praticamente todas as empresas de laticínios da região não estão realizando a coleta de leite, sendo que os agricultores estão na sua grande maioria descartando a produção de seus animas, em virtude de não haver local suficiente para o armazenamento.

Há prós e contras na hora da avaliação. Por um lado, o “desperdício” era de um leite que já teria que ser descartado. Por outro lado, é fato que o protesto poderia ser feito com uma doação do produto para alguém que precisa.

De qualquer forma, a realidade mostrada no vídeo original é diferente na mensagem que está circulando agora em 2024: não se trata de um protesto contra o preço baixo do leite.

As enchentes no Rio Grande do Sul são um castigo para o estado?

As enchentes no Rio Grande do Sul, assim como em outras regiões, são fenômenos naturais extremos que podem ser exacerbados por fatores climáticos, ambientais e, em alguns casos, pela ação humana. Classificá-las como “castigo” implica um julgamento moral ou sobrenatural que não se alinha com a compreensão científica dos desastres naturais. Ou seja: fazer uma acusação com esta é, no mínimo, algo leviano a se fazer.

Conclusão

Enganoso 😈

Ao contrário do que apontam as mensagens que estão circulando na internet, não é verdade que produtores de leite jogaram o produto fora por causa dos preços no vídeo em questão. Também não é possível fazer a ligação das enchentes com um “castigo de Deus”. Na nossa avaliação o conteúdo entra como enganoso.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).