Vídeo falso: PT manda prender pastor por homofobia em São Paulo

By | 09/11/2014
Pastor é preso em São Paulo, diz boato

Pastor é preso em São Paulo, diz boato

Boato – A mando de Haddad e militantes com camisetas de Dilma e do PT, dois pastores evangélicos foram presos em São Paulo acusados de homofobia.

As eleições já acabaram há quinze dias, mas os boatos, tão famosos no período eleitoral, continuam circulando pela internet. A história de hoje tem, novamente, o PT e os gays como alvo.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Um vídeo que tem circulado pela internet conta uma história um tanto estranha. Ela mostra dois pastores evangélicos sendo presos em São Paulo. Uma narração, tosca por sinal, mostra que os policiais que prenderam os pastores estavam a mando do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e que ativistas gays comemoravam a prisão. Assista:

Curta também a nossa página no Facebook e não caia em boatos

Olha o que diz um texto:

PASTORES COMEÇAM A SER PRESOS EM SÃO PAULO.

PT começa a mandar prender pastores por pregar contra o homossexualismo. Pra você que é cristão e votou no PT bote a mão na consciência você é cúmplice disso.

Outro texto diz o seguinte:

Circula nas redes sociais, vídeo mostrando um pastor da Igreja Batista em São Paulo, sendo supostamente preso, por pregar contra o homossexualismo. No ato da prisão do pastor, militantes do partido da presidente Dilma e simpatizantes do movimento gay, manisfetaram apoio à prisão do pastor.

Pelo o que podemos ver, realmente trata-se de um vídeo em que os policiais se mostram um tanto truculentos na abordagem. Mas a história da homofobia, ao contrário do que aponta o narrador, é falsa.

Fazendo uma busca rápida pela internet achamos o vídeo com o áudio original. Na versão falsa (a que vocês assistiram acima), é possível notar que a voz do narrador está muito “limpa” em relação ao som ambiente. Veja essa versão:

De acordo com vários relatos encontrados na web, inclusive em comentários dos vídeos acusando a prisão irregular dos pastores, a prisão teria acontecido no centro da cidade de Osasco (SP). Ou seja, longe dos domínios de Haddad. Além disso, os pastores (que muitas pessoas dizem que não são) estariam ofendendo pessoas na rua.

Resumindo: a história de que o pastor evangélico foi preso a mando do PT e Haddad é falsa. A prisão, de fato, aconteceu. Mas não foi na cidade de São Paulo e sim na cidade de Osasco. E não foi motivada por homofobia.

PS: esse artigo foi uma sugestão da leitora Miriam Pedro Alvarinho no Fórum do Boatos.org no Facebook. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook. 

7 thoughts on “Vídeo falso: PT manda prender pastor por homofobia em São Paulo

  1. loreen

    Voces não acham que tem coisas mais prioritarias a serem discutida prq insistem em merdas, acabem com esta novelas onde só ganham vcs mesmo e o povo continua na merda não se esqueçam onde a caça há caçador e estas caças podem ser vcs em torno de noticias sem importancia sem nexos façam algo pelo povo não por um governo ordinário que quer ser manchete o tempo todo vcs acham que vão segurar os bandidos até qnd td que é vendido uma hora são cobrado se vcs se venderam para o sucesso aguardem a suas vitorias estão acabando ninguém prejudica filhos de Deus e sai ilesos melhor tomarem conta da alma se é que algum de vcs as tenham viu empresários de araques

    Reply
  2. Larica

    GAZETA EVANGÉLICA EXPLICA:
    Pastor evangelista detido por PM no Centro de Osasco explica confusão
    A reportagem da Gazeta Evangélica procurou o pastor Cristiano, detido por policiais no centro de Osasco, em frente do Osasco Plaza Shopping, para saber por que o fato ocorreu. A matéria também serve para responder dezenas de postagens nas redes sociais que questionavam a ocorrência. Abaixo, segue depoimento de Cristiano.
    Depoimento:
    Faz 20 anos que prego nas praças, nas ruas e aqui no centro de Osasco e há 4 desenvolvo este trabalho de evangelismo. Tem pessoas ao meu redor que apreciam o evangelho e outras não. Há uma mulher que fica próximo ao local onde prego, que vende água. Ela diz ser evangélica, mas infelizmente a mesma se levantou contra a obra missionária de rua e o trabalho que faço. Eu sempre risco no chão um quadrado com o nome de Jesus Cristo , que é eterno, e ela sempre me perseguiu por isso, jogando água em nós, incitando os vendedores ambulantes contra o nosso grupo. Essa perseguição não vem de hoje, ela vem fazendo isto já tem 4 anos. U dia estávamos aqui fazendo o que fazemos sempre e e eu riscando o chão, e não estava pregando a palavra ainda, essa mulher se aproximou e me agrediu com palavras de baixa calão, entre outros palavrões. Eu me afastei dela, eu e o pastor Vanderlei, que faz a obra aqui comigo. Neste interim, estava vindo a polícia e eu fui até eles para acioná-los e disse aos policiais que ela me agrediu com palavras e a própria policial viu e ouviu a mulher falando vários palavrões. Pedi que eles resolvessem a questão. Sei como cidadão brasileiro e pastor que tenho o direito de ir de vir, conheço meus direitos. Mas creio que ela levou pelo lado pessoal, pois começou a dizer que era espírita, me dando sermão de religião, e na sequência, me deu voz de prisão, me algemando do nada. Assim o povo que estava vendo ficou inconformado com o abuso de autoridade. Algumas pessoas vieram nos acudir, filmando e por isso foi parar nas redes sociais. É bom ter um jornal evangélico sério que vem constatar os fatos. E foi isto o que aconteceu. Chegando à delegacia, eles nos levaram presos e a policial deu sua versão dos fatos ao delegado titular, mas graças a Deus um delegado sério que questionou na policial, dizendo “o que faz um pastor aqui algemado? Pode soltá-lo!”E falando que ela deveria prender bandidos e não pastor. A policial também levou a pessoa que estava me agredindo com palavras, porque são amigas, e a levou como testemunha, mas não resolveu nada. Absurdo isto porque tudo que partiu foi da policial, eu fui chamar a polícia e acabei sendo levado preso. Eu nunca passei por situação semelhante, sempre houve alguns levantes, porque isto é do evangelho mesmo, mas algemado por policiais esta é a primeira vez. Eu, pastor Cristiano, sou conhecido com este ministério de pregar a palavra nas ruas e praças. Eu pertencia ao ministério Madureira e hoje congrego na Igreja Evangélica Ministério Cristo é Real, do pastor Hélio, que fica no Jd. Santo Antônio. Para quem quiser entrar em contato comigo, seguem meus telefones e os da missionária Paula Xavier: 97965-3690 / 96934-5960 / 99425-9578. “Porque se anuncio o evangelho não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho. 1 Coríntios 9:16.

    Reply
  3. Isaias

    Cade o vídeo verdadeiro ?
    E se não é ilegal por que os policiais tentam tomar a câmera?

    Reply
  4. glaucia fernandes

    Eu sou cristã e concordo plenamente com tdo.. a biblia ensina o que é pecado e cmo viver corretamente. .mas nao se esqueçam que Ele deu o livre arbitrio.. infelizmente nao somos nós que convencemos o homem e sim Espirito Santo.. vamos orar e amar mais os outros.. nao amar o pecado mas sim o pecador. .

    Reply
  5. Alex Aquino

    Será, que um pastor pregando a verdade, segundo oque está escrito na bíblia, mostrando os erros da vida promisqua que muitos incrédulos, pagãos vivem, em ofender alguém, é passível de prisão por ser ignorado pelo homem a maneira certa de viver, vivendo contraditoriamente? Sendo que é aceito e ordenado por Deus, por aquele que nos criou? Ainda que haja alguma adulteração de. Tempo e espaço, mas não de conteúdo no sentido de proibirem a pregar oque está escrito na bíblia sagrada, julgando ignorantemente ser agressão a verdade vinda de Deus? Está repreendido, em nome de Jesus, a verdade de Deus é soberana, é superior sempre a vontade do homem.e

    Reply
  6. josé marcos

    Realmente o o áudio do vídeo foi colado. Mas…
    Porque a galerinha com blusas do ativismo gay ou do pt estavam comemorando?
    Qual foi a causa da prisão? Como saber que não foi mesmo homofobia?
    Quem é o narrador falso, o blog ou site dele, a origem do vídeo ou coisas do tipo?
    Para mim é só um vídeo de uma prisão sendo efetuada. Mas parece que quem postou teve melhor acesso ao contexto do vídeo do que o autor deste post.

    Tá uma história mal contada, mal filmada, e mal defendida.

    Abuso de autoridade, homofobia, desrespeito, politicagem, arrogância…
    Dúvida por dúvida, não há explicações consistentes. Prefiro acreditar no vídeo “falso”, até que se prove realmente o contrário.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *