Diamante de duas toneladas e meia foi encontrado em uma ONG na Amazônia #boato

Boato – A Polícia Federal apreendeu um diamante de duas toneladas e meia em uma ONG na Amazônia. Pedra estava sendo enviada clandestinamente para o exterior.

O debate na internet em relação à Amazônia acabou esfriando (foi substituído por debates relacionados a questões de gênero). Porém, não significa que acabou. A prova disso está em boatos que ainda insistem em circular na internet.

O último deles serve para endossar uma tese levantada no momento em que o debate estava acalorado (e não é comprovada): de que os estrangeiros estariam interessados nas pedras preciosas da Amazônia e não na sua preservação.

Um vídeo mostra o que seria um diamante de duas toneladas e meia que teria sido recolhido na sede de uma ONG na Amazônia. De acordo com a mensagem, a pedra seria enviada para o exterior, mas a Polícia Federal acabou realizando uma operação e apreendeu a riqueza. Leia três versões da mensagem que circula online:

Versão 1: Duas toneladas e meia este diamante, Será pq o mi mi mi das ONGS e de demais pelas terras brasileiras hem… Pra cima deles Bolsonaro… Versão 2: diamante de duas toneladas 3 meia apreendida pelo exército em ONG preparando para embarque para estreio.

Versão 3: Diamante com 2 toneladas e meia q já estava em uma ONG se preparando para viajar . Você, que torce para que o Brasil dê certo, o mínimo que você pode fazer é repassar esse texto e o vídeo em anexo para todos os seus contatos. TODOS mesmo … , sem preguiça, de cinco em cinco, já que este é o limite de envio no whatsApp, até completar o total da sua agenda.

Faça isso pelo Brasil !!! Quantas dessas viajaram pra fora nos últimos 32 anos, ou ninguém sabia? Bastou o exército chegar acabar com a safadeza e já começou a aparecer! Duas dessas acabam com a dívida brasileira! Exército invadiu apreendeu esse tesouro agora pertence ao Brasil, isso a Globo não mostra!

Diamante de duas toneladas e meia foi encontrado em uma ONG na Amazônia?

As imagens chamaram muita atenção na internet e deixaram muitas pessoas abismadas e indignadas. Se você é uma dessas pessoas, temos algumas coisas para lhe falar: a pedra não foi encontrada em uma ONG na Amazônia, não foi apreendida e não é um diamante. Vamos aos fatos.

As mensagens, por si só, já nos causam suspeitas. Isso porque elas têm algumas das principais características de boatos online: são vagas (sequer dizem o nome das ONGs, cidade onde teria ocorrido a operação etc), alarmistas, com erros de português, pedido de compartilhamento e não citam fontes confiáveis.

As suspeitas são reforçadas quando buscamos quaisquer notícias sobre uma operação da Polícia Federal contra ONGs na Amazônia ou sobre o tal diamante de duas toneladas e meia. Como era de se imaginar, nada encontramos.

Vale dizer que o maior diamante encontrado na história foi o diamante Cullinan. Ele pesava 621 gramas. O segundo maior diamante, foi encontrado em Botsuana e pesava 305 gramas e foi vendido por US$ 53 milhões.

Vamos só fazer uma “cálculo de boteco” para lhe mostrar o quanto o texto que circula online é absurdo. Se o diamante de 0,3 kg custa US$ 53 milhões, o “quilo do diamante” poderia ser indexado em US$ 176 milhões. Visto que a suposta pedra teria 2.500 kg, o valor dela seria de US$ 441 bilhões. Ou seja: valeria 25% do PIB do Brasil (US$ 1,7 trilhão). Vamos racionar: um “achado” desses ficaria só no grupo do zap da família (ou de seu político favorito)?

Já deu para ver que a tese é absurda. Mas como tem muita gente que vai achar que não é suficiente, resolvemos buscar pela origem do vídeo. Com algumas buscas, descobrimos que antes de ser classificada como “diamante da Amazônia”, a pedra circulou na internet como um cristal rutilado gigante encontrado em um garimpo.

Encontrar pedras de quartzo gigantes (que precisam ser lapidadas) não é algo tão incomum. Uma busca no Google nos mostra que são encontradas em diversos lugares (só não achamos nenhum registro da Amazônia).

Resumindo: a história que aponta que foi encontrado um diamante de duas toneladas e meia na Amazônia e que a Polícia Federal apreendeu a joia com uma ONG é falsa. O vídeo não é de um diamante, não foi gravado na Amazônia e não há PF ou ONG envolvida na história.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)