Mentira: tossir durante infarto faz pessoa sobreviver a ataque cardíaco

Hoax aponta que tossir previne infarto
Hoax aponta que tossir previne infarto

Boato – Sabe como sobreviver a um ataque cardíaco? É só tossir repetidamente e com força pode salvar vida durante infarto.

A “TV Revolta” foi a página do Facebook, no Brasil com maior crescimento durante a semana do dia 9 até 16 de maio. O sucesso da página pode ser atribuído a alguns motivos como entrar constantemente em assuntos polêmicos e discursos políticos contra o Governo Federal. É o que diz o blog Pragmatismo Político.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Com uma rápida passagem pela página, é possível encontrar mensagens de caráter, no mínimo, questionável. Seria verdade todas as informações que a TV Revolta divulga? Não vamos falar de política nesta postagem, mas sim de outra informação.

Em postagem do dia 14 de março, a página divulga uma dica para salvar vidas durante um possível infarto. De acordo com a imagem, se você estiver sozinho, basta tossir repetidamente a cada dois segundo sem parar. Segundo a TV Revolta, os movimentos realizados ao tossir bombeiam sangue para o coração, assim o sangue continua circulando. Confira o texto na íntegra abaixo:

Como sobreviver a um infarto se você está sozinho! Compartilhe com os seus amigos!

“Os cardiologistas dizem que se todos que leem isso compartilharem com outras 10 pessoas, você pode ter certeza que estará salvando uma vida.. COMPARTILHE! SALVE UMA VIDA! Muitas pessoas estão sozinhas quando infartam. Sem ajuda, a pessoa cujo coração está batendo irregularmente começa a sentir-se fraca, e tem apenas 10 segundos antes de desmaiar. Entretanto, estas vítimas podem se ajudar tossindo repetidamente com bastante força! Você deve respirar bem fundo antes de cada tossida e a tosse deve ser forte e prolongada, vindo do fundo do peito. Uma inspiração e uma tosse devem ser repetidas a cada 2 segundos sem parar, até que chegue ajuda, ou que você sinta que o coração está batendo normalmente. As inspirações profundas trazem oxigênio para os pulmões e os movimentos de tossir bombeiam o coração e mantém o sangue circulando. Essa pressão no coração também faz com que ele volte a bater normalmente e dessa maneira a vítima tem tempo de chegar à um hospital. Compartilhe isso com o maior número de pessoas! Você pode estar salvando suas vidas!”

Esse tipo de boato é aquele clássico caso de lenda sobre saúde muito dificilmente de ser comprovada empiricamente. Afinal, ela só pode ser testada se você está sofrendo um ataque cardíaco. Mas saiba que a história não passa de um antigo boato que circula online.

A “técnica” de tossir para evitar um infarto é um antigo boato que circula na Internet. Ele surgiu por meio de um e-mail com o nome “Técnica de ressuscitação” ou “ressuscitation technique”. Porém, a teoria nunca foi comprovada, nem pela American Heart Association.

O site Mendedhearts.org afirma que é apenas um rumor contagioso, que não evitará um infarto. Ou seja, conforme reforçam diversos sites de confiança, tossir não evita infartos. Deixar de compartilhar informações ruins, assim sim, pode evitar.

17 comentários em “Mentira: tossir durante infarto faz pessoa sobreviver a ataque cardíaco

  • 27/07/2017 em 02:13
    Permalink

    Daniel,

    http://g1.globo.com/e-ou-nao-e/noticia/e-verdade-mensagem-pede-que-pessoas-tenham-aspirina-a-mao-em-caso-de-infarto.ghtml

    A Sociedade Brasileira de Cardiologia, seu Diretor (renomado e internacionalmente reconhecido cardiologista) Celso Amodeo e vários outros cardiologistas em todos os congressos que já participei confirmam: tossir pode AJUDAR a vítima sobreviver ao infarto. Isso não quer dizer que tosse ou aspirina vão curar vítimas de infarto. Mas sim, o descompasso do coração e o bombeamento de sangue para o corpo durante a ocorrência do infarto podem ser ajudados por tossidas voluntárias.

    Você pode melhorar sua pesquisa comparecendo a qualquer congresso de Cardiologia ou visitando o Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, em São Paulo. Lá, você encontrará diversos profissionais renomados que dedicam suas vidas a estudar as mazelas e funcionamento do coração e notará que, em unanimidade, os cardiologistas concordam nesse mérito.

    Grande abraço e que o senhor continue fazendo um bom trabalho neste blog.

    M. C.

    Resposta
  • 26/07/2017 em 14:00
    Permalink

    Tive aula específica de RCP por exigência do DAC e depois da ANAC nos meus cursos de revalidação de piloto de linha aérea. Digo, de passagem, que dentre todas as matérias e disciplinas de aviação que tive em 40 anos de carreira, essa aula, ministrada por um médico cardiologista plantonista de UTI E TAMBÉM PILOTO, foi a melhor e mais útil de todas. Posso dividir minha vida entre antes daquela aula e depois dela. E, de fato, NADA FOI FALADO SOBRE ESSA BESTEIRA DE TOSSIR CONTRA INFARTO QUE UM BABACA QUALQUER INVENTOU NA REDE E DEVE RIR PRA CARAMBA DOS OTÁRIOS QUE ELE PEGA. A satisfação dessa gente é checar o QUANTO o boato é disseminado pelo mundo. Tem gente que vive disso. O site boatos.org não precisaria existir se as pessoas tivessem um mínimo de discernimento e dúvida sobre o que se lê por aí, seja em papel, seja em sites da web. Em todo caso, NÃO ACREDITE EM MIM: consulte um cardiologista!!!

    Resposta
  • 26/07/2017 em 09:08
    Permalink

    A técnica parece boa. O que é ruim é essa história de mandar compartilhar para x pessoas.

    Como quase tudo na medicina, não há estudos conclusivos sobre o procedimento.

    Mas há mais indicações positivas do que negativas para realizar o procedimento:

    http://www.bbc.com/portuguese/ciencia/story/2003/09/030903_tossemla.shtml

    http://g1.globo.com/e-ou-nao-e/noticia/e-verdade-mensagem-pede-que-pessoas-tenham-aspirina-a-mao-em-caso-de-infarto.ghtml

    http://www.grupoangiocardio.com.br/?informese=infarto-conheca-seus-mitos-e-verdades

    Portanto, na dúvida, e em situação de vida ou morte, tussa igual a um idoso com catarro.

    Resposta
  • 06/04/2017 em 10:58
    Permalink

    Segundo meu cardiologista adianta sim entao ñ coloque vc boatos
    #ñ vao atras desse ser disinformado

    Resposta
  • 16/11/2016 em 03:24
    Permalink

    Eu tive infarto e comecei a forçar a tosse ate chegar no hospital, lá se foi 7 anos de infarto

    Resposta
    • 05/01/2017 em 02:29
      Permalink

      Sou socorrista, salvei a vida de um homem usando essa técnica, com a tosse seu batimento e saturação aumentavam e o sangue circulava até a chegada da ambulância.

      Resposta
    • 02/05/2016 em 15:57
      Permalink

      Aspirina ou ASS ou o seu princípio ativo acido acetilsalicilico , segundo a revista inglesa Health, pode salvar vítimas de infarto do miocárdio. Referido princípio ativo tem o poder de dissolver os trombos que obstruem os vasos sanguíneos do coração. Como se sabe, o infarto do miocárdio não é causado por obstruções que vão se formando nas veias até sua estrangulação, mas sim de resíduos de inflamações que se desprendem das paredes dos vasos e ao chegar em algum estreitamento acaba os obstruindo. Como funciona o medicamento? o acido acetilsalicílico tem a mesma função do medicamento (trombolítico) que será aplicado ao infartado quando de seu primeiro atendimento pelo médico. Por isso não pode esquecer de ser relatado ao médico que já tomou a medicação, pois do contrário, no caso de necessidade de cirurgia, pode haver muito sangramento, já que o medicamento afina o sangue. Dosagem (sempre são adultos que sofrem o problema): 2 comprimidos de Aspirina ou ASS (nomes comerciais) de 500 mg cada. Devem ser mastigados para que o efeito seja rápido ingeridos com meio copo de água. Alguém vai dizer: mas eu não posso tomar esse medicamento porque sou alérgico, me dá azia ou diz que pode causar derrame cerebral (para esse caso o uso continuado). Aí tem que se fazer uma escolha (só para quebrar o gelo): vou preferir sofrer de alérgia ou ter uma azia ou abotoar o pijamão de madeira.
      Estes dias conversando com minha dentista, ela argumentou dessa maneira, que não podia nem ver o medicamento que já sentia azia, aí falei sobre as opções para ela e ela disse que nesse caso então, ela preferia ter azia.

      Resposta
  • 08/03/2016 em 09:10
    Permalink

    Leitura apressada, pior interpretação: tossir, de fato, não impede o infarto, conforme Daniel leu e divulgou. Tossir, DURANTE O INFARTO, é medida de urgência que evita o óbito imediato, dando tempo ao atendimento hospitalar.
    Ler e compreender é emocional… leva tempo.

    Resposta
  • 19/01/2016 em 15:35
    Permalink

    Boa tarde Daniel.
    Gostaria muitíssimo de ter sua presença em um debate sobre procedimentos pré-hospitalares de urgência. Sou socorrista, garanto a você que com mais horas de rampa do que você tem de internet e o conteúdo que você infundadamente acusa tem uma única referência para a acusação, a AHA. Tenho colegas cujo renome em cirurgia cardiovascular faria frente a quaisquer publicação anual da sua tão aclamada referência, e sim, a tosse salva em um momento de infarto. Não é o ato em sí, uma vez que resulta em esforço não aconcelhado, porém em uma fibrilação no miocárdio que geralmente antecede uma parada, o choque é o tratamento indicado, mesmo segundo suas fontes, correto? Assim sendo, a diatenção brusca do diafrágrima provoca tal choque no miocárdio, a semelhança de um DEA. Tal fato é científico porém não aprovado sua divulgação mediante votação de um concelho de meia dúzia de médicos norte americanos que “coincidentemente” possuem redes de drogarias. Ora outra cpincidêencia é que ninguém deixa de fazer tratamentos pós infarto por caros que sejam… Enfim meu caro amigo internauta, eu mesmo procedia como você, falava muito de pouco conhecimento, mas dia precisei passar por algumas situações e aprendi a pesquisar os dois lados da moeda. Um conselho: excelente blog, parabéns pela iniciativa. Mas não tire das pessoas aquilo que não pode repor. Luz e paz a você.

    Resposta
    • 23/03/2016 em 04:40
      Permalink

      Daniel Melo- por que você não deu suas respostinhas a mensagem do hartman, e aos outros sim, eu to imaginando mesmo que você e quem púbica em este blog, já que não curte que ninguém tenha uma resposta em contra a o que se fala aqui… Bom pela minha experiencia eu já tive um pre infarto e sim funciono tossir repetidamente, depois de uns 10 minutos eu me recuperei e consegui ir a um hospital solo, e foi la que tive que passar pelos cuidados médicos e prolongar minha vida… E eu aconselho sim a ter em conta esta informação já que pode sim ser um boato mais não tendo outro tipo de ajuda também não tem nada a perder e sim muito a ganhar sim der certo como foi com eu…

      Resposta
  • 23/09/2014 em 16:09
    Permalink

    É importante falar sobre o repouso do cliente, no momento em que ele precisa desse repouso e não de esforço.

    Resposta
  • 11/09/2014 em 22:49
    Permalink

    Antes de afirmar que a Tosse RCR é um boato, este site deveria procurar informações mais abrangentes. Várias fontes confiáveis na Internet mostram que a Tosse RCR pode sim ajudar quem está infartando. Segue um dos links sérios e interessantes para sua comprovação. http://www.infarctcombat.org/polemica-40/icem.html

    Resposta
    • 08/01/2016 em 14:32
      Permalink

      Infelizmente a tua indicação é de um site que devia ser lido com atenção e ver as citações de origem, só para te citar uma veja:
      Stories about “Cough CPR” or “How to Survive a Heart Attack When Alone” have been circulating on the Internet. What is the American Red Cross’ position on this issue?
      The American Red Cross does not endorse the “How to Survive A Heart Attack When Alone” coughing technique that is being publicized on the Internet. The American Red Cross develops materials from the consensus of medical opinion such as the National Academy of Sciences, the American Heart Association’s Emergency Cardiac Care Committee, the American Academy of Pediatrics, and the American College of Emergency Physicians.

      Me desculpe jovem, mas nenhuma associação séria recomenda fazer isto, somente sites “com dicas”. Na própria página que tu citas tem os links, p.ex. American Heart Association que não recomenda isto. OU SEJA, COLOCAM UMA BOBAGEM E NAS REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICAS ELA É DESMENTIDA, POIS NINGUEM LE AS MESMAS E ACREDITAM NA MATÉRIA.
      Enfim, este site está CORRETO em classificar isto como hoax, ou boato.
      Daniel Melo

      Resposta
  • 21/07/2014 em 22:51
    Permalink

    Eu levantei essa questão durante um treinamento de primeiros socorros realizado pelo Corpo de Bombeiros da minha cidade e a resposta,segundo ele, é que sim,tossir de forma forte e constante faz com que os pulmões pressionem o coração dando uma forcinha pra ele continue batendo,pelo menos até o atendimento adequado.

    Resposta
    • 08/01/2016 em 14:34
      Permalink

      Por Favor Mariani, peça para o Corpo de Bombeiros da tua cidade (que não sei qual é – coisa de boato), para rever este procedimento que não é recomendado e, por favor, leia o texto do site e verifique as fontes que eles citam onde poderás comprovar isto
      Daniel Melo

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)