Carta de amigo americano “pobre” para Alexandre Garcia é falsa

Carta de americano não foi mandada para Alexandre Garcia
Carta de americano não foi mandada para Alexandre Garcia

Boato – O jornalista Alexandre Garcia teria recebido uma carta de um amigo americano intitulada Americano Pobre x Brasileiro Rico em que há comparação entre serviços pagos pelos dois povos.

Uma das maiores reclamações de boa parte das pessoas que protestam na internet é a grande carga tributária do governo brasileiro. Talvez o que texto que mais simbolize esta indignação é uma carta que o jornalista Alexandre Garcia teria recebido de um amigo americano.

O texto de título “americano pobre x brasileiro rico” (que pode ser lido na íntegra aqui) fala das diferenças entre os custos que os brasileiros e americanos pagam por alguns serviços essenciais.

O texto aponta que os brasileiros pagam mais pela água, gasolina, carro, impostos, escolas, empréstimos bancários e outros serviços. Ao final, Alexandre Garcia ainda faz um comentário de que “não tem como contestar” o amigo americano. E ainda há a conclusão de que os brasileiros são “bananas” por não protestarem contra isso.

Para começar, a carta provavelmente nunca foi enviada por um americano. Digo isso, por que antes de ela ser apresentada como “a carta de um amigo americano para Alexandre Garcia” ela circulava na web como a “carta de um brasileiro nos Estados Unidos” ou mesmo “a carta de um americano para um brasileiro”.

Como pode uma mesma carta mudar tantas vezes de autor? Isso indica que o nome de Alexandre Garcia foi colocado na mensagem para dar mais credibilidade a ela. Tentamos encontrar na web alguma declaração do jornalista da Globo sobre o assunto, mas não encontramos nada. Isso leva a crer que a carta não foi mandada por “um amigo americano de Alexandre Garcia”.

Agora vamos analisar o conteúdo da carta. Apesar de realmente algumas coisas escritas serem verdade, o texto reforça alguns sensos comuns que são, no mínimo, duvidosos. Um exemplo é o de que o preço da água do Brasil custa o dobro dos EUA.

De acordo com este documento de 2011, o preço do m³ da água nos EUA é de US$ 2,98. Dados da Caesb (companhia do Distrito Federal, um dos estados mais caros do país) apontam que o preço do m³ para o consumo de m³ por mês (mais ou menos consumo de uma casa com três pessoas) é de R$ 4,91.

Outro dado estranho é o desemprego. O texto aponta que o índice chega a 20% no Brasil e de 4% nos Estados Unidos. Esta matéria da Época mostra que o índice americano de desemprego é de 6,7% (menor valor nos últimos cinco anos). Já no Brasil, o índice é de 4,6%. 

Claro que há alguns dados no texto que estão corretos como, por exemplo, o relativo ao preço da gasolina e das tarifas de telefonia. Porém, é bom ter senso crítico ao ler o comentário. E, principalmente, esquecer que Alexandre Garcia tem algo a ver com isso.

Leia na íntegra o texto Americano Pobre x Brasileiro Rico  

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)