Gisele Palhares Gouveia foi assassinada ontem, alerta pastor Cláudio Duarte #boato

Boato – Pastor Cláudio Duarte publicou uma mensagem reclamando por que a mídia não está dando atenção para o assassinato da médica Gisele Palhares Gouveia, que foi morta ontem na Linha Vermelha, e só fala no caso Marielle Franco.

Como vocês podem perceber, o Boatos.org dedicou os últimos desmentidos a boatos relacionados à morte da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL). Ao contrário dos dois últimos textos, que tratavam diretamente da figura de Marielle, este texto “coloca” outros personagens na história: um pastor evangélico famoso e uma médica.

Circula na internet um texto atribuído ao pastor Cláudio Duarte, um dos mais populares do Brasil. A mensagem critica a atenção dada pela mídia à morte da vereadora Marielle Franco comparando com o caso do assassinato “ontem” da médica Gisele Palhares Gouveia. A história tem circulado em um print do Facebook e diz o seguinte:

Gisele Palhares Gouveia, 34 anos, cuja profissão era salvar vidas atuando como médica foi assassinada ‘ontem’ na Linha Vermelha (RJ) com dois tiros na cabeça após uma tentativa frustada de assalto. Gisele, embora mulher, não era negra, não era pobre, não era feminista, não era militante de partidos políticos, não frequentava os círculos LGBT, não era do MST, CUT ou PSOL, não estava dentro dos programas de assistência e cotas do governo. Enfim, não preenchia os requisitos necessários para uma mobilização nacional, tampouco que merecesse a menor atenção dos Direitos Humanos. Ela, como eu e você, não era ninguém!”. – Pastor Cláudio Duarte –

Pastor Cláudio Duarte alertou que Gisele Palhares Gouveia foi assassinada ontem?

A mensagem tem sido muito compartilhada na internet por quem está criticando a atenção dada à morte de Marielle Franco. “Só” há dois problemas nisso: 1) A médica Gisele Palhares Gouveia não foi assassinada ontem. 2) O pastor Cláudio Duarte não publicou informações a respeito da morte. Vamos aos fatos.

Há um motivo muito simples que aponta por que a morte da médica Gisele Palhares Gouveia (na verdade, o nome dela é Gouvêa) não teve repercussão na mídia na última semana. Ela ocorreu em 2016. Na ocasião, Gisele foi assaltada e morta no Rio de Janeiro. Detalhe: ao contrário do que estão falando, a mídia publicou informações a respeito. Eis uma matéria da Folha, uma do G1, e uma do R7 para comprovar a tese.

Aí você vai me pergunta: então o pastor Cláudio Duarte está publicando boato ao comparar a morte de Gisele com a de Marielle, certo? Errado. Há também um motivo simples para isso. A página que está sendo printada e compartilhada não é a oficial do religioso. A página do pastor Cláudio Duarte é essa. Como vocês podem ver, não há publicação falando da morte da médica ontem.

Resumindo: temos um boato em dois níveis. Nem o pastor publicou a informação tampouco a médica Gisele Palhares Gouveia (que, na realidade, é Gisele Palhares Gouvêa) foi assassinada ontem e não teve atenção da mídia por “não ser negra, feminista etc”. Mais uma notícia falsa sobre o assunto.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

5 comentários em “Gisele Palhares Gouveia foi assassinada ontem, alerta pastor Cláudio Duarte #boato

  • 21/03/2018 em 05:19
    Permalink

    ERRO grave de apuração!
    Pastor Cláudio Duarte realmente postou isso, ele confirma no seu instagram: http://www.instagram.com/p/BgaDHzsjS0s/
    Texto da postagem também foi republicado em blog no ano de 2016: roberto-menezes.blogspot.com.br/2016/06/gisele-palhares-gouvea.html

    Espero que o site não tenha compromisso com o erro e corrija a matéria.

    Resposta
  • 19/03/2018 em 20:18
    Permalink

    Pelo simples fato de ser uma mulher vereadora, que faz parte do grupo de direito humanos, que lutar contra a morte das mulheres.

    simplesmente por isso.

    Ela deve ter sim notoriedade.

    Resposta
  • 19/03/2018 em 00:08
    Permalink

    A publicação não tem data. Então quando é que foi ontem? Pode ter sido em 2016. Pode ter sido em qualquer data. Se a publicação não tem data o ontem não diz quando. Não pode ser determinado.

    O fato é que a médica foi assassinada.

    Outro fato é que muitos políticos já foram assassinados recentemente no Rio. A pergunta é – Por que só agora a indignação?

    Nas últimas eleições brasileiras, entre junho e setembro de 2016, 45 políticos brasileiros foram alvo de ataques a tiros. Desses, 28 morreram, 15 em plena campanha. Na época, o então presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, classificou os crimes como “aparentemente” de motivações políticas.

    O Rio concentrou cerca de metade desses homicídios. Na Baixada Fluminense, repleta de territórios dominados por milícias e grupos ligados ao narcotráfico, 13 candidatos a vereador foram mortos durante o último pleito. Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/03/assassinatos-em-serie-de-politicos-indicam-uma-colombizacao-no-pais.shtml

    Resposta
  • 17/03/2018 em 21:12
    Permalink

    Ela foi morta em 2016.E verdade.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)