Tiririca pode se tornar presidente do Brasil, diz notícia falsa

By | 07/12/2015

Boato – Caso aconteça o impeachment de Dilma, Tiririca pode entrar no lugar dela como presidente do Brasil.

Surpreendentemente, o processo de impeachment de Dilma Rousseff não está gerando (por enquanto) muitos boatos na internet. Mas claro que não ia demorar muito para um textinho falso aparecer online. Circula na internet a informação de que um surpreendente político estaria pronto para entrar no lugar de Dilma. Seria o palhaço e deputado (não necessariamente nesta ordem) Tiririca. Uma matéria explica a teoria. Leia:

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Tiririca pode se tornar presidente em caso de impeachmente, diz boato

Tiririca pode se tornar presidente em caso de impeachmente, diz boato

Tiririca pode se tornar presidente em caso de impeachment por causa da Lava Jato

Com os possíveis sucessores de Dilma na presidência envolvidos em investigações da Lava Jato o deputado mais votado pode se transformar no primeiro palhaço presidente. Nem Temer, nem Aécio. Caso a Dilma sofra impeachment o próximo presidente do Brasil será o palhaço Tiririca. Para que tal feito aconteça as investigações derivadas do processo de impeachment precisam comprovar que o dinheiro das propinas da Petrobras alimentaram o caixa de campanha da chapa Dilma Rousseff e Michel Temer. Neste caso não é apenas a Dilma que sofreria o impeachment, e sim, ela e seu vice.

Desta maneira quem assumiria o poder seria o presidente do Senado, Renan Calheiros. No entanto o mesmo é alvo de investigação na operação Lava Jato, e isso o tornaria inapto para assumir o cargo. O próximo na linha sucessória seria Eduardo Cunha, que pelo mesmo motivo não poderia assumir a presidência. Na sequência assumiria o deputado federal mais votado, que no caso é Celso Russomano, porém ele foi condenado por peculato em 28/11/2015, o que também o tornaria inapto para assumir a presidência. O segundo deputado federal mais votado do Brasil é o senhor Francisco Everardo Oliveira da Silva, que com mais de 1,5 milhão de votos pode se tornar o primeiro palhaço presidente na história do ocidente.

Tiririca presidente?

Não demorou muito para as pessoas começarem a campanha de Tiririca para presidente. Muitos diziam que ele é melhor do Dilma. Já outros reclamavam do que o “voto de protesto” no palhaço poderia ocasionar ao país. Mas antes de discutir A ou B (coisa que a gente nem vai se meter a fazer por aqui), saiba que a teoria é falsa.

A gente, há pouco tempo, publicou uma informação no Facebook que explica o que aconteceria em caso de impeachment de Dilma. Olha só:

– Se Dilma sofrer impeachment, Michel Temer assume o poder. Não importa com quanto tempo de mandato.

– Se Dilma e Temer sofrerem impeachment antes de dois anos de mandato, ocorrem eleições diretas em 90 dias.

– Se os dois saírem do poder depois de dois anos, haverá eleição indireta. Ou seja, assume alguém escolhido pelo Congresso.

Com base nisso, já podemos afirmar que a história do deputado mais bem votado é furada. Se Dilma e Temer caírem, novas eleições serão convocadas. Se isso acontecer antes de dois anos de mandato, será por voto direto. Se for depois, será por voto direto. Ou seja, Tiririca e nem Russomano seriam eleitos.

Uma ressalva em toda essa história: se Dilma e Temer caírem, Tiririca se candidatar à presidência (seja de forma direta ou indireta) e ganhar, aí sim ele pode ser presidente. Mas será que alguém acredita que isso pode acontecer? Nós não vamos responder por aqui, mas reflita por aí.

Para além disso, não há relação alguma (por enquanto) com Operação Lava-Jato e o atual processo de impeachment de Dilma. Na realidade, ela está sendo acusada pelas chamadas “pedaladas fiscais” que realizou em 2014. Caso ela caia por esse processo, Michel Temer seguirá e será presidente.

Por fim, o site que lançou as informações na internet é o Enfu. Aqui no Boatos.org já desmentimos algumas notícias falsas publicadas por lá. Dois exemplo: a menina que disse que foi abduzida no carnaval e o deputado que queria cotas para evangélicos. Ambas são falsas, claro.

Resumindo: Tiririca pode até se tornar presidente do Brasil. Mas o texto que circula na internet segue uma premissa errada e foi publicada por um site de humor. Uma brincadeirinha que enganou muitos.

PS: Esse artigo foi uma sugestão dos leitores Tico Feghalli, Gi P Cald e Paulo Andrade. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.

7 thoughts on “Tiririca pode se tornar presidente do Brasil, diz notícia falsa

  1. Ricardo

    Ok, o site só não explicou dentro dos 90 dias que irão convocar novas eleições, quem será o então presidente !!!! Ou seja, o deputado federal mais votado!!! Ou seja, Tiririca !!!!!!

    Reply
    1. Iuri Bellesini

      Errado. Faltando o Presidente e Vice a linha sucessória é: Presidente da Câmara. Presidente do Senado. Presidente do STF.
      Errado também achar que Tiririca assumiria após o presidente do STF. Havendo afastamento de qualquer um dos 3, a casa ou tribunal nomeia novo presidente (dentro de sua própria linha sucessória- que não tem tiririca).

      Reply
  2. Ricardo Moreno

    Gostaria de fazer um adendo. Acredito que a teoria do Tiririca presidente se baseia no artigo 80 da CF88. Se Dilma e Michel saírem, teremos um presidente-interino enquanto tiverem fazendo os trâmites de nova eleição. Porém esse interino seriam nessa ordem:
    – Eduardo Cunha (Câmara)
    – Renan Calheiros (Senado)
    – Ricardo Lewandowski (STF)
    Não existe menção sobre sucessor ao STF

    Reply
  3. maria

    Esta faltando lista de referencias que formaram as conclusoes e as opinioes do site Boatos.org.
    Senao fica dificil tambem acreditar no site.

    Reply
  4. Alex Carneiro

    Olá, sobre essas questões de boatos… A acusação do impeachment não são as pedaladas, mesmo por que o impeachment só pode ser feito em referência ao atual mandato e as “pedaladas” são do mandato de 2014. as acusações são a transferência de verba de um ministério para outro através de decreto sem passagem pelo congresso, e isso configuraria um atropelamento do Legislativo. Outra coisa, se o impeachment for depois da metade do mandato, as eleições são indiretas no congresso.

    Reply
    1. Fabio

      Quanto às “pedaladas”, cabe sim um processo, pois ela teria sido eleita com base em fraude eleitoral, uma vez que mentiu para esconder o prejuízo e enganou ou eleitores. Mas como eu disse, cabe um processo, não cassação. Se bem que, em 1992, cassaram o Fernando Collor por bem menos…

      Reply
  5. beto

    Quem vão ser os abestados agora? A oposição!!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *