Armazenem comida e água em casa para o que se aproxima, diz alerta falso

By | 03/09/2015

Boato – Uma grande crise mundial virá e você deve armazenar comida e remédios para sobreviver.

“O fim está próximo”. Quantas vezes você não ouviu essa frase? E como é possível perceber, o fim não chegou (apesar de que está prometido para o mês de setembro deste ano). Para além dessa promessa religiosa, um outro alerta para este mês tem chamado atenção na internet.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Damian McBride faz alarme alarmista

Damian McBride faz alarme alarmista

Vinda do britânico Damian Mcbride, uma série de postagens da internet aconselha que as pessoas armazenem água, alimentos e outros materiais para o que está por vir: de acordo com ele, o caos total. A história surgiu no Twitter, parou em portais da Inglaterra e Europa e chegou ao Brasil por meio de sites alternativos como o “A Nova Ordem Mundial”. Leia trechos do texto:

Armazenem comida e água em casa para o que se aproxima

No próximo mês, comecem a estocar alimentos essenciais e não perecíveis (grãos e enlatados), remédios de uso contínuo, produtos de limpeza pessoal e água mineral (estoque água de torneira também – enquanto ela existe);Se possível, comprem máscaras de gás, reforcem trincas e portas; Se puderem também, regularizem todas as suas pendências financeiras; Para o carro, façam uma pequena reserva de combustível (se tiver local para guardá-lo); Mantenham-se atentos aos filhos, quando as coisas ficarem perigosas, não os leve para a escola. Se você trabalha no centro de uma grande cidade (SP,RJ,BH,POA,Ctba), comece a considerar a possibilidade de sair desta região e a procurar outras locais.

Damian Mcbride, um ex-assessor do primeiro ministro britânico Gordon Brown, aconselha que as pessoas armazenem comida enlatada e água engarrafada, já que, segundo ele, as bolsas do mundo todo estão ao ponto de cair. Damian McBride, insinua que a queda das bolsas de valores poderiam dar lugar a distúrbios civis ou outras situações nas quais não seria razoável sair de casa.

“Dica N° 1 para o desastre que se aproxima: guardem dinheiro em espécie em um lugar seguro; Não estejam seguros de que os bancos e caixas eletrônicos estarão abertos, ou que os cartões de crédito funcionarão.”

“Dica N°. 2: Você tem água engarrafada, produtos enlatados e outros artigos essenciais suficientes para viver um mês trancado em casa? Se não tiver, compre-os agora”.

“Dica N°. 3: Combine um ponto de reunião com seus entes queridos em caso dos meios de transporte e as comunicações serem cortadas; um local onde possa cuidar de todos”.

Como esses textos de teorias da conspiração são gigantescos e um tanto confusos, cortamos muito do que estava escrito e ainda ficou grande. Mas para desmentir a história, vamos por partes.

A primeira coisa a se falar é que realmente os tuítes de McBride aconteceram e que realmente ele trabalhou no governo britânico. Sobre o texto descrito acima, apenas a segunda parte é do conteúdo publicado por McBride. A primeira parte foi obra do blogueiro que postou a história no Brasil. Divididas as informações, vamos aos fatos.

Sobre o que foi publicado por McBride. Ok. Ele até teve um cargo de respeito (apesar de que saiu após denúncias), mas tantas outras pessoas de respeito nada falaram a respeito de armazenar comida. Além disso, em caso de um crash nas bolsas mundiais, não vai sumir comida de um dia para outro. Faltam elementos que realmente atestem a teoria das quebras das bolsas de valores do mundo. Apesar de a China realmente ter passado por algumas baixas, é improvável que isso se torne uma crise que traga a miséria a todos.

Sobre a primeira parte (a produzida por aqui): dá para sentir o tom alarmista e genérico da mensagem. Como assim “se preparar o que vir” e como assim sair das grandes cidades. Sinceramente, a história não faz muito sentido. E claro, nenhum analista brasileiro falou sobre a possibilidade de “a coisa” vir para o Brasil. Se já difícil acreditar no alarde britânico, mas difícil é crer na versão tupiniquim.

Concluindo: por falta de provas e excesso de alarmismo, concluímos que o conselho de armazenar comida, água, remédios em casa não passa de teoria da conspiração. Para vocês, temos outro conselho: palma, palma, não priemos cânico.

4 thoughts on “Armazenem comida e água em casa para o que se aproxima, diz alerta falso

  1. Joao

    É realmente boa ideia ter permanentemente água, comida e medicamentos permanentemente armazenados de reserva… pois estão constantemente a acontecer coisas e de vez em quando tal significa que pode estar algum tempo sem conseguir acesso a estas coisas… como está constantemente a acontecer pelo mundo inteiro sempre que existe terramotos, tempestades e outros.

    Reply
  2. Peron Rodrigues de Macedo

    Trata-se de dois espertalhões e aproveitadores que vivem à base da influência para com os incautos e menos esclarecidos, pessoas que vivem sob condições que lhes favorecem o medo, a desconfiança e a fragilidade.
    Ganharam status na grande Mídia mundial por serem elementos covardes e desprezíveis que trabalham visando unicamente o enriquecimento desonesto de si próprio e de alguns grupos igualmente canalhas.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *