Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Fantasma aparece no IML de Cuiabá, aponta vídeo #boato

Fantasma aparece no IML de Cuiabá, aponta vídeo #boato

Boato – Vídeo do ‘IML de Cuiabá’ mostra espíritos vagando no Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá, no Mato Grosso.

A existência de seres sobrenaturais – incluindo anjos e demônios, deuses e fantasmas, almas e espíritos – sempre foi um pré-requisito para um bom filme de terror. Mas se esse era um tema restrito aos filmes, hoje ele saiu das telinhas e foi direto pra sua timeline.

Isso mesmo. Ao que tudo indica, um vídeo, que viralizou nas redes sociais e atingiu o topo dos Trending Topics do Twitter, mostra espíritos vagando no IML de Cuiabá, no Mato Grosso. Confira:

Pra todos aqueles que não acredita em Espírito está aí o vídeo foi filmado no IML de Cuiabá.Turno #Noturno

Assistir filme de terror é fácil. Difícil é ser guarda no IML de Cuiabá a noite

Na descrição do vídeo, a mensagem é a seguinte:

Momentos de tensão que este segurança passou a noite no Instituto Médico Legal.

O vídeo mostra um corredor escuro, com as luzes piscando e a porta do hidrante batendo ininterruptamente. Em seguida, um agente de segurança segura uma lanterna enquanto vai se aproximando da porta.

Fantasma aparece no IML de Cuiabá?

Vídeo: é falso que chá de mamão cure a dengue hemorrágica

No mundo da boataria, as pessoas são bem sugestionáveis: se alguém fala que viu alguma coisa, é bem provável que muita, muita gente diga o mesmo – é aquela história da “Maria vai com as outras”. Pois bem, se você foi uma das “marias”, saiba que a história é falsa. Vamos aos fatos.

Como você já deve imaginar, o Boatos.org já desmentiu histórias muito parecidas como a alma que saiu do corpo da mulher após acidente de moto, os espíritos fotografados no Paraná ou o espírito do Luciano do Valle, todas elas com um enredo muito parecido: imagens assustadoras, erros de ortografia comuns e pedidos de compartilhamento.

Apesar do texto indicar o IML de Cuiabá como alvo dos fantasmas, as imagens foram gravadas no Centro de Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente de Araucária (CAIC), no Paraná, por um dos vigilantes do local. Os dois vigilantes já foram identificados, mas, por enquanto, terão suas identidades preservadas.

Até o momento não há informações se o vídeo trata-se de uma brincadeira (o que é bem provável). As imagens serão investigadas pela Prefeitura de Araucária. Esse vídeo gravado pela Massa News mostra o local:

Por meio do Facebook, a assessoria da prefeitura informou que será aberta uma sindicância para apurar o caso e verificar a veracidade das imagens. Leia:

A Secretaria Municipal de Segurança Pública de Araucária informa que a conduta dos agentes de segurança envolvidos na gravação do vídeo sobre um suposto fantasma no Centro de Atendimento Integral à Criança (CAIC) será avaliada por meio de sindicância para descobrir o que de fato ocorreu e se foi uma brincadeira. Se houver alguma irregularidade na atitude dos funcionários, eles responderão por isso. As atividades no complexo do CAIC continuam sendo executadas normalmente.

Resumindo: a história de que apareceu fantasma no IML de Cuiabá é falsa. O caso aconteceu no Paraná.

Foto mostra anzol amarrado na porta que abre e fecha. E aí?

Foto mostra anzol amarrado na porta que abre e fecha. E aí?

Atualizado em 14/03/2017: um leitor do WhatsApp (que não temos o nome) nos ajudou a chegar mais próximo de matar a charada. Ele nos mostrou a imagem do tempo de 1:08 do vídeo. Nela, é possível claramente um anzol amarrado à porta. Ele chegou a montar uma teoria que envolve pessoas escondidas, a mudança da luz da lanterna e alguém ligando e desligando o interruptor.

Vamos continuar nos atendo ao que temos no momento. Na hipótese mais cética, já podemos dizer que a porta abria e fechava graças ao anzol. Na mais inocente, podemos dizer que era um fantasma puxando o fio que segurava a porta. Aí é você que vai escolher.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão do leitor Dion Lazlo e diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook ou WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.