Projeto no Congresso acaba com os 30 dias de férias, diz boato

Boato – Foi votado no Congresso Nacional, no dia 5 de junho, o projeto de lei n° 12.233/2015, que acaba com as férias e o adicional de um terço do trabalhador.

Notícias falsas sobre projetos que circulam no Congresso são comuns na internet. A má fama (em muitos casos justificada) e a falta de conhecimento da população geral sobre como o Senado e a Câmara funcionam é um dos motivos para a onda de informações falsas que circulam online. A bola da vez é a informação de que o Congresso votou o fim das férias e adicional de um terço para os trabalhadores.

Câmara aprova fim das férias, diz boato
Câmara aprova fim das férias, diz boato

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:

Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Se inscreva no nosso canal no Youtube

De acordo com o texto, que circula por redes sociais e WhatsApp e é assinado pelo deputado federal José Bonifácio, a partir de 2016 o trabalhador só ter 14 dias de férias e vai perder o adicional de 1/3. Leia o texto que diz que o Congresso votou o fim das férias:

Foi votado no congresso nacional, no dia 05 de junho, o projeto de lei n° 12.233/2015 que acaba com os 30 dias de férias do trabalhador e também com o adicional de 1/3. A votação foi secreta e aconteceu sem o conhecimento da população para que não houvesse manifestações. Agora apartir de 2016 o trabalhador só terá direito a 14 dias de férias por ano e sem o adicional de 1/3.

REPASSE PARA QUE TODOS SAIBAM E PARA QUE POSSAMOS PROTESTAR CONTRA ESSA DECISÃO. ESTÃO TENTANDO ACABAR COM OS DIREITOS DOS TRABALHADORES.

José Bonifácio. Dep. Federal

Você deve imaginar que assim como na história da bolsa-prostituição, da emenda na Bíblia e do fim do 13º salário, a história de que o Congresso acabou com a férias do trabalhador é falsa. Vamos aos fatos:

O primeiro está relacionado com o número do projeto de lei. Procurando pelo projeto de lei n° 12.233/2015 vimos que ele não existe. O site da Câmara (que por sinal começou a contagem dos projeto do um e seria impossível ter 12 mil até agora) aponta que o projeto não existe.

Outro ponto que mostra que o fim dos 30 dias de férias é uma balela está no nome do deputado que assina o texto. Procurando novamente no site da Câmara, não achamos nenhum deputado José Bonifácio. Ampliando a busca, encontramos deputado estadual com o mesmo nome em Tocantins e um candidato do Rio. Mas deputado não tinha nenhum.

Sendo assim, podemos afirmar que a história que aponta que o Congresso votou o fim dos 30 dias de férias e o fim do adicional de 1/3 é falsa. Não existiu projeto nenhum a respeito do assunto.

PS: esse artigo foi uma sugestão da leitora Regina Suécia. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

8 comentários em “Projeto no Congresso acaba com os 30 dias de férias, diz boato

  • 19/09/2015 em 17:09
    Permalink

    Ferias e 13 sao previsoes constitucionais antes de mudar qq lei ha que se alterar a cf mediante emenda.

    Resposta
  • 11/08/2015 em 18:48
    Permalink

    OLHA SE ESA LEI FOR APROVADA CUIDADO VOCES POLITICOS VAI ACONTECER ALGO QUE JAMAIS O BRASIL JA AVISTOU E DIGO A ESSA PRESIDENTE DO BRAIL USAR SEUS PROPRIOS FUNDOS E SEUS ALIADOS QUE CONCERTEZA VOCES ESTAO QUERENDO QUE NÓS OS CONTRIBUINTES PAGAMOS O PREJUIZOS QUE O PT DEIXOU NO COFRE PUBLICO SEM CONTAR QUE PODERAR HAVER UMA GUERRA CIVIL ONDE MUITOS DEIXARAM DE CONTRIBUIR JA QUE O QUE O TRABALHADOR TINHA DE DIREITO AJUDAVAM EM CONTRIBUIÇOES QUE NEN MESMO SAO USADOS DE FORMAS INTEGRAL E LEGAL AOS BRASILEIROS EU E MUITOS BRASILEIROS GOSTARIAMOS REALMENTE DE BATER TUDO ISSO DIRETAMENTE COM VOCE PRESIDENTE E ESSES DEPUTADOS SANGUE SUGA DO POVO CARENTE E TRABALHADORES É POR ISSO QUE MUITOS ACABAM SE REVOLTANDO E PARTINDO PARA MUNDO DO CRIME A QUAL NAO CONCORDO MAS É FATO TUDO ISSO QUE FOI DITO AQUI PASSAR BEM POLLITICOS DE MODO GERAL.

    Resposta
  • 02/08/2015 em 03:28
    Permalink

    Amigos é tempo de repensar as notícias recebidas via internet. Muitos boatos são veiculados como se as noticias alarmantes fossem verdadeiras, todavia são falsas causam danos . Antes de curtir, ou compartilhar procure melhores informações. Sua vida pode não mudar , mas você terá menos estresse.

    Resposta
  • 01/08/2015 em 12:49
    Permalink

    Vejo muita coisa ser postada nas redes sociais e só compartilho o que tenho certeza, muito chato quando se trata de fotos de pessoas que por muitas vezes se torna procurado sendo inocente. Lembro da mulher que foi espancada até a morte por ignorantes que não procuram reportagens sérias e dão ouvidos a fofocas. Infelizmente tem pessoas com muita maldades que querem prejudicar outras e por isso devemos tomar cuidado.

    Resposta
  • 16/07/2015 em 09:33
    Permalink

    O governo dilma tem sido o pior governo em que pude presenciar. Mas não podemos nos deixar se levar por boatos antes de pesquisarmos.pois isso só acaba de afundar nosso pais.

    Resposta
  • 12/07/2015 em 16:16
    Permalink

    Gente lei nao pode mudar e sim ter emenda a lei referente as férias é decreto n de 1535 de 15 de abril de 1977 .art 130

    Resposta
  • 26/06/2015 em 13:30
    Permalink

    Parabéns pela disponibilidade das informações. Infelizmente a velocidade da internet permite esses equívocos, mesmo por pessoas esclarecidas, que são pegas de surpresa e, na ânsia de se manifestar, também pela indignação com a suposta informação, cometem o descuido de repassar sem conferir a veracidade da “informação”.

    Resposta
    • 12/07/2015 em 19:50
      Permalink

      Pessoas esclarecidas, no mínimo, pesquisariam pra saber mais sobre o assunto antes de sair dando uma de “politizado” e compartilhando. Uma vergonha ter quase 83 mil compartilhamentos no Facebook. Não teve UM que procurou se informar. Que povo preguiçoso!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)