Traficante Faísca do Borel ameaça metralhar igrejas e é morto #boato

Boato – Faísca do Borel, traficante do Rio de Janeiro, ordena a morte de cristãos e a depredação de igrejas evangélicas e acaba morto. 

Após à guerra do tráfico no Rio de Janeiro ter se intensificado, uma nova onda de violência se iniciou na cidade maravilhosa. Entre as vítimas, estão centros espíritas, de umbanda e candomblé. Porém, parece que o traficante Faísca do Borel não pretendia deixar essa perseguição terminar.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:

Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Em um áudio que anda circulando no Whatsapp, alguém que se diz Faísca do Borel dá a ordem a todos os comparsas: matar os cristãos e depredar as igrejas evangélicas no Morro do Borel. Pouco tempo depois, um novo áudio envolvendo o traficante começou a circular nas redes sociais: uma mulher afirma que Faísca do Borel teria sido morto por castigo divino. Confira:

Aí ó, o problema é o seguinte: mete a mão na arma e sai atropelando tudo o que é Igreja. Aqui é o Faísca do Borel. Pode meter a mão no fuzil e quebra, derruba, mata tudo que é cristão. Igreja por Igreja. Pode derrubar. Pode dizer que fui eu, Faísca do Borel. Valeu, mano? Passa na porta e vai metralhando todo mundo. Mata um por um.

Né, Sandra. Te mandei a foto do tal do Faísca. A minha colega lá do Morro do Vidigal, pela misericórdia do Senhor, tava conversando com ela e ela disse que o Senhor falou: quem é ele pra dizer que vai fechar as igrejas? Que ia descer ele ao pó da terra. Aí, eu tô te enviando a foto. Já mataram ele, viu?

Traficante Faísca do Borel ordenou perseguição às igrejas e foi morto?

Bom, as destruições de terreiros em favelas no Rio de Janeiro criaram um estado de alerta nos moradores. E isso colaborou para a criação de histórias que não são verdadeiras. É o caso destes áudios. Isso mesmo: a história do traficante Faísca do Borel é falsa. E confere comigo o porquê!

Primeiro, o áudio alertando sobre a perseguição do traficante pede compartilhamentos e apresenta informações vagas. Ou seja, cria medo e pânico, além de pedir por replicações, para atingir o maior número de pessoas. Todas essas características também foram identificadas em outros boatos que andaram circulando pela internet.

Além disso, ao procurar por alguma referência sobre o traficante, não encontramos nenhum resultado para o nome Faísca do Borel. E dado o fato de que ele ordenou a perseguição e morte de cristãos, só poderíamos estar falando de um chefe do tráfico. Sendo assim, alguma referência deveria existir.

Sobre a perseguição às igrejas evangélicas e aos cristãos do Morro do Borel, o próprio pastor de uma das igrejas que ficam no Morro, Jonathan Souto, fez um vídeo para desmentir a história. Segundo ele, diversos pastores, inclusive de fora do Estado, fizeram contato para saber o que estava acontecendo no Morro. Mas, segundo Jonathan, a história não passou de boato.

Logo, a morte do traficante Faísca do Borel também é falsa. Mas e a imagem do homem que aparece morto? A vítima, na realidade, não atende pelo nome Faísca do Borel, nem mora no Rio de Janeiro e a morte, muito menos, foi recente. O homem da foto tinha o apelido de ‘Coruja’, morava em Salvador (BA) e era suspeito da morte de um policial militar. A morte de ‘Coruja’ aconteceu em 2014, após uma troca de tiros com policias.

Portanto, nada da história é real. São invenções atrás de invenções para causar pânico e medo. Então, já sabemos onde colocar essa história, não é mesmo? Na estante de boatos.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.

Um comentário em “Traficante Faísca do Borel ameaça metralhar igrejas e é morto #boato

  • 20/09/2017 em 23:42
    Permalink

    e tem mais outra coisa: a fotografia que estão espalhando pelo zap não é faísca, mas sim, um traficante que matou um policial no sul da bahia.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)