Vacina contra febre amarela mata em 50% dos casos #boato

Boato – Dermatologista alertou em programa do Roberto Canazio que 50% das pessoas que tomam a vacina contra febre amarela vêm a óbito.

Depois da confirmação de três casos de febre amarela no Rio de Janeiro, o governo do estado começou uma campanha de vacinação para prevenir a população de um surto. Como quase sempre acontece em casos de alertas contra doenças, diversas informações falsas começam a circular na internet. Há poucos dias desmentimos um caso que aponta que a vacina causava cegueira. Hoje, o alerta é mais grave ainda.

Em um áudio que circula por WhatsApp, uma mulher afirma que uma dermatologista foi ao programa do Roberto Canazio, na Rádio Globo, e alertou que a vacina contra a febre amarela tem índice de letalidade de 50%. Ou seja, metade das pessoas que tomam a vacina vêm a óbito. Leia a transcrição do áudio:

Meninas, boa tarde. Estava aqui em casa escutando o Roberto Canazio. Até estou tentando entrar no site da rádio Globo para ver se eu consigo pegar essa entrevista dele. Se vocês conseguirem, entra no Roberto Canazio. Ele entrevistou hoje a dermatologista falando sobre a vacina da febre amarela. Gente, ela é muito perigosa. Ela falou que quem tomar vai ter a reação. Não tem essa será que vai ter. Vai ter a reação. E ela falou que 50% dos casos vêm a óbito, que é para a gente tomar cuidado, pensar muito bem antes de tomar essa vacina e antes de dar a vacina para as nossas crianças, tá?

As pessoas que têm imunidade baixa têm quase 100% de chances de morrer. Então é muito séria essa vacina. Vamos pensar bem. Estive até com você, Patrícia, nesta semana e você falou que vai levar o Pedro e o Davi para tomar essa injeção, essa vacina, na verdade. Vamos tomar cuidado. Entra, vamos investigar.

É por isso que o governo não tá fazendo propaganda porque ela falou que vai ter um surto em massa de febre amarela. Porque, porque ele é um vírus vivo e é muito forte. A pessoa desenvolve a doença e, em muitos dos casos, a pessoa morre. Então, eles nem vão ter condições de acolher tanta gente.

Então, vê se vocês conseguem, até o Cristiano que tem muito jeito com internet, entrar no programa do Roberto Canázio. Ele entrevistou hoje uma dermatologista que falou sobre a vacina da febre amarela. Antes de dar a vacina nas nossas crianças, vamos observar bem, vamos estudar bem. A minha opinião hoje, nesse momento, é não vou dar, não vou deixar o meu marido tomar também. Meu pai não pode, minha mãe não pode pela idade deles. Se meu pai tomar, ele morre.

Outra coisa que ela falou: as pessoas que vão sair do Rio de Janeiro pensar bem se vão tomar essa vacina. Só as pessoas que vão sair daqui mesmo para locais de risco… então me ajudem aí gente. Eu tentei procurar lá, mas não tenho intimidade com isso. É roberto Canázio, rádio Globo, programa dele foi agora, 12h20, 12h30. Que foi a entrevista dele com essa dermatologista. Dão essa ajudinha até para a gente conseguir espalhar esse áudio. Então, beijinho.

Vacina contra febre amarela mata em 50% dos casos?

Não é preciso nem dizer que a informação causou um receio geral em tomar a vacina contra a febre amarela. Mas será mesmo que é verdadeira a informação que aponta que 50% das pessoas que tomam a vacina vêm a óbito? É claro que a resposta é não. Vamos aos fatos.

O próprio Roberto Canazio e a reumatologista Selma Merenlender esclareceram a história no programa da rádio Globo no dia 22 de março de 2017. Esse áudio mostra a entrevista completa do dia 20 de março (que serviu como base para o boato) e uma nova entrevista no dia 22.

Na reprodução da entrevista que foi ao ar no dia 20, é possível que ver há uma confusão com as informações repassadas. Para começar, a doutora citada é uma reumatologista e não uma dermatologista.

Ao ouvir a entrevista, percebemos que nem de longe ela fala em 50% de óbitos. Os números que ela passa são os seguintes: uma dose para 131 mil vai ter uma reação grave de alergia, uma a cada 150 mil doses vai ter encefalite, uma para 200 mil doses resultará em casos de febre amarela. Se a pessoa tiver mais de 60 anos, o número vai para uma a cada 40 mil. E aí, a letalidade no caso de contrair a doença por vacina é de 50%.

Deu para entender? Não tem nada a ver com 50% das pessoas que tomam a vacina vão a óbito. Apesar de todas as ressalvas que a médica faz (como por exemplo, pessoas com artrite, psioríase e outras doenças que prejudicam o sistema imunológico não poderem tomar a vacina), ela não citou um número tão alarmante como “50% de pessoas que tomam a vacina morrem”.

Canazio ainda fez alguns comentários sobre o áudio que gerou o boato. “A pessoa comenta o que foi dito no programa e não a gravação. É preciso que a explicação seja ouvida na íntegra e não contada pelo internauta. Se não ouviu direito, pede que a gente coloque a gravação de novo, mas não sai espalhando por aí”, apontou.

Resumindo: a informação que aponta que 50% das pessoas que tomam vacina contra febre amarela morrem é falsa e usou como fonte uma entrevista totalmente tirada de contexto. Reforçando o conselho de Canazio, muito cuidado na hora de espalhar informações como essa.

PS.: esse artigo é uma sugestão de Claudia Capellani, Marco Cirigliano, Carmem Fokker e de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook ou WhatsApp no telefone (61) 99331- 6821.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

12 comentários em “Vacina contra febre amarela mata em 50% dos casos #boato

  • 24/03/2017 em 12:06
    Permalink

    O link da entrevista pros desconfiados:

    radioglobo.globo.com/media/audio/71973/reumatologista-desmente-confusao-sobre-riscos-da-v.htm?utm_campaign=radio-globo&utm_source=facebook&utm_medium=social

    Resposta
  • 24/03/2017 em 07:09
    Permalink

    Bom dia.

    O áudio mencionado na material não está disponível.

    Resposta
  • 24/03/2017 em 07:07
    Permalink

    Bom dia.
    O áudio citado na matéria não está disponível!

    Resposta
  • 24/03/2017 em 03:45
    Permalink

    A origem desse boato deveria ser investigada pela polícia. O criador desse notícia é um criminoso ao induzir pessoas (muitas vezes ignorantes) a não tomarem uma vacina que pode salvar suas vidas.
    O pior de tudo é ver gente comentando que pode ser verdade ou que não acredita em vacinas…. Por favor, estamos em 2017 não no período feudal :\

    Resposta
  • 23/03/2017 em 23:59
    Permalink

    Gostaria de ver esse vídeo!
    E ai sim tirar minhas próprias conclusões.
    Osvaldo não é questão de ser imbecil e sim de se entender realmente o que se passa de fato.
    Infelizmente nossos governantes não são confiáveis.

    Resposta
  • 23/03/2017 em 21:21
    Permalink

    A origem desse boato deveria ser investigada, o criador disso é um criminoso por disseminar uma informação que pode levar pessoas a não se vacinarem e acabar contraindo a doença 0.o

    Resposta
  • 23/03/2017 em 20:49
    Permalink

    Tenho 66 anos, no ano de 2000 tomei a primeira dose dessa citada vacina, que teria validade até 2010. Não senti nada! Não tive qualquer reação. Agora sinto não poder tomar a segunda dose por estar já com 66 anos.

    Resposta
  • 23/03/2017 em 13:42
    Permalink

    Realmente sendo mentira ou não!,essa entrevista tinha q está disponível na Internet para todos nois possamos ver e se acalmar perante isso.Hoje em dia esta muito difícil de acreditar sa as coisas faladas são verdades ou mentiras.

    Resposta
  • 23/03/2017 em 09:35
    Permalink

    Bom dia, esses boatos fazem as pessoas ficarem sem saber o que fazer, gostaria de saber como esse tipo de coisa acontece , se essas pessoas não tem mais o que fazer do que fazer esse tipo de coisa.
    Desculpe o desabafo.

    Resposta
  • 22/03/2017 em 20:55
    Permalink

    E cadê a entrevista que não está na internet para tirarmos AS NOSSAS PROPRIAS CONCLUSÕES?

    Resposta
  • 22/03/2017 em 18:23
    Permalink

    Ainda que seja mentira…é um caso a se pensar em tomar essa vacina tao estranha..

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)