Augusto Cury fez texto sobre demônio e professora de Janaúba #boato

Boato – O psiquiatra e escritor Augusto Cury escreveu um texto sobre demônio encarnado em um pobre homem e a professora heroína de Janaúba, Minas Gerais.

O massacre na Creche Gente Inocente em Janaúba, no norte de Minas Gerais, completa uma semana nesta quinta-feira, 12 de outubro. No ataque, morreram 11 pessoas, sendo 9 crianças, a professora Heley Abreu Batista e o vigia Damião Soares dos Santos, que provocou a tragédia.

A tragédia chocou o país. Mas, mesmo diante da tristeza que o massacre em Janaúba causou, muitos internautas se aproveitaram da comoção das pessoas para disseminar balelas por aí. A prova disso está na história de que Augusto Cury escreveu texto sobre demônio e a professora de Janaúba.

O texto, atribuído ao psiquiatra, aponta a presença de um “demônio” na creche e agradece a professora Heley Batista, que morreu na quinta-feira (5) horas depois de salvar as crianças do incêndio. A publicação traz ainda questionamentos sobre a situação dos professores no pais. Confira parte da mensagem (reprodução do Facebook):

Print de texto atribuído a Augusto Cury
Print de texto atribuído a Augusto Cury

Augusto Cury fez texto sobre demônio e professora de Janaúba?

Como dito antes, a tragédia comoveu muita gente. Mas esse texto está sendo erroneamente relacionado ao escritor. Sem mais delongas, vamos aos porquês.

Para quem não sabe, Augusto Cury é médico psiquiatra, psicoterapeuta, pesquisador e escritor. Autor de vários livros de grande sucesso no Brasil, é um estudioso sobre as dinâmicas da emoção e da construção dos pensamentos. Recentemente, foi considerado o autor mais lido da última década.

Voltando ao boato, o primeiro ponto que indica que o texto não é dele é a fonte da informação. Isso porque, ao buscarmos informações sobre o assunto, não encontramos a publicação em nenhum canal oficial do Augusto Cury.

Além disso, o texto surgiu no WhatsApp com autoria desconhecida e acabou ganhando um autor famoso. Como você deve imaginar, é muito comum falsas citações serem atribuídas a famosos, isso já aconteceu com Fábio de Melo, Sérgio Moro e Arnaldo Jabor.

A verdadeira história é que Cury, de fato, gravou uma mensagem para a família. Porém, existe uma grande diferença entre elas. Na mensagem real, como era de se esperar, o psiquiatra tenta confortar as famílias (o que faz mais sentido para quem acompanha o perfil dele), diferente do que se nota no texto compartilhado, que é usado para exaltar e reclamar da injustiça que os professores sofrem e do país “miserável” que é o Brasil. Confira o vídeo:

Sendo assim, podemos afirmar que a história de que Augusto Cury fez texto sobre demônio e professora de Janaúba é falsa. Não sabemos quem escreveu o texto, mas já sabemos quem não escreveu. Ou seja, #boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485. 

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)