Boato: limpeza da estátua de Drummond de Andrade custa R$ 25 mil

By | 04/01/2014
LImpeza da estátua de Drummond iria custar R$ 25 mil, diz boato

LImpeza da estátua de Drummond iria custar R$ 25 mil, diz boato

Boato – Depois de a Prefeitura do Rio de Janeiro falar que iria demorar 20 dias e gastar R$ 25 mil para limpar a estátua de Carlos Drummond de Andrade, um homem foi lá e limpou de graça em uma hora.

Este é típico caso de um “aumento, mas não invento” que é muito tradicional na internet. No dia 24 de dezembro de 2013, um casal que estava passando alguns dias no Rio de Janeiro pichou a estátua de Carlos Drummond de Andrade, localizada na praia de Copacabana. Esta matéria do Portal Terra fala sobre o assunto.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Curta também a nossa página no Facebook e não caia em boatos

No dia seguinte, um morador do bairro foi até o local e limpou a pichação. Falaremos dele mais para frente. Já em 2014, começou a aparecer na internet a seguinte mensagem usando a imagem da estátua do poeta sendo limpada:

“A prefeitura do Rio disse que custaria R$ 25 mil reais e 20 dias para restaurar a estátua do poeta Drummond de Andrade, pichada por marginais da classe média. Um artista foi lá e restaurou de graça, em menos de uma hora.”

Obviamente, o pequeno texto chamou atenção. Afinal, como gastar R$ 25 mil para limpar uma pichação e ainda em 20 dias? A imagem com a mensagem viralizou por redes sociais e alguns fóruns. Só tem um problema: a informação é errada.

Primeiramente, quem limpou a estátua não foi um artista. O herói foi o comerciante Hebert Parente, que teve o próprio Drummond como cliente. O jornal O Globo fez um ótimo perfil de Hebert nesta matéria. No texto, não há qualquer citação de indignação com custos da Prefeitura ou mesmo de prazo de limpeza da estátua.

Em relação ao valor pago, há uma imprecisão imensa. Muito provavelmente, a pessoa que compartilhou leu esta matéria (ou alguma similar) que apontava que o reparo dos óculos da estátua já custou R$ 25 mil, levando em conta que já foi roubado inúmeras vezes. Mas aí o sujeito se enganou (ou deu uma aumentada) e apontou que a limpeza custaria esse valor. E foi aí que o boato se espalhou.

Por isso, se você ficou indignado com a corrupção no Brasil (que realmente não é boato) por causa do caso da estátua de Drummond, é melhor repensar os seus conceitos e voltar as suas atenções para outras coisas. Pelo menos nesse caso, a corrupção não passou de uma informação incorreta. Pelo menos até que se saiba.