Pavor no Vaticano: papa Francisco será assassinado, diz texto falso

By | 26/01/2015
Boato diz que Vaticano quer matar papa Francisco

Boato diz que Vaticano quer matar papa Francisco

Boato – A Conservadora máfia do Vaticano tentará envenenar o papa Francisco, assim como fez com o papa João Paulo I.

Histórias envolvendo assassinatos na Igreja Católica não são novas. Desde quando o mundo é mundo se fala em teorias da conspiração envolvendo o Vaticano. Desta vez, um texto que circula em blogs e por e-mail aponta para uma suposta tentativa de assassinato que o papa Francisco deve sofrer.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

O texto, que é gigantesco, lista dez motivos pelo qual a “conservadora máfia do Vaticano” quer envenenar o líder da Igreja Católica. O texto, intitulado “pavor no Vaticano”, também diz que o papa emérito Bento XVI renunciou para não morrer e que João Paulo I foi assassinato. Leia trechos:

PAVOR NO VATICANO…!!! Será possivel poder ser Verdade???

Como recebi, publico na esperança que possa ser só uma gracinha de mau gosto. No entanto, quando se fala na máfia que povoa o Vaticano, tudo é possível, menos algo de bom!!  Fica ao critério de cada um acreditar ou não.

Agora vem à luz que o Papa João Paulo I foi assassinado com veneno e que iriam fazer o mesmo com o Papa Bento XVI, pelo que este renunciou, e confidenciou os factos ao Papa Francisco. Entre os argumentos de ataque dos radicais conservadores católicos, estão:

O Papa Francisco rompeu com a tradição e violou o rito vaticano ao realizar o lava-pés da Quinta-feira Santa fora dos muros vaticanais, na prisão dos menores “Casa de mármore”, em Roma, incluindo dois muçulmanos e duas mulheres não católicas

No encontro de almoço com Bento XVI no Castelo Gandolfo, este confiou ao Papa Francisco, que uma das causas que influenciaram a sua renúncia, foram as ameaças que recebeu e o receio de ser envenenado

A organização Opus Dei (a tradução literal é “Obra de Deus”, mas verdadeiramente é uma “Obra do Diabo”) proibiu em todas as suas livrarias a venda do primeiro livro sobre o novo Papa Francisco.

É muito importante reenviar esta mensagem à maior quantidade de contatos e que as pessoas saibam e se inteirem, de que TEMOS UM PAPA QUE IMPÕE A SUA AUTORIDADE!  Vamos ajudá-lo e apoiá-lo, partilhando esta mensagem para que todos saibam o que se está a passar”.

Cortamos bastante o texto que circula por aí (senão você não iria aguentar ler tudo), mas a lista de motivos que levariam ao assassinato de Francisco tem itens como a tentativa de aproximação com o islã, a humildade, a política de não ostentação e tentativa de bloqueio aos atos de corrupção na Igreja.

Apesar de o texto ser um tanto preocupante (principalmente se você for católico), é pouco provável que tenha saído de uma fonte confiável. Indícios mostram que o texto tem as principais característica de um hoax (mensagem falsa que circula na internet).

A primeira delas é o caráter alarmista da mensagem. A palavra “pavor” dá bem o tom que o autor deseja passar. Além disso, o tamanho do texto e as informações vazias são típicas de teorias da conspiração. Por fim, o pedido de compartilhamento para “salvar a vida de Francisco” é o elemento mais básico de um boato online.

Para além da característica textual, a mensagem aponta para fatos que nunca ocorreram ou, pelo menos nunca foram comprovadas. A tese da morte de João Paulo I por envenenamento nunca foi comprovada, apesar de especulada. A tentativa de assassinato de Bento XVI também é uma especulação nunca comprovada. A informação de que o livro sobre o papa Franscisco ter sido proibido pela Opus Dei também é falsa.

Com tantas informações vagas e falsas e pelo caráter da mensagem, podemos afirmar que a história que aponta para o assassinato do papa Francisco pela ala conservadora da Igreja Católica é falsa. É mais um hoax que circula por aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *