Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Homem está no negócio de venda de meninas e meninos #boato

Homem está no negócio de venda de meninas e meninos #boato

Boato – Um sujeito negro que aparece em uma imagem dentro do carro seria do tráfico de círculo de tráfico de seres humanos. Ele atacaria mulheres e venderia meninos e meninas.

Mais uma da série de fotografias de criminosos. Neste caso, a vítima (ou acusado) é um homem negro que aparece na foto ao lado. A imagem dele se tornou conhecida em redes sociais e fóruns. Junto a imagem aparece a seguinte mensagem:

Amigos, por favor cuidado com o homem na foto, ele é muito perigoso e está no negócio de venda de meninas e meninos. Ele também ataca mulheres para levá-las para dentro do círculo tráfico de seres humanos. Se você o vir, por favor simplesmente ignore-o e fique longe dele, tanto quanto possível e alerte a polícia o mais rápido possível. Por favor, circule ESTA IMAGEM PARA todos que você conhece. Quanto mais as pessoas virem o seu rosto, MENOS chance ele tem de praticar esse crime.

Assim como em outros casos como no da babá de Pernambuco, as pessoas começaram a compartilhar a mensagem sem parar mesmo sem saber de que cidade seria. Aliás, um vídeo do Youtube acusou o sujeito de ser do Rio de Janeiro. Sabendo ou não de onde o acusado era, 370 mil pessoas compartilharam a foto.

Tudo em vão. Na realidade, o homem da foto é sul-africano e nada tem a ver com o mercado de tráfico de pessoas. Mark Hendrincks é um morador de Johanesburgo. De acordo com o IOL, site da África do Sul, a história começou com uma brincadeira de uma amiga que começou a circular por e-mail.

Vídeo: é falso que chá de mamão cure a dengue hemorrágica

A coisa virou uma bola de neve que acabou sendo traduzida para outros idiomas, como o português. Graças ao caso, Mark Hendrincks perdeu chances de empregos e resolveu processar a ex-amiga. O site especializado em boatos na web Hoax-Slayer também publicou a história.

O caso é um exemplo de como uma pequena brincadeira na internet pode se tornar algo com proporções gigantescas. Por isso, tome cuidado ao circular images que acusam pessoas. Elas podem ser inocentes.