Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Golpistas espalham notícia falsa sobre decisão de juíza sobre kit escolar da Faber-Castell

Golpistas espalham notícia falsa sobre decisão de juíza sobre kit escolar da Faber-Castell

Faber-Castell terá que vender kit escolar em promoção por causa de decisão judicial, diz boato (Foto: Reprodução/Internet)

Boato – A Faber-Castell está sendo obrigada, por conta da decisão de uma juíza do Maranhão, a vender um kit escolar em promoção.

Análise

Com a volta às aulas, mais uma história mirabolante está circulando na internet. Um site com o layout da Folha da S.Paulo (mas com o domínio relacionado à CNN) está circulando com uma notícia que aponta para uma suposta decisão judicial relacionada à Faber-Castell.

O site estaria informando que a juíza Olivia Amaral Cabral Saveiro, da Justiça do Maranhão, teria decidido que a Faber-Castell seria obrigada a vender um kit escolar em promoção.

Encontramos também um suposto comunicado da própria Faber-Castell falando sobre a decisão judicial e com um link para o suposto site de venda do kit escolar promocional. Leia algumas das mensagens que estão circulando online:

Vídeo: não é verdade que borra de café seja a melhor solução mosquito da dengue

Checagem: NOTICIAS Juíza do Maranhão determina que Faber Castell venda Kit Escolar por menos de R$ 160 Após perder processo, Faber Castell é condenada e deve vender 13.000 unidades de Kit de Material Escolar completo por menos de R$ 160 para todo o Brasil

SÃO PAULO A renomada empresa de materiais escolares, Faber Castell, se viu diante de uma decisão judicial que determinou a venda obrigatória de 13.000 kits escolares completos a um preço específico, após acusação de propaganda enganosa. A ordem partiu da Juíza Olivia Amaral Cabral Saveiro, do Maranhão, em resposta a alegações relacionadas à publicidade dos produtos.

Comunicado: Comunicado sobre decisão de Juiza do Maranhão sobre a Faber Castell A Faber Castell, empresa reconhecida por seu comprometimento com a qualidade e transparência, vem por meio deste comunicado informar sobre a decisão judicial proferida pela Juíza Olivia Amaral Cabral Saveiro, do Maranhão, referente à venda de kits escolares.

Em cumprimento estrito à determinação judicial, a Faber Castell irá disponibilizar 13.000 kits escolares completos ao preço de R$ 229,00. Reconhecemos a importância de atender às decisões legais e respeitar os direitos dos consumidores. Reforçamos que, durante todo o processo, mantivemos e continuaremos mantendo nosso compromisso em oferecer produtos de qualidade e informações transparentes aos nossos clientes. Nosso objetivo é sempre proporcionar uma experiência positiva para todos os que escolhem os produtos Faber Castell.

Estamos tomando todas as medidas necessárias para garantir o pronto atendimento à determinação judicial, assegurando que os kits escolares estejam disponíveis dentro do prazo estipulado pela autoridade competente. Agradecemos a compreensão e confiança de nossos consumidores, parceiros e colaboradores neste processo. Atenciosamente, Faber Castell

Checagem

Em tempos de iminência de período escolar, a suposta oferta não demorou a fazer sucesso na internet. Por isso, aqui estamos para fazer a verificação da história. As perguntas elencadas são as seguintes: 1) É verdade que a Justiça do Maranhão obrigou a Faber-Castell a vender um kit escolar em promoção? 2) A notícia atribuída à Folha e o comunicado atribuído à Faber-Castell são reais? 3) O que acontece se você fizer a compra do tal kit escolar?

É verdade que a Justiça do Maranhão obrigou a Faber-Castell a vender um kit escolar em promoção?

Não é verdade. Trata-se, na realidade, de um golpe muito parecido com tantos outros. O modus operandi é o mesmo deles: os golpistas criam um site falso de um portal de notícias e um site falso da empresa utilizada como isca e começam a espalhar o conteúdo via publicidade paga em plataformas de redes sociais.

A prova de que se trata de um fake é que sequer existe uma juíza no Maranhão (ou em qualquer lugar) de nome Olivia Amaral Cabral Saveiro. Ao buscar o nome dela no Google, achamos outro fake similar (só que citando a academia Smart Fit).

A notícia atribuída à Folha e o comunicado atribuído à Faber-Castell são reais?

Não. Ao acessar o site em que a notícia falsa está publicada (cnnbras1l.com), podemos já notar os erros. O primeiro está no próprio nome do site. Além de fazer referência a um veículo errado, a página não tem o endereço da Folha de S.Paulo (folha.uol.com.br).

Não bastasse isso, a notícia cita o nome errado da empresa. É escrito Faber Castell enquanto a grafia certa é Faber-Castell. E aí está o segundo furo.

O suposto site da empresa com o comunicado também é falso. A página, apresentada como “faberoficial” cita o nome errado da Faber-Castell e é diferente do domínio correto “faber-castell.com.br”.

O que acontece se você fizer a compra do tal kit escolar?

Você acaba caindo em um golpe. A prova disso está no volume de reclamações contra a empresa que intermedia os pagamentos dos golpistas (que, por sinal, é a mesma plataforma utilizada em muitos outros golpes e merece atenção, no mínimo, pela negligência em checar quem se utiliza dos seus serviços) no Reclame Aqui.

A maior reclamação é de que as pessoas fizeram o pagamento e não receberam o produto. Ou seja: se você fizer a compra, não receberá o produto. O máximo que poderá fazer é reclamar para tentar receber o estorno do valor perdido. Recomendamos também que você faça um boletim de ocorrência.

Conclusão

Golpe ⚠️

É falso que a Faber-Castell esteja sendo obrigada pela Justiça a vender um kit escolar a preço promocional. A notícia falsa usa páginas falsas e servem com pano de fundo para um golpe (mais um, aliás).

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).