Emílio Dalçóquio diz que greve é para o povo e não para os caminhoneiros em vídeo #boato

Boato – Emílio Dalçóquio, dono da maior transportadora do Brasil, gravou um vídeo dizendo que a pauta da paralisação não é para os caminhoneiros e sim para o povo do país.

Desde que as manifestações dos caminhoneiros nas estradas brasileiras começaram, há mais de uma semana, diversas figuras eclodiram na internet. Uma delas é a do empresário Emílio Dalcóquio. Dono de fortes declarações durante os protestos, ele tem sido personagem de uma mensagem que viralizou no Facebook e WhatsApp.

Um vídeo de cerca de 12 minutos de um homem falando que a greve dos caminhoneiros não é uma pauta da classe e sim o início de “uma revolução do povo brasileiro” está sendo atribuído a Emílio, creditado como “proprietário da maior transportadora do Brasil”. “Esse Emílio é o proprietário da maior transportadora do Brasil, a Dalçoquio, com quase dez mil carretas para granel líquido”, diz a mensagem. Leia transcrição do início do vídeo e o assista (se conseguir):

Boa noite. Olha. Não tem como nós seguirmos acompanhando apenas os telejornais dos canais de televisão aberta do Brasil que estão dando uma versão do que está acontecendo hoje, que é uma versão vendida. O senhor William Bonner e muitos outros apresentadores da Globo, da Record, de todos os canais de televisão do Brasil e são enganados quanto à pauta. A pauta não é greve dos caminhoneiros. Não existem sindicatos promovendo a greve ou não. É uma paralisação organizada por sindicatos ou por partes Ou por quem quer que seja. Os caminhoneiros… eles são representantes do povo brasileiro. Os que tiveram coragem de enfrentar essa cambada de Cafajeste de Brasília, nós, a população brasileira, somos 99% homens e mulheres, crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, somos Roubados todos os dias de maneira indiscriminada e o maior ladrão desse país de todos os tempos senhor Michel Temer

Emílio Dalçóquio disse que greve é para o povo e não para os caminhoneiros em vídeo?

O tal vídeo está se espalhando feito pólvora na internet, principalmente entre os que compactuam com a tese de que a paralisação pode derrubar Temer. Mas será mesmo que a pessoa que grava o vídeo é Emílio Dalçóquio e será que as informações contidas na mensagem são reais? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

De fato, Emílio Dalçóquio é uma figura que tem se mostrado ativa durante a paralisação. Primeiro, um vídeo dele falando que estava autorizado “colocar fogo” em caminhões começou a viralizar. Depois, apareceu um vídeo dele falando sobre o comunismo nas universidades. Por fim, ele veio a público explicar o contexto do primeiro vídeo. Confere um desses vídeos:

Detalhe: na gravação, é possível ver que ele não é a pessoa do vídeo que fala que a “greve é do povo”. Dalçóquio tem cabelo e a pessoa do vídeo não. Mas então, quem é a pessoa? Trata-se do jornalista Edmilson Canci. Veja a publicação original neste link.

Ok. Já deu para ver que a pessoa do vídeo não é Emílio. Mas tem mais dois detalhes que estão errados na mensagem. O primeiro é que a Dalçóquio não é a maior transportadora do Brasil (a maior, de acordo com dados do governo, é a JSL). O segundo é que Emílio (como explica no vídeo abaixo) não faz parte da diretoria da empresa.

Emílio Dalçoquio presta esclarecimentos na PF from Diarinho on Vimeo.

Resumindo: a pessoa do vídeo não é Emílio Dalçóquio, ele não é dono da maior transportadora do Brasil e também não faz mais parte da empresa da família. Ou seja: a mensagem que circula online é um amontado de informações falsas fazendo sucesso por aí.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

2 comentários em “Emílio Dalçóquio diz que greve é para o povo e não para os caminhoneiros em vídeo #boato

  • 29/05/2018 em 19:00
    Permalink

    Obrigada por mais este esclarecimento! Sobram fofocas e informações desencontradas sobre esta greve, de início um movimento legítimo de trabalhadores e, em poucos dias, uma confusão de protestos políticos e de gente aproveitadora, principalmente daqueles que desejam uma intervenção militar. Os brasileiros já entenderam as necessidades dos caminhoneiros, agora é a vez deles entenderem as necessidades que os outros profissionais estão passando! Espero que tudo se resolva logo e pacificamente.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)