Mentira: deputada Maria do Rosário quer proibir uso de defesa pessoal

By | 26/05/2015

Boato – Deputada federal pelo PT, Maria do Rosário, criou uma proposta em que proíbe o uso de artes marciais para defesa pessoal.

Entre os 513 deputados federais que compõem a Câmara dos Deputados, há uns cinco ou dez que são muito visados nos boatos que circulam pela internet. Com certeza, Maria do Rosário, deputada federal pelo PT do Rio Grande do Sul, está nesta lista. Ex-ministra da Secretaria dos Direitos Humanos, ela já teve a história em que teria confundido o controle remoto com telefone, que ela se comoveu com vídeo de assalto e que reagir a assalto viraria crime hediondo. Todas são falsas.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Maria do Rosário quer proibir o uso de defesa pessoal, diz boato

Maria do Rosário quer proibir o uso de defesa pessoal, diz boato

Na terceira semana de maio, apareceram duas histórias sobre a deputada. Uma delas era sobre uma declaração que ela teria feito sobre a morte do médico Jaime Gold no Rio de Janeiro. A outra fala de um projeto polêmico que ela teria apresentado na Comissão de Segurança Pública da Câmara: a de que o uso de artes marciais para defesa pessoal estava proibido. Confira trechos do texto (que é bem parecido com o do crime hediondo para reação a assaltos:

Deputada federal Maria do Rosário quer proibir uso de defesa pessoal

Brasília, 25 de Maio de 2015 – A deputada federal Maria do Rosário esteve em reunião hoje pela manhã com a Comissão de Segurança Pública em que estiveram presentes todos os secretários de segurança dos 27 estados mais o Distrito Federal para discutirem a onda de violência que se propaga pelas cidades brasileiras em que, além do uso de armas de fogo, está sendo estudado também a inclusão da criminalização do uso de armas brancas (facas, canivetes, porretes, etc…).

Porém a deputada petista foi além e incluiu na pauta um ítem que passou em planejamento junto com um grupo de seu partido e aliados políticos como o PC do B para que seja votado ainda essa semana a criminalização do uso de defesa pessoal contra qualquer cidadão que esteja assaltando o outro. Nas palavras dela… “Reagir a um assalto é temerário pois pode não só colocar em risco a sua vida mas também daquele cidadão desassistido que está cometendo o crime! Nossa proposta é que o uso da defesa pessoal, caso o cidadão comum consiga ter a oportunidade de usá-la é de, por lei, coibir tal prática contra o outro cidadão que se encontra na condição de desassistido.”

Em linhas gerais; a deputada diz que é probido reagir, caso o cidadão seja agredido pois, a condição dele saber defesa pessoal coloca em desvantagem o meliante. Nas pautas da proposta escrita e que está sendo avaliada pela Comissão de Segurança Pública da Câmara é de proibir o ensino em academias das seguintes lutas: Jiu-Jitsu, Krav-Magá, Muay Thay, Karatê, Judô, Boxe, Taekwondô e Kung-Fu.

O texto ainda faz uma citação ao filme Karatê Kid, mas nem vamos discutir o mérito. Pois bem, assim como as outras histórias citadas no início do nosso artigo, essa também é falsa.

Vamos aos fatos: o primeiro diz respeito a tal reunião. Olhando a pauta da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados podemos ver que não aconteceu nada disso. Além disso, não estavam na reunião 27 secretários de segurança pública dos estados.

Há outro detalhe: o site que publicou a notícia era incrivelmente só de uma notícia. Além dessa história, nenhuma outra foi publicada no “G1News5”. Ou seja, a fonte não é nada confiável. Só estas informações já desmentiriam o boato.

Mas a própria deputada, por meio de sua assessoria de imprensa também refutou a história. De acordo com Maria do Rosário, é inegável que a defesa da própria vida ou de qualquer pessoa que esteja a nosso alcance proteger é legítima sempre, em toda e qualquer circunstância. “É um princípio humano essencial que defendemos”, disse em nota.

Ela também apontou que Um site foi criado unicamente para hospedar a notícia fantasiosa e, por mais absurdo que seja, teve gente que acreditou e reproduziu. “Meu repúdio é veemente à prática da mentira como arma política e de desconstituição das pessoas. Infelizmente, são inúmeras as vítimas que cotidianamente sofrem com a exposição de boatos, imagens privadas e injúrias de toda sorte”, completou.

Com isso, podemos cravar que a história é falsa. Não, Maria do Rosário não sugeriu nenhum projeto de lei para proibir artes marciais no Brasil.

PS: Esse artigo foi uma sugestão da leitora Julia Lans Monteiro. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.

2 thoughts on “Mentira: deputada Maria do Rosário quer proibir uso de defesa pessoal

  1. Adyneusa

    Isso vem acontecendo já faz uns anos, e se agravou na época das eleições. Esses boatos, como o da revista Veja, viram noticia, porque as pessoas ofendidas não tomam providências. Se procesassem todos os autores dessas mentiras, isso não estaria mais acontecendo.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *