Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Não é verdade que ciclone vá atingir cidades do Rio de Janeiro em 48 horas

Não é verdade que ciclone vá atingir cidades do Rio de Janeiro em 48 horas

Ciclone vai atingir Costa Verde e Rio de Janeiro nas próximas 48 horas, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Um ciclone vai atingir cidades da Costa Verde, Sul Fluminense e região metropolitana do Rio de Janeiro nas próximas 48 horas.

Análise

Já falamos muitas vezes que a internet é uma ferramenta incrível para, por exemplo, realizarmos alertas para a população (inclusive alerta de fake news). Porém, a comunicação deve ser feita para que, como dizem os mais antigos, o “tiro não saia pela culatra”. É o caso da história de hoje.

Está circulando na internet, incessantemente, um alerta de um ciclone que passaria em cidades do Rio de Janeiro (como da Costa Verde e região metropolitana nas próximas 48 horas. De acordo com o texto, as cidades seriam atingidas pelo ciclone e quem havia dado o alerta era o Inmet. Leia a mensagem que circula online:

Vídeo: é falso que imagens mostram Lulinha agredindo a esposa

‼️ALERTA DE PERIGO‼️ INMET DIZ QUE CICLONE DEVE ATINGIR A COSTA VERDE NAS PRÓXIMAS 48 HORAS Sul Fluminense e Região Metropolitana do Rio, podem sofrer consequências graves, devido a força dos ventos e volume de 200mm de chuva! As Defesas Civis, de diversas cidades da região e do litoral norte de São Paulo, estão sendo alertadas para o risco de um ciclone extratropical, que poderá causar chuvas intensas, com mais de 100 mm (uma coluna de água com um metro de altura) por dia e ventos de mais de 100 km/h.

O alerta é do Instituto nacional de Meteorologia (Inmet). O ciclone está se formando na altura de São Pedro da Aldeia, na região dos Lagos, e deve descer, atingindo 44 municípios nas regiões Sul Fluminense, Vale do Paraíba Paulista e Metropolitana do Rio de Janeiro. Existe risco de danos em edificações, corte de energia elétrica, queda de árvores, descargas elétricas, alagamentos, enxurradas e grandes transtornos no transporte rodoviário. As recomendações do Inmet são as seguintes:

– Desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia. – Em caso de enxurrada ou similar, coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos. – Em caso de situação de grande perigo confirmada: Procure abrigo, evite permanecer ao ar livre. -Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193). Os municípios em risco, são:

Angra dos Reis Arapeí Areias Bananal Barra do Piraí Barra Mansa Belford Roxo Cachoeiras de Macacu Cunha Duque de Caxias Engenheiro Paulo de Frontin Guapimirim Itaboraí Itaguaí Japeri Magé Mangaratiba Maricá Mendes Mesquita Miguel Pereira Natividade da Serra Nilópolis Niterói Nova Iguaçu Paracambi Paraty Petrópolis Pinheiral Piraí Porto Real Quatis Queimados Resende Rio Claro Rio de Janeiro São Gonçalo São João de Meriti São José do Barreiro São Luiz do Paraitinga Seropédica Ubatuba Vassouras Volta Redonda

Checagem

Essa mensagem está circulando já há alguns. Na época, pensamos em fazer a checagem e classificar o conteúdo como “exagerado” (que, de fato, era). Resolvemos não fazer porque havia, de fato, um alerta para chuvas que seriam consequência de um ciclone no mar (e não um alerta de ciclone).

Passaram alguns dias e o que estava circulando de forma exagerada virou fake news mesmo. Por isso, optamos por realizar a checagem e vamos responder às seguintes questões: 1) É verdade que um ciclone vai atingir a Costa Verde e o Rio de Janeiro nas próximas 48 horas? 2) O Inmet fez, de fato, um alerta de ciclone na Costa Verde e no Rio de Janeiro? 3) Há, ainda, alerta de chuva na região?

É verdade que um ciclone vai atingir a Costa Verde e o Rio de Janeiro nas próximas 48 horas?

Não é verdade. Os motivos são dois. O primeiro é que, infelizmente, a mensagem de alerta peca em um ponto fundamental: o caráter temporal. Em vez de se falar exatamente a qual dia o alerta seria relativo, se fala em “48 horas”. Isso faz com que até informações que estavam corretas passem a ficar erradas quando vencer.

O alerta em questão é, na realidade, do dia 14 de fevereiro de 2024. Ou seja: ele não vale mais. Para piorar, temos o segundo ponto: o alerta do Inmet não era de um ciclone passando na Costa Verde e outras regiões do Rio de Janeiro.

O Inmet fez, de fato, um alerta de ciclone na Costa Verde e no Rio de Janeiro?

Não. Na realidade, o alerta em questão seriam relacionados a fortes chuvas que seriam consequência de um ciclone que passaria em alto mar (a cerca de 230 km a sudeste da costa brasileira).

O alerta, de fato, era válido, mas não era (assim como muitos nas redes sociais pensaram) relativo a um “ciclone passando na cidade” (como ocorre, por exemplo, no Rio Grande do Sul no ano passado).

Há, ainda, alerta de chuva na região?

Felizmente, as fortes chuvas previstas (em um momento, chegamos a ter alerta vermelho) não se concretizaram. A questão do ciclone, que ganhou o nome de Akará, ainda preocupa a região Sul do Brasil.

O ciclone ou suas consequências, porém, não geram grandes alertas para as regiões citadas na mensagem.

Conclusão

Fake news ❌

O combo de informações erradas é tamanha que a mensagem foi classificada por nós como fake news. Nem um ciclone vai passar no Rio de Janeiro (o alerta era relativo a um ciclone que está no mar), nem é atualizado e, felizmente, as previsões não se concretizaram.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).