Defesa Civil alerta para segunda onda do ciclone “mais forte do que a primeira” #boato

Boato – A Defesa Civil está alertando para uma segunda onda do “ciclone bomba” que atingiu o Sul do Brasil. De acordo com previsões, essa onda será mais forte do que a primeira.

No dia 30 de junho, um “ciclone bomba” atingiu cidades do Rio de Grande do Sul e Santa Catarina causando, no mínimo, 10 mortes, destruição de imóveis e imagens impressionantes. Nem bem gaúchos e catarinenses estão se recuperando do ciclone e já tem mais um alerta circulando por aí.

De acordo com mensagens que estão circulando em redes sociais, a Defesa Civil teria alertado para uma “segunda onda” do “ciclone bomba”. Um dos textos é reforçado por um gráfico que aponta que essa “segunda onda” seria mais forte do que a primeira. Leia a mensagem que está circulando online:

Defesa Civil alerta para segunda onda do ciclone mais forte que a primeira. Começará de madrugada e pico ao meio dia. recebi o gráfico dos ventos da EPAGRI e dos controladores de voo do nosso aeroporto. O pico da esquerda foi o de hoje 30/06, o de amanhã(01/07) será com intensidade e duração maior. Hoje rajada registrada de 66km/h (em alguns pontos foi muito mais, por conta da aceleração do vento em Morros e prédios… Amanhã a Rajada prevista é de 76km/h.

Defesa Civil alertou para segunda onda do ciclone “mais forte do que a primeira”?

A mensagem se espalhou com muita força na internet e deixou muita gente assustada. Mas será mesmo que a “Defesa Civil” alertou para a segunda onda do ciclone? A resposta é não. Calma aí (calma mesmo) que a gente explica tudo para vocês.

A mensagem, por si só, já nos chama atenção. Ela tem algumas características de boatos como ser vaga (não diz sequer qual “defesa civil” fez o alerta) e alarmista. Além disso, esse tipo de alerta de ocorrência meteorológica tem um histórico. Já desmentimos alertas falsos de furacões “no Rio de Janeiro”, “em Santa Catarina” e “no Brasil”.

A partir desse briefing, podemos pesquisar mais detalhes sobre o tal alerta. Como foi citada uma fonte confiável (a Epagri), resolvemos procurar mais detalhes a respeito do assunto. Não demorou muito para encontrarmos um desmentido. Na página do Facebook da Epagri é dito claramente que não “há uma segunda onda”. Leia o que foi escrito:

Não há uma “segunda onda” do ciclone atuando em Santa Catarina na manhã desta quarta-feira, 1º de julho. A nota que está circulando pelo aplicativo Whatsapp com essa informação citando a Epagri é falsa, por isso é importante que a população não a replique.

Gilsania Cruz, meteorologista da EpagriCiram, explica que o vento forte da madrugada e manhã da quarta-feira é associado à diferença de pressão entre o ciclone que está posicionado no litoral do Rio Grande do Sul e o avanço de uma massa de ar frio, que é uma alta pressão. Essa combinação gera ventos de 60 a 80km/h no Litoral e na Serra, podendo alcançar a velocidade de 100km/h ou pouco mais em alguns momentos, principalmente na Serra e Litoral Sul.

Assim, Gilsânia lembra que o alerta para ventos fortes está mantido nesta quarta-feira. Ela pede também atenção às condições de mar, que pode ficar de muito agitado a grosso, com risco de ressaca, conforme informa o Aviso de Mar emitido pela Epagri/Ciram.

É importante citar que, apesar de não existir uma segunda onda do ciclone, o tempo deve continuar instável nos próximos dias nas regiões Sul e Sudeste no Brasil. Não será um “ciclone”, mas é bom se preparar para chuva e ventos.

Resumindo: a história que aponta uma segunda onda do ciclone na região Sul do Brasil é falsa. A própria Epagri, citada na mensagem, desmentiu a informação em suas páginas oficiais em redes sociais.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2M3r9Bt

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet