Projeto no Congresso acaba com os 30 dias de férias, diz boato

By | 23/06/2015

Boato – Foi votado no Congresso Nacional, no dia 5 de junho, o projeto de lei n° 12.233/2015, que acaba com as férias e o adicional de um terço do trabalhador.

Notícias falsas sobre projetos que circulam no Congresso são comuns na internet. A má fama (em muitos casos justificada) e a falta de conhecimento da população geral sobre como o Senado e a Câmara funcionam é um dos motivos para a onda de informações falsas que circulam online. A bola da vez é a informação de que o Congresso votou o fim das férias e adicional de um terço para os trabalhadores.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Câmara aprova fim das férias, diz boato

Câmara aprova fim das férias, diz boato

De acordo com o texto, que circula por redes sociais e WhatsApp e é assinado pelo deputado federal José Bonifácio, a partir de 2016 o trabalhador só ter 14 dias de férias e vai perder o adicional de 1/3. Leia o texto que diz que o Congresso votou o fim das férias:

Foi votado no congresso nacional, no dia 05 de junho, o projeto de lei n° 12.233/2015 que acaba com os 30 dias de férias do trabalhador e também com o adicional de 1/3. A votação foi secreta e aconteceu sem o conhecimento da população para que não houvesse manifestações. Agora apartir de 2016 o trabalhador só terá direito a 14 dias de férias por ano e sem o adicional de 1/3.

REPASSE PARA QUE TODOS SAIBAM E PARA QUE POSSAMOS PROTESTAR CONTRA ESSA DECISÃO. ESTÃO TENTANDO ACABAR COM OS DIREITOS DOS TRABALHADORES.

José Bonifácio. Dep. Federal

Você deve imaginar que assim como na história da bolsa-prostituição, da emenda na Bíblia e do fim do 13º salário, a história de que o Congresso acabou com a férias do trabalhador é falsa. Vamos aos fatos:

O primeiro está relacionado com o número do projeto de lei. Procurando pelo projeto de lei n° 12.233/2015 vimos que ele não existe. O site da Câmara (que por sinal começou a contagem dos projeto do um e seria impossível ter 12 mil até agora) aponta que o projeto não existe.

Outro ponto que mostra que o fim dos 30 dias de férias é uma balela está no nome do deputado que assina o texto. Procurando novamente no site da Câmara, não achamos nenhum deputado José Bonifácio. Ampliando a busca, encontramos deputado estadual com o mesmo nome em Tocantins e um candidato do Rio. Mas deputado não tinha nenhum.

Sendo assim, podemos afirmar que a história que aponta que o Congresso votou o fim dos 30 dias de férias e o fim do adicional de 1/3 é falsa. Não existiu projeto nenhum a respeito do assunto.

PS: esse artigo foi uma sugestão da leitora Regina Suécia. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.

8 thoughts on “Projeto no Congresso acaba com os 30 dias de férias, diz boato

  1. Marilia

    Ferias e 13 sao previsoes constitucionais antes de mudar qq lei ha que se alterar a cf mediante emenda.

    Reply
  2. cezar apolinario

    OLHA SE ESA LEI FOR APROVADA CUIDADO VOCES POLITICOS VAI ACONTECER ALGO QUE JAMAIS O BRASIL JA AVISTOU E DIGO A ESSA PRESIDENTE DO BRAIL USAR SEUS PROPRIOS FUNDOS E SEUS ALIADOS QUE CONCERTEZA VOCES ESTAO QUERENDO QUE NÓS OS CONTRIBUINTES PAGAMOS O PREJUIZOS QUE O PT DEIXOU NO COFRE PUBLICO SEM CONTAR QUE PODERAR HAVER UMA GUERRA CIVIL ONDE MUITOS DEIXARAM DE CONTRIBUIR JA QUE O QUE O TRABALHADOR TINHA DE DIREITO AJUDAVAM EM CONTRIBUIÇOES QUE NEN MESMO SAO USADOS DE FORMAS INTEGRAL E LEGAL AOS BRASILEIROS EU E MUITOS BRASILEIROS GOSTARIAMOS REALMENTE DE BATER TUDO ISSO DIRETAMENTE COM VOCE PRESIDENTE E ESSES DEPUTADOS SANGUE SUGA DO POVO CARENTE E TRABALHADORES É POR ISSO QUE MUITOS ACABAM SE REVOLTANDO E PARTINDO PARA MUNDO DO CRIME A QUAL NAO CONCORDO MAS É FATO TUDO ISSO QUE FOI DITO AQUI PASSAR BEM POLLITICOS DE MODO GERAL.

    Reply
  3. Aroldo Rapadoi

    Amigos é tempo de repensar as notícias recebidas via internet. Muitos boatos são veiculados como se as noticias alarmantes fossem verdadeiras, todavia são falsas causam danos . Antes de curtir, ou compartilhar procure melhores informações. Sua vida pode não mudar , mas você terá menos estresse.

    Reply
  4. ELaine augusta

    Vejo muita coisa ser postada nas redes sociais e só compartilho o que tenho certeza, muito chato quando se trata de fotos de pessoas que por muitas vezes se torna procurado sendo inocente. Lembro da mulher que foi espancada até a morte por ignorantes que não procuram reportagens sérias e dão ouvidos a fofocas. Infelizmente tem pessoas com muita maldades que querem prejudicar outras e por isso devemos tomar cuidado.

    Reply
  5. Marcelo

    O governo dilma tem sido o pior governo em que pude presenciar. Mas não podemos nos deixar se levar por boatos antes de pesquisarmos.pois isso só acaba de afundar nosso pais.

    Reply
  6. daiane

    Gente lei nao pode mudar e sim ter emenda a lei referente as férias é decreto n de 1535 de 15 de abril de 1977 .art 130

    Reply
  7. Sergio Roberto Costa Silva

    Parabéns pela disponibilidade das informações. Infelizmente a velocidade da internet permite esses equívocos, mesmo por pessoas esclarecidas, que são pegas de surpresa e, na ânsia de se manifestar, também pela indignação com a suposta informação, cometem o descuido de repassar sem conferir a veracidade da “informação”.

    Reply
    1. Raphael

      Pessoas esclarecidas, no mínimo, pesquisariam pra saber mais sobre o assunto antes de sair dando uma de “politizado” e compartilhando. Uma vergonha ter quase 83 mil compartilhamentos no Facebook. Não teve UM que procurou se informar. Que povo preguiçoso!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *