Mosquitos transgênicos causaram Zika vírus #boato

By | 08/02/2016

Boato – O Zika vírus, que é uma das causas da microcefalia, foi causado por mosquitos geneticamente modificados liberados por empresa britânica.

Mesmo durante o carnaval, um dos assuntos do momento é o Zika vírus e a microcefalia. No meio de tanta gente procurando os motivos para a causa da epidemia, teorias da conspiração começam a aparecer.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Aedes aegypti modificado é causa do Zika vírus, diz boato

Aedes aegypti modificado é causa do Zika vírus, diz boato

Uma dessas histórias dá conta que o Zika vírus foi causado por mosquitos geneticamente modificados. Para quem não lembra, o mosquito transgênico chegou a ser utilizado no Brasil para combater a dengue. Veja o que diz uma das mensagens que fala sobre o assunto:

Em 2011, mosquitos Aedes aegypti, geneticamente modificados foram soltos em algumas cidades brasileiras. Era o começo do Projeto Aedes Transgênico aqui no Brasil. A promessa era de que os mosquitos transgênicos machos copulariam com as fêmeas selvagens e as crias morreriam ainda no estágio larval, sem chegar a idade adulta. Seria maravilhoso se fosse tudo assim, mas não foi bem isso que aconteceu.

É muito provável que ovos do aedes aegypti, geneticamente modificados, tenham sido expostos à tetraciclina, antibiótico que mantém as larvas até a idade adulta, ganhado o mundo já como um novo mosquito, de carga genética diferente do aedes aegypt original. O resultado disso você já sabe: em vez de neutralizar a potencialidade nociva do mosquito transmissor da dengue, essa mutação genética no inseto, trouxe novas doenças para os brasileiros: A Zika e a febre chikungunya. O Zika vírus, entretanto, com consequências devastadoras para as grávidas: a microcefalia em bebes de mães diagnosticadas com a doença, durante a gestação. Os casos não param de aumentar. Deus ajude nossas grávidas!

Junto com o texto aparecia um vídeo de um canal chamado “Verdade Oculta”. Porém, a história não foi exclusividade deles. No exterior, alguns sites (também ligados a teorias da conspiração) também falaram sobre o assunto. Mas será mesmo que é verdade? Pelo o que tudo aponta, não. Vamos aos fatos.

Você pode até acreditar que o Zika vírus foi distribuído para um “controle de população”, blá, blá. Pois bem, disso a gente não vai falar (neste post), mas o fato é que tudo que fale a respeito disso não passa de conjectura, chute. Não há uma prova que realmente ateste isto.

Agora vamos falar da história do mosquito geneticamente modificado. Para começar, o Zika vírus não surgiu após a soltura dos aedes aegypti transgênicos na natureza. De acordo com esta matéria da Discover Magazine, a primeira epidemia aconteceu na Polinésia Francesa em 2003. Ou seja, em data anterior aos textos e em locais diferentes do dito no vídeo (Ilhas Cayman em 2006).

No Brasil, o similar aconteceu. Em 2011, aconteceram testes na cidade de Juazeiro (BA). No ano passado, os testes aconteceram no interior de São Paulo. Em Pernambuco, onde aconteceu o ápice do Zika, não aconteceram testes.

Sobre a tetracilina. O antibiótico é utilizado para controlar o gene modificado do mosquito e evitar que ele morra em laboratório. Ou seja, ele dá uma sobrevida a ele. Agora tem dois detalhes: isso só é feito em laboratório e NÃO há quantidade de tetracilina suficiente na natureza para o mosquito.

Para além disse (e mais importante) é a ligação do aedes aegypti e a tetracilina. Primeiro, este trabalho acadêmico é categórico ao afirmar que mesmo que o mosquito tivesse contato à tetracilina na natureza, o tempo de vida não aumenta.

“Estes estudos demonstram que as potenciais vias de exposição dos indivíduos OX513A [mosquito transgênico] à tetraciclina e seus análogos no ambiente não são esperados para aumentar a sobrevivência de OX513A.”

Para terminar, o The Guardian acertou na mosca ao se atentar para um detalhe. A mudança do DNA do mosquito não tem como ter relação com o Zika porque ele é um vírus RNA.

Sendo assim, podemos afirmar que a história que fala que mosquitos transgênicos causaram o Zika vírus não passa de mais uma teoria da conspiração que circula na internet. Pelo menos por enquanto e do jeito que está sendo contada, a história não se sustenta.

PS: Esse artigo foi uma sugestão do leitor Benevides Freitas. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.

One thought on “Mosquitos transgênicos causaram Zika vírus #boato

  1. Simon Salama

    Voces usam “Teoria da Conspiração” como um carimbo de mentira obrigatória. Cuidado, pois apesar de ganharem tempo podem ser desmentidos por uma confirmação tardia

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *