Motorista Adílson, do Fiat Idea LLJ 3180, está realizando assaltos no Uber #boato

Boato – Atenção! Se você pedir Uber e vier um Fiat Idea branco de placa LLJ 3180 com o motorista Adílson, cancele. Ele está realizando assaltos à mão armada contra passageiros.

É fato que os aplicativos de mobilidade urbana revolucionaram a forma que as pessoas utilizam transporte público. Também é fato que a chegada do Uber, Cabify e outros iniciou uma disputa entre taxistas e motoristas dos aplicativos. E como em toda “boa” disputa, boatos são utilizados como arma para “atacar o outro lado”.

A última história que surgiu online aponta que um motorista da Uber está realizando assaltos sistematicamente. O nome dele seria Adílson. Ele seria dono de um Fiat Idea de cor branca e placa LLJ 3180. A mensagem surgiu no final do ano passado na web, mas voltou a circular com força em fevereiro deste ano. Leia o texto que circula online:

Atenção: Se forem pedir Uber e vier um Fiat Idea branco, placa 3180 cujo motorista se chame Adilson, cancele a corrida. Este cara está assaltando os passageiros. Divulguem para seus amigos e familiares. FIAT IDEA LLJ 3180 . FAZENDO UBER ; MOTORISTA ARMADO ASSALTANDO OS CLIENTES. REPASSE

Motorista Adílson, do Fiat Idea LLJ 3180, está realizando assaltos no Uber?

Como não foi dita na mensagem qual seria a região do motorista Adílson, a história se espalhou por diversas cidades brasileiras. Mas será mesmo que existe um motorista em um Fiat Idea branco realizando roubos com o Uber? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

O caso de hoje reflete a situação do “todo tomado por uma parte”. Para você ter noção do que aconteceu, precisamos relembrar o caso cronologicamente. No dia 26 de novembro, um usuário do app no Rio de Janeiro afirmou que havia sido roubado no Uber por Adílson e deu todos os detalhes do motorista. A história foi repercutida por um grupo de motoristas de táxis na rede social.

Assim que a história começou a se espalhar, alguém teve a “bela ideia” de, em vez de contar o caso (real, por sinal), avisar que Adílson estaria “assaltando geral” no Uber. Só tem um detalhe: naquela altura, ele já havia sido preso (em 02/12) e o veículo, que era alugado para transporte, apreendido (27/11). Veja uma cópia da ocorrência policial da PM do Rio de Janeiro (fonte):

(Apreensão carro) Setor Golf procedeu no local citado, enviado por Maré zero, onde o solicitante, aguardava a chegada da guarnição. Segundo o mesmo, alugava o auto em tela para o nacional ADILSON DE OLIVEIRA CARIJO, para ser utilizado como UBER. Ainda de acordo com as informações passadas o locatário.praticou roubo utilizando esse veículo. A ocorrência foi apresentada na 42ª DP, onde verificou-se já haver um registro sobre tal fato (Ro 042-7410/2017). O veículo foi apreendido.

(Prisão Adílson) Após alerta da Maré Zero, guarnições procederam em patrulhamento nas proximidades, lougrando êxito em abordar o acusado de posse de uma réplica de arma de fogo. Ressaltando que o acusado possui três reconhecimentos através se fotografia, realizados por vítimas de roubos anteriores, na 42 DP.

Entramos em contato com a assessoria da empresa Uber para saber o que aconteceu com Adílson de Oliveira Carrijo e o Fiat Idea LLJ 3180 (que, por sinal, é preto e não branco como diz a mensagem no WhatsApp). Leia as perguntas e respostas:

– Existiu a ocorrência envolvendo o motorista Adílson de Oliveira Carrijo e a sua posterior apreensão?

O motorista em questão foi banido da plataforma em novembro do ano passado, após denúncia realizada pelo menu “ajuda” do aplicativo e verificação dos fatos pelo time de suporte. Segundo noticiado pela imprensa à época, ele foi detido pelas autoridades policiais e, como sempre acontece, a Uber permaneceu à disposição para colaborar com as investigações, nos termos da lei.

– Ele está banido da Uber?

Sim. Conforme citado acima, o motorista foi banido em novembro do ano passado.

– O carro Fiat Idea LLj3180 ainda circula nas ruas?

O veículo não está mais cadastrado na plataforma da Uber desde o banimento do motorista.

Tudo isso aconteceu no final de novembro, começo de dezembro de 2017. Mas mesmo depois de Adílson ter sido preso e banido Uber, o alerta sobre o Fiat Idea continuou circulando.

Resumindo: de fato, houve uma ocorrência policial envolvendo o motorista citado na mensagem. Porém, a informação que aponta que ele está circulando e assaltando pessoas é falsa. Afinal, Adílson de Oliveira Carrijo está banido do Uber e o carro não está mais cadastrado na plataforma do aplicativo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)