Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > É falso que 9 morreram em UTI e há 2.000 corpos boiando em Canoas; relato de bebê boiando carece de provas

É falso que 9 morreram em UTI e há 2.000 corpos boiando em Canoas; relato de bebê boiando carece de provas

9 pessoas morreram em UTI, bebê foi encontrado boiando e há 2.000 mortos em Canoas, no Rio Grande do Sul, diz boato (Foto: Reprodução/X)

Boato – Três episódios ocorreram na tragédia das enchentes em Canoas, no Rio Grande do Sul: das 9 pessoas que morreram em UTI, do bebê encontrado boiando como se fosse “bonequinha” e que há 2.000 corpos boiando nas ruas.

Análise

Sem dúvidas, o Rio Grande do Sul está passando por uma situação terrível em relação às enchentes. Na internet, o que não tem faltado são relatos chocantes sobre episódios ocorridos no estado.

Hoje, vamos fazer a checagem de três conteúdos relacionados à cidade de Canoas (uma das mais atingidas pela tragédia). Uma das histórias vem de um relato do próprio prefeito da cidade. Em um vídeo, ele relata que nove pacientes que estavam internados na UTI de um hospital morreram por conta da demora nos resgates.

Vídeo: é falso que Lula parou doações em Lajeado e Encantado destruiu donativos

A segunda história é de uma contagem de quantas pessoas teriam morrido em Canoas. Mensagens (por áudio e texto) apontam que 2.000 corpos estão boiando em meio à tragédia na cidade.

A terceira história é de um caso. Tem viralizado um relato que seria de um resgate. Nele, uma criança teria dito que tinha visto “uma boneca boiando” na enchente. Só que se tratava de um bebê morto. Leia as mensagens que falam dos casos:

Versão 1: Pacientes de hospital morrem enquanto Exercito sai da cidade Prefeito de Canoas afirma que 9 pacientes que estavam internados na UTI morreram por conta de uma suposta demora do Exército Brasileiro. Não se enganem, faz parte de um plano para decretar zona de desastre permanente.

Versão 2: Voltou com Lira e Pacheco. Precisamos de ajuda, não de escárnio e deboches!!! 2000 pessoas mortas em Canoas nessa manhã de domingo. Versão 3: Mais de 2000 mortos em UM bairro de Canoas. E ZERO ajuda deste desgoverno genocida, ladrão, incompetente, cínico, bêbado e canalha.
Nem câncer mata este ladrão desgraçado.

Versão 4: Eu fui pegar a bonequinha e não era, era um bebe morto…. realidade de Canoas Rio Grande do Sul nesse momento Versão 5: Bebê é encontrado morto em Canoas no rio grande do sul. É muito triste o que estamos vivendo no RS. Deus nos dê força.

Checagem

As histórias mereceriam uma checagem individual, mas dado o volume temos que fazer tudo de uma vez. Por isso, uma questão será relacionada a cada caso. 1) É verdade que 9 pessoas morreram em uma UTI na cidade de Canoas? 2) Há 2.000 corpos boiando nas enchentes em Canoas? 3) O caso do bebê e da “bonequinha” é real?

É verdade que 9 pessoas morreram em uma UTI na cidade de Canoas?

A história começou a ser compartilhada depois que o prefeito de Canoas, Jairo Jorge, gravou um vídeo relatando o episódio catastrófico. Por ter saído de uma fonte confiável, a história foi, inclusive, replicada pela mídia. Porém, não era bem assim. O próprio Jairo Jorge retificou a informação. Na realidade, houve dois óbitos: um de uma pessoa que se jogou no prédio do hospital e outra que estava em morte cerebral. Veja e leia:

Dia muito difícil! Esse 4 de maio, sem dúvidas, entra para a história de Canoas. Inimaginável o que vivenciamos ao longo de todo dia de hoje. Um cenário de guerra. O desespero de todos em busca de ajuda. E, no meio de tudo isso, o aproveitamento e a criação de factoides, que chegam até nós como uma verdade absoluta.

Nosso objetivo hoje, independente de qualquer coisa, era salvar vidas! Por isso, ao primeiro sinal de necessidade, sinalizei aos governos Estadual e Federal a urgência de ajuda especializada para evitarmos uma tragédia. Mas, com o passar do tempo, chegou-se ao fato verídico e, felizmente, não eram verdades.

Quero reiterar que a notícia inventada, implantada, em um cenário de caos, seja lá por qual motivo for, ela não ajuda. Muito antes pelo contrário, ela prejudica e prejudica muito quem mais precisa de ajuda nesse momento: os canoenses. Te peço encarecidamente que só repasse uma informação quando tiver certeza. Não induza as pessoas ao erro, isso pode custar vidas, pode prejudicar o andamento e o encaminhamento das situações!

Há 2.000 corpos boiando nas enchentes em Canoas?

Felizmente, também é uma fake news. Apesar de ser impossível dimensionar o número de mortos na tragédia (visto que há ainda muitos desaparecidos), falar em 2.000 corpos é falso. O número oficial de mortos em todo o estado é de 83 e há 111 desaparecidos. 

O caso do bebê e da “bonequinha” é real?

O relato é chocante e gravíssimo. Porém, é preciso analisar alguns fatores para termos um melhor senso crítico. A informação carece de provas de que tenha sido real. Além disso, o número oficial de mortes pelas enchentes na cidade é de uma pessoa (não sabemos se as vítimas do hospital estão incluídas).

Não há nome da menina, não há manifestação de parentes e tampouco relatos em mídias confiáveis. A priori, vamos tratar como boato sem comprovação.

Conclusão

Fake news ❌/Boato sem comprovação 👎

Dos três casos citados, classificamos dois como fake news e um como boatos sem comprovação (com quase certeza de que é fake). Por isso, fica o alerta: tome cuidado com o que você compartilha na internet.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).