Boato sobre greve geral se espalha no Facebook

By | 01/07/2013
Greve geral do foi Facebook foi convocada para combater a corrupção

Greve geral do foi Facebook foi convocada para combater a corrupção

O clima de manifestações que o Brasil tem atravessado nos últimos dias tem sido propício para o aparecimento de alguns boatos e hoaxes na internet. Depois de histórias como a da invasão da UFMG e de fortunas acumuladas pela presidente Dilma, uma greve geral foi convocada para o dia 1º de julho por meio de redes sociais.

De acordo com uma mensagem no Facebook criada no dia 25 de junho, a greve geral seria uma forma de se manifestar contra a corrupção. O slogan, que pode ser visto ao lado, dizia “temos que mostrar que vivemos em uma democracia e que a população acordou”.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Criado por (de acordo com o Portal Terra) um músico mineiro, a página no Facebook chamando para a paralisação geral de todos os setores da sociedade teve um milhão de adesões em poucos dias. A repercussão foi tanta que as centrais sindicais vieram a público para se manifestar que não haveria nenhuma greve no dia 1º de julho.

Página do Facebook fala sobre greve geral

Página do Facebook fala sobre greve geral

Após a mensagem ser disseminada, os sindicatos virem a público para desmentir a greve e algumas pessoas acusarem o autor da página de ser extremista de direita, a página foi deletada pelo administrador.

Mesmo assim, muitas pessoas continuavam se perguntando se haveria greve ou não no dia 1º de julho. Pelas redes sociais, foi possível ler relatos de pessoas que não foram trabalhar por “terem acreditado na greve geral”. Reportagem da Rede Brasil Atual também afirma que o Consulado Americano parou no dia da “Greve Geral”.

Dicas para não cair em boatos de greves

– Sempre que surgir alguma informação na internet a respeito de paralisações, é de bom grado procurar páginas dos órgãos que supostamente participariam da greve. Normalmente, o site é o canal de comunicação oficial desses órgãos.

– Fique ligado em erros de português nas mensagens. Essa é uma característica dos hoaxes que circulam na internet.

– Por fim, antes de faltar ao trabalho e falar que participou de uma greve geral, converse com o seu chefe, colegas e com algum representante do sindicato que lhe representa. Uma falta não justificada pode trazer consequências profissionalmente. E aí não adianta reclamar no Facebook.

3 thoughts on “Boato sobre greve geral se espalha no Facebook

  1. Marcos Gurgel

    Logicamente os sindicatos, que compactuam com os vermelhinhos, iriam desmintir tudo, acusando de falsa a notícia.
    1 milhão de pessoas não devem estar erradas em querer parar um país que está à beira do abismo, temos mais é que parar o país sim. Do jeito que está é que não dá para ficar. GREVE GERAL E IRRESTRITA !!!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *