Jean Wyllys planejou cuspir em Bolsonaro #boato

Boato – O deputado do PSOL, Jean Willys, agiu premeditadamente e planejou cuspir em Jair Bolsonaro antes de ir até o microfone de votação.

O domingo, 17 de abril ficará marcado pra sempre. Seja você de Direita ou Esquerda, terá que concordar com essa afirmação. Assistimos durante o dia inteiro (literalmente, já que a sessão terminou depois das 23h) ao andamento da votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e presenciamos os 30 segundos de fama de 511 deputados (dois faltaram) que um a um deixaram uma mensagem para o país.

Boato diz que Jean Wyllys planejou cuspir em Bolsonaro
Boato diz que Jean Wyllys planejou cuspir em Bolsonaro (Imagem: Fala Brasil/Record)

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Para o país, para os filhos, para os netos, para o marido, a esposa, os avós até para políticos falecidos. O fato é que por 367×137, foi aprovado o processo do impeachment, mas esse nem foi o grande ‘lance’ da noite, uma vez que já era esperado. Surpresa mesmo foi a cusparada que o deputado do PSOL, Jean Wyllys, deu no também deputado Jair Bolsonaro. Atitude, que segundo o que está se espalhando pela internet foi completamente premeditada.

No vídeo postado na página Reaçonaria, aparece Jean Wyllys avisando a outro deputado que cuspiria em Bolsonaro. Com a postagem, a seguinte legenda:

URGENTE: O DEPUTADO Jean Wyllys PREMEDITOU E AVISOU OUTRO DEPUTADO QUE IRIA CUSPIR EM Jair Messias Bolsonaro!

TEM QUE SER CASSADO POR QUEBRA DE DECORO!

Essa versão da história foi defendida em outro vídeo, postado na página de Eduardo Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro e também deputado federal:

Caiu a máscara de Jean Wyllys (PSOL-RJ). Ele é o intolerante, uma pessoa cheia de ódio dentro de si. De fato não representa homossexuais e nem minorias que tanto respeito. Vamos representar no conselho de ética e tomar outras medidas, até porque o deputado diz não se arrepender e poderá fazer de novo. Lamentável e incoerente.


Juntos, esses vídeos já renderam mais de 75 mil compartilhamentos. Porém, o argumento da cusparada premeditada não procede. Quando Jean Wyllys se encaminhou a bancada para votar foi vaiado por grande parte da Casa. Depois de proferir seu voto, como esclarece nesta postagem em sua página do Facebook, o deputado do PSOL foi ofendido por Bolsonaro. Reagiu cuspindo no político do PSC.

Diferente do que se mostra nos vídeos do Bolsonaro filho e da Reaçonaria, a ‘confissão ‘ de Jean Wyllys não foi dita antes de sua votação, mas depois. A Record News citada, realmente flagrou o momento da cusparada e a hora que o deputado do PSOL contou a outro parlamentar que havia cuspido em Jair Bolsonaro. Nitidamente, Jean Wyllys diz ‘eu cuspi no Bolsonaro’, com o verbo no passado. O resto foi inventado para por mais lenha na fogueira.

Não vamos defender a postura do deputado do PSOL, também não vamos criticá-la. Apenas para quem tem memória curta, lembremos que no momento de seu voto Jair Bolsonaro homenageou o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, que esteve no comando do DOI-Codi de São Paulo de 1970 a 1974. Ustra foi o primeiro militar reconhecido como torturador pela Justiça brasileira.

No fim, o resumo é que Jean Wyllys não planejou cuspir em Jair Bolsonaro premeditadamente, reagiu aos insultos a ele dirigidos (e praticamente assumidos no vídeo de Eduardo Bolsonaro) depois de votar contra o impeachment de Dilma. Decidir quem está mais errado – o homem que idolatra em uma sessão do Congresso um torturador da Ditadura Militar ou o homem que cuspiu na cara do primeiro – é com vocês.

18 comentários em “Jean Wyllys planejou cuspir em Bolsonaro #boato

  • 09/02/2017 em 13:08
    Permalink

    Esse site na ânsia de defender essa escória esquerdopatas tá perdendo a credibilidade. Pensei que fossem imparciais em suas análises. Decepção.

    Resposta
  • 25/06/2016 em 00:32
    Permalink

    Engraçado é que página diz que O Cel. Ustra foi considerado como torturador pela justiça brasileira, peraí, onde está a ação em tratado e julgado que o Cel. Ustra é considerado e provador torturador. Precisa de uma página de boatos para desvendar o boatos.org haha

    Resposta
  • 27/04/2016 em 19:25
    Permalink

    Tipo, “Tchau, querida” é uma ofensa terrível? Sei!

    Resposta
  • 20/04/2016 em 02:07
    Permalink

    Faltou coerência nesta postagem. Começaram a receber subvenções do Governo? O que na verdade é boato, que é a desculpinha do Jean Wyllys vocês botam como descrição dos fatos, o que é fato vocês botam como boato. Perderam credibilidade.

    Resposta
  • 19/04/2016 em 19:57
    Permalink

    Uma pagina que desvenda boatos para defender um governo é uma piada. Parei de acompanhar, sério essa postagem é um boato e precisa avaliar os fatos melhor.

    Primeiro desfazer o boato do Wilis que foi ofendido e ofendido, ele foi provocado e ao contrário do que falou nao houve puxão e muitos dos xingamentos por ele citados.

    Quanto ao audio não dá pra saber se é verídico a menos que se prove que foi editado um audio depois do cuspe como em momento anterior o que pode ter acontecido.

    Quer comparar um torturador militar com Chines, Cubando, Norte Coreano e Russo como os que essa galera ofendida idolatra? É piada!

    Resposta
  • 19/04/2016 em 19:51
    Permalink

    Abomino os Bolsonazi, mas não muda o fato que ele mentiu também. As imagens de celular são bem claras, Bolsonaro não agarrou sem braço nem gritou “viado”, “queima-rosca” como ele alegou, ele provoca dizendo “Tchau querida”.

    Resposta
  • 19/04/2016 em 17:20
    Permalink

    Não ouvi nenhum insulto, apenas provocação. Acho que poderia dizer que o Jean Wyllys mentiu na sua defesa falando que tentaram agarrar seu braço a força e foi xingado de veado e sei lá mais o quê. As provas não mostram isso.

    Resposta
  • 19/04/2016 em 16:40
    Permalink

    O cara de idolatra Ustra está no mesmo saco de quem idolatra Marighella (terrorista da ALN) ou Guevara. São opiniões que causam náuseas, mas não opiniões. Às vezes, quem é o vilão e quem é o herói é algo relativo, depende de que lado você está. Criminalização de opiniões não é cabido neste caso.
    Bolsonaro insultou Wyllys? Pode ser, mas até agora não há evidências; só um relato parcial do próprio Wyllys. As evidências mostram que Bolsonaro provocou Wyllys, da mesma forma que todos os 513 presentes provocavam um ao outro com seus jargões, tais como “Tchau Querida”, ou “Fascita, golpista”.
    Neste cenário então, a cusparada de Wyllys pode ser enquadrada como injúria (ofensa à honra subjetiva de uma pessoa), considerando-se uma atitude desproporcionalmente unilateral.
    Caso seja considerada como uma reação às provocações, não vai dar em nada. Pela imunidade parlamentar não vai passar de discussões acaloradas de ânimos exaltados.
    Mas para quaisquer cenários, a cusparada é uma atitude deplorável para nossos parlamentares, especialmente pra Wyllys que mostrou completo descontrole emocional se comparado com todos os colegas que Votaram pelo ‘Não’. No quesito moral, indefensável.

    Resposta
  • 19/04/2016 em 15:30
    Permalink

    Ah, sai fora. Me desculpe, mas voces devem ser a favor do governo. Deixam uma duvida em, Falar e agredir ? Posso dizer que amo matar, mas fazer o ato é diferente. Me desculpa, parei de acreditar em voces.

    Resposta
  • 19/04/2016 em 14:29
    Permalink

    Dois bostas, um defensor de ditadura de esquerda e o outro defensor de ditadura de direita.

    Resposta
  • 19/04/2016 em 11:22
    Permalink

    Site lixo totalmente parcial mais nunca entro nessa bosta conunista

    Resposta
  • 19/04/2016 em 08:50
    Permalink

    Quanto te pagaram por esse post? aposto que o comentário será moderado. Inútil e egoísta sua atitude de desvirtuar os fatos. O vídeo da record está cortado e não há vídeo corrido para saber o que foi antes ou depois. Leitura labial favorece a interpretação de cada um e seu post é totalmente sem foco, enaltecendo ideias que nada tem a ver com o fato ocorrido.

    Resposta
  • 19/04/2016 em 03:37
    Permalink

    O Jair Bolsonaro cometeu um crime muito pior em seu discurso, “o crime de apologia à tortura”. Cadê o defensores dos direitos humanos para processar esse criminoso?

    Resposta
  • 19/04/2016 em 01:21
    Permalink

    Claro que não vão publicar meu comentário não é? Curtia a pagina mas agora nao sei nao me parecia séria.

    Resposta
  • 19/04/2016 em 01:17
    Permalink

    Que insulto , tchau querida? Todos estavam com a placa tchau querida, e outra nao sei pq o boatos.org nao desmentiu a resposta que o deputado jean willys deu em seu facebook dizendo que foi chamado de vea.. Boio… E diz que foi seguro por jair bolsonaro ou vcs não viram o video, ou so virão o que lhes interessava, porque eu nao vi ninguem segurando ninguem, meio tendenciosa essa matéria sinto cheiro de mortadela no ar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)