Presidente do Banco Mundial critica governo Temer na CBN #boato

Boato – Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial (Bird), deu uma entrevista ao programa Noite Total, da CBN, em que critica o governo de Michel Temer.

Quando Dilma estava no poder, muitos internautas criticavam a enxurrada de boatos que circulavam online sobre a ex-presidente. Até aí tudo bem. O grande problema é que muitos destes perfis começaram a compartilhar muitos boatos sobre Temer depois que ele entrou no poder.

Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial, critica Temer em entrevista na CBN, diz boato
Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial, critica Temer em entrevista na CBN, diz boato

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

A última história que circula online dá conta que o presidente do Banco Mundial (Bird), Jim Yong Kim, teria criticado o governo de Michel Temer. De acordo com o texto, publicado em diversos blogs simpáticos ao PT, ele teria falado que “é a primeira vez que vejo um governo destruir o que está dando certo”. Leia:

PRIMEIRA VEZ QUE VEJO UM GOVERNO DESTRUIR O QUE ESTÁ DANDO CERTO’, DIZ PRESIDENTE DO BIRD

O presidente do Banco Mundial (Bird), Jim Yong Kim, criticou o governo de Michel Temer no programa ‘Noite Total’, da rádio Globo & CBN. Ele ressaltou que nunca viu um governo desmontar políticas populares em benefício do povo.

“É a primeira vez que vejo um governo destruir o que está dando certo. Nós do Banco Mundial, o G8 e a ONU recomendamos os Programas sociais brasileiros para dezenas de países, tendo em vista os milhões de pobres brasileiros que saíram da extrema pobreza nos governos anteriores a esse”, lamentou Jim Yong Kim.

Ele fez ainda previsões sombrias para o Brasil. “Agora a fome vai aumentar consideravelmente em 2017. Cortar programas sociais que custam tão pouco ao governo, como o Bolsa Família, é uma coisa que não tem explicação”.

Presidente do Banco Mundial criticou governo Temer na CBN?

É claro que a tal entrevista teve muita circulação na internet. De acordo com o Monitor do Debate Político do Meio Digital, foram mais de 80 mil compartilhamentos de quatro sites. Os nossos cálculos apontam que o número é maior ainda. Mas será mesmo que a tal entrevista é real? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Uma pequena checagem já faria muita gente não passar vergonha. O primeiro ponto está na viabilidade da entrevista. Jim Yong Kim é sul-coreano naturalizado norte-americano. Além das duas línguas, ele fala espanhol. Agora imagine o quão chato seria um programa de rádio com uma entrevista em espanhol, norte-americano ou sul-coreano. Só assim, ela poderia acontecer porque o presidente do Banco Mundial não fala português (talvez fale oburigadou).

Viu que falamos “poderia”. Sim, porque a tal entrevista nunca aconteceu. Nem no perfil de Jim Yong Kim, nem no site da CBN e nem em lugar algum conseguimos achar o tal áudio da entrevista. Logo, podemos supor que ela saiu do nada.

Resumindo: a história que aponta que o presidente do Banco Mundial (BIRD), Jim Yong Kim, criticou o governo de Michel Temer é falsa. Não passa de mais uma balela online.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de Wilson Azevedo e diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook ou WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

2 comentários em “Presidente do Banco Mundial critica governo Temer na CBN #boato

  • 21/02/2017 em 00:35
    Permalink

    Ninguém nunca está satisfeito. Jim Yong teve seus motivos. Vamos ver até onde o Temer vai.

    Resposta
  • 20/02/2017 em 21:35
    Permalink

    “com uma entrevista em espanhol, norte-americano ou sul-coreano”
    Correção: “com uma entrevista em espanhol, inglês ou coreano”. Não existem a língua norte-americana nem a sul-coreana, mas sim a inglesa (ou inglesa estadunidense) e a coreana.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)