13 teorias da conspiração sobre a queda do avião de Eduardo Campos

By | 15/08/2014
Acidente de Campos rendeu boatos na internet

Acidente de Campos rendeu boatos na internet

Em pouco mais de um ano de história do Boatos.org, poucos casos renderam tantos boatos repentinos como o acidente trágico que vitimou o candidato a presidente Eduardo Campos na manhã do dia 13 de agosto de 2014.

Nos últimos dias, todos os textos do Boatos.org estão sendo dedicados ao assunto. Mesmo assim, não conseguimos desmentir o volume de boatos e teorias da conspiração que apareceu na internet. Por isso, juntamos treze dessas histórias para apresentar e derrubar em um único texto.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Curta também a nossa página no Facebook e não caia em boatos

1 – Dilma mandou matar Eduardo Campos

Essa foi a história falsa que mais circulou na internet. Muitos comentários em redes sócias acusaram a candidata à reeleição de ter dado cabo no concorrente. O Boatos.org fez um texto desmentindo detalhadamente a história. Mas vamos citar três motivos rapidamente:

O primeiro é que Dilma tende a perder mais votos se Marina Silva entrar no pleito. Além disso, as investigações descartam qualquer hipótese de ataque ao avião de Campos. Por fim, em todas as hipóteses apresentadas na web, a coisa ficou no achismo e não foi apontada prova alguma que poderia ser Dilma.

2 – Dilma criou lei para atrapalhar investigações do acidente

Mais uma história absurda, apresentada com detalhes nesse post do Boatos.org. Após a notícia do acidente, a informação que Dilma havia criado uma lei para garantir sigilo em investigações de acidentes aéreos começou a circular na internet. A criação da lei é verdadeira, mas alguns fatos que acompanham a história são falsos.

Primeiro, não foi Dilma que criou a lei. Ela foi feita durante a CPI do Apagão Aéreo, em 2007 e teve participação da Aeronáutica na sua formulação. Além disso, ela não impede investigações. Ela só separa investigações que visam prevenção de novos acidentes com investigações que buscam apontar culpados.

3 – Dilma vai matar os outros candidatos

Essa é de tão extremo mal gosto como as outras. Imagens na internet apontam quem Dilma agora vai tentar matar Aécio Neves e Marina Silva. Uma imagem da presidente, por exemplo, dizia o seguinte: “Te cuida Aécio, você é o próximo”.

Só racionando um pouco: quem é o idiota que está em primeiro nas pesquisas e resolve matar os outros candidatos? Um petista? Não, a resposta certa é ninguém. Acorda para a vida, rapaz.

4 – A coincidência do número 13

Esse foi um achado dos teóricos da conspiração. Logo após o acidente, imagens apontando que Eduardo Campos tem treze letras, o DDD de Santos é 13, a idade de Campos é 49 (4 + 9 = 13) e ele morreu no dia 13 de agosto. Claro, que isso apontaria o PT como culpado pela morte do político.

É difícil discutir com essas conjecturas que são criadas sem muito fundamento. Foi coincidência? Foi. Afinal, quem seria louco o suficiente para matar alguém apenas por causa das coincidências com o 13?

5 – Illuminati estão por trás da história da queda do avião

O número 13 pode não ter nada a ver com o PT. O número, de grande significado para os Illuminati, seria a assinatura da culpa deles na morte de Eduardo Campos. O argumento seria que Campos iria construir “uma pátria” e não uma sociedade global como os outros candidatos.

Esse papo de Illuminati não passa de teoria da conspiração. Há uma dúzia de mortes de celebridade que são atribuídas ao grupo. Claro, nenhuma com qualquer prova concreta. Ou seja, mais um boato.

6 – Marina Silva mandou matar Eduardo Campos

Por pouco, Marina Silva não embarcou no avião que caiu em Santos. Além disso, ela deve ser a nova candidata a presidente pela coligação de Campos (apesar de a decisão oficial ainda não ter sido falada). Essas seriam as provas de que ela tem culpa no cartório.

Assim como no caso de Dilma, não há sequer uma prova concreta. Marina tinha tanta popularidade na época em que tentou criar o partido A Rede que poderia ter entrado como candidata em inúmeros outros partidos (ex: PPS e PV) que os convidaram quando o registro da Rede foi negado. Ou seja, porque cargas d’água ela iria escolher ser vice e depois matar o candidato?

7 – Aécio Neves mandou matar Eduardo Campos

Para rebater as acusações contra Dilma, defensores da presidente afirmaram que Aécio Neves teria culpa. Na coletiva, inclusive, ele teria dado um sorriso irônico na hora em que falou da morte de Campos.

Não, não e não. Aécio perde muito mais do que ganha ao ter que disputar as eleições contra Marina Silva e não Eduardo Campos. E assim como no caso das outras “suspeitas” não há uma prova concreta do envolvimento dele no acidente.

8 – Foto falsa do corpo Eduardo Campos após o acidente

Esgotando as hipóteses de assassinato, vamos falar das que envolvem sensacionalismo. A primeira delas foi publicada no Boatos.org. Uma foto falsa que seria do corpo de Eduardo Campos começou a circular online.

A imagem é falsa. Ela é de um acidente em que um ônibus pegou fogo em 2012. Além disso, a foto já foi atribuída a outra morte: a do ator americano Paul Walker no final do ano de 2013.

9 – Vídeos falsos mostram avião de Campos arremetendo e caindo

Outra balela envolvendo falsas provas sobre o crime. Um canal do Youtube resolveu começar a postar vídeos que seriam dos acidente de Eduardo Campos. Em um dos vídeos, o avião de Campos estaria arremetendo e outra filmagem mostrava a queda da aeronave.

Os dois vídeos não são referentes ao acidente com Eduardo Campos. O vídeo da arremetida é de 2012 e aconteceu em um dia com muito vento no aeroporto de Bilbao, na Espanha. O outro não conseguimos identificar. Mas com certeza não era o de Campos. Vale lembrar que chovia muito no dia da tragédia em Santos.

10 – Homem viu Eduardo Campos abrir o olho após a morte

Em entrevista ao vivo para o Jornal Hoje, da TV Globo, um homem afirmou que viu os “olhos azuis” de Eduardo Campos aberto após a queda do avião. Ele também começou a falar que Campos era o “candidato dele”.

Esse foi um vacilo da Globo. Em busca de informações, começaram a falar com o povo e ouviram um contador de lorotas. A perícia já apontou que o acidente tornou os corpos das vítimas irreconhecíveis. Ou seja, é impossível saber que era os olhos de Eduardo Campos. O Terra falou sobre a farsa.

11 – Avião bateu em um helicóptero antes de cair

Mais um vacilo da imprensa. Logo após o acidente, a jornalista Ticiane Villas-Boas, da TV Bandeirantes, apontou que o jato em que estava Eduardo Campos havia batido em um helicóptero. A emissora deu ao vivo a informação. Com o passar do tempo e sem indícios de destroços do helicóptero, a versão foi totalmente refutada. A própria Band desmentiu a informação posteriormente.

12 – Dilma Bolada faz piada sem graça sobre acidente

Um dos perfis mais atuantes nas acusações contra Dilma após o acidente com Campos é o da candidata a deputada estadual por São Paulo Daniela Schwery. Entre as muitas postagens dela contra os “esquerdopatas”, uma se destacou. Foi a reprodução de um tuíte do perfil Dilma Bolada (falso de Dilma Rousseff). O perfil dizia “Já dizia o ditado: pra descer todo Santos ajuda!”.

Só tem um detalhe, a postagem era falsa. Não passava de uma montagem com o perfil Dilma Bolada. Mais tarde, ela acabou pedindo desculpas. Mas não perdeu a chance de, mais uma vez, atacar o PT.

13 – Jair Bolsonaro vai ocupar a vaga de Campos nas Eleições

Um dos debates após o acidente é sobre quais os rumos do PSB nas eleições. No meio de toda essa confusão, uma pegadinha que apareceu na internet apontava que Jair Bolsonaro poderia ser o substituto de Eduardo Campos como candidatos. Apesar dos muitos cliques que a informação teve em redes sociais, não passava de uma pegadinha. Bolsonaro é do PP e apenas candidatos da coligação de Campos podem se candidatar.

Fora esses boatos publicados por aqui, tínhamos muitos outros. Um, inclusive, dava conta que o Boatos.org sabe de toda a verdade sobre o assassinato e que encobrir a história. Muito provavelmente outras histórias vão continuar aparecendo e, na medida do possível, a gente vai ajudá-los na organização das informações.

30 thoughts on “13 teorias da conspiração sobre a queda do avião de Eduardo Campos

  1. Victor Augusto Rogerio Vieira

    “Não devemos distorcer os fatos para se adaptarem às nossas teorias, mas sim adaptarmos nossas teorias em relação aos fatos para observarmos a melhor forma de encontrar a verdade”
    Sherlock Holmes, personagem de Sir Arthur Conan Doyle que foi baseado em seu professor de medicina Dr. Joseph Bell

    Vamos então analisar por fatos?

    Eduardo Campos Morreu,
    em um acidente de avião, junto com toda sua tripulação. Fato

    A queda do avião foi um acidente? Teoria 1
    temos provas para isso?

    A queda do avião não foi um acidente? Teoria 2
    temos provas para isso?

    A queda do avião pode ter sido um acidente devido à culpa de negligencia externa e sem intensão de sabotagem? Teoria 3
    Provas?

    A queda do avião pode ter sido sabotagem? Teoria 4
    Provas?

    Outro fato: A caixa preta, o que houve com a caixa preta?
    Talvez aqui seja a principal pista, mas não a única.
    É errado deixar de lado uma pista porque a trilha dela sumiu, devem-se continuar as investigações em relação à caixa preta até que prove o que aconteceu de fato com ela…

    Espero que se encontrem as provas através de quem puder e que se seja dita, escrita e provada a verdade…

    Reply
  2. sniping is a good job, mate

    4,5 e 13 são brincadeiras! não precisa levar tão a serio!

    Reply
  3. nilson

    Que historia é esta que os Iluminatti não existe? Tal afirmação só pode vir de quem é um, e precisa se manter no anonimato ou então, vive no planeta de cidinha em total alienação. Não aprendeu ainda que o poder conspira contra o próprio poder?. Não conhece as histórias do mundo antigo a saber: O assassinato de Júlio César ?
    Um dos homens mais poderosos do mundo romano que adotou medidas populistas que desagradaram a aristocracia. Para proteger a república, os senadores o mataram, sem saber que aniquilariam sua classe política. Aliás aquela imagem exclusiva da Globo de uma suposta gravação mostrando o avião caindo, eita montagenzinha sem vergonha, não dava pra fazer melhor?

    Reply
  4. jossimar

    “Assim como no caso de Dilma, não há sequer uma prova concreta. Marina tinha tanta popularidade na época em que tentou criar o partido A Rede que poderia ter entrado como candidata em inúmeros outros partidos (ex: PPS e PV) que os convidaram quando o registro da Rede foi negado. Ou seja, porque cargas d’água ela iria escolher ser vice e depois matar o candidato?”

    Resposta; Esta é fácil. O PSB não é um partiido nanico. O PSB tem alguma história, então, fica difícl um alienigena chegar e já ser o candidato a presidente. Aceitou ser vice para ser a candidata no futuro, caso contrario não seria nem vice nem titular já que nem partido tinha. Neste caso, uma sabotagenzinha no software da aeronave de modo que o avião reagisse de forma diferente do esperado a algum comando específico poderia detonar o candidato. Note que ela não voava com ele.

    Reply
  5. Wellington tf

    Sou de recife e acho que ha algo de errado Sim,principalmente sobre a Caixa Preta,Edgardo nao poderia ser presidente esse ano,mais em 2018 ninguem tiraria a presidencia dele.

    Reply
  6. DILMinha

    1
    O primeiro é que Dilma tende a perder mais votos se Marina Silva entrar no pleito. Além disso, as investigações descartam qualquer hipótese de ataque ao avião de Campos. Por fim, em todas as hipóteses apresentadas na web, a coisa ficou no achismo e não foi apontada prova alguma que poderia ser Dilma.

    Marina deveria ter morrido junto com Eduardo.

    Reply
  7. Andre

    Acredito que a falta de educação gera tanta falta de respeito em aceitar o comentário de alguém. Em qualquer site os comentários de um artigo ou Facebook as pessoas estão na maioria das vezes arrumando confusão com os outros por não aceitar a opinião alheia.

    Reply
  8. Edilmar

    Só sei que existe algo estranho nesse acidente,pois Eduardo campos era um político promissor e a maior prova disso foi a quantidade de votos obtidos em seu estado que chegava a mais de 80% tem coisa estranha e só DEUS sabe o que é.

    Reply
    1. Debora

      Edilmar, meu pensamento é igualzinho ao seu. Afinal de contas o ser humano não precisa de muito motivo para cometer barbaridades.
      Algo de estranho no aeroporto do Rio. Vamos aguardar as respostas de Deus.

      Reply
      1. Zoroastro

        Penso que nenhum dos candidatos à presidência teriam interesse em mandar assassinar Eduardo Campos. Todavia ninguém está imune de ser alvo do homicídio praticado por algum grupo, de políticos ou não, que desejava tirá-lo da disputa. Talvez, até mesmo por vingança. Quem garante que não pode ser adversários do próprio Estado? O avião pode ter sido sabotado. Como se explica o não funcionamento da caixa preta? O avião caiu de bico, algo extremamente raro! Nenhuma possibilidade deve ser descartada. Os terroristas brasileiros são diferentes e não costumam assumir a autoria dos atentados. Também não se afasta a possibilidade de ser um grupo do exterior, afinal a política de Eduardo Campos poderia incomodar a muitos, alem do que, sua campanha ainda não havia começado e seu índice de rejeição era o menor. Ele poderia muito bem crescer nas pesquisas de intenção de voto e ganhar as eleições. Cientistas políticos são unânimes em afirmar a sua real chance de crescimento e vitória. O tempo dirá se foi assassinato ou acaso.

        Reply
  9. Cmte.Celso

    No meio da paranoia generalizada algumas suspeitas são consideráveis. Enquanto não se tiver um laudo completo, independente, de preferência com a participação de vários entes de pesquisa – FAB, fabricante do avião, fabricante dos motores, investigadores de seguradoras, algumas hipóteses – hipóteses leiam bem – não podem ser totalmente desconsideradas. Tudo indica que algo atingiu a aeronave, em especial uma de suas turbinas. Esse equipamento voa em altíssima velocidade e estava em procedimento de ganho de altitude exigindo força total.
    Em relação ao tempo no dia do acidente: Totalmente normal o voo dessa aeronave naquelas condições, aliás, condições até boas. Voa-se em tempo muito pior, à noite e ainda assim é um procedimento padrão. Então, esqueças o fator tempo. Os equipamentos de voo por intrumentos na aeronave em questão são os mais modernos que temos hoje. Os pilotos eram experientes. Também esqueçam a tal postagem de um dos pilotos referindo-se ao cansaço. Pilotos voam muito, se cansam como qualquer profissional, e isso não define nada, até porque são dois pilotos. Um corrige eventuais erros do outro. O avião era novíssimo – para aviação, um equipamento com menos de 4 anos de uso e meras 800 horas de voo é equivalente à um carro 2014 com apenas 3 mil km rodados. Enfim, como já adiantei, tudo indica que houve uma colisão no ar com algum objeto de certo porte ou mesmo um pássaro. Mesmo tendo dois motores, a perda brusca de um deles em procedimento de início de arremetida – quando se está em baixíssima altitude ainda – pode tirar muita margem de manobra e um pequeno erro torna-se fatal devido a pouca distância com obstáculos ao solo. Quero dizer que, com o avião ainda em baixa altitude, um pendular de asa faz a sustentação se anular e não há espaço-tempo para a correção necessária. Nesses jatos tudo é muito rápido. A fragmentação que houve seria normal, já que a velocidade de impacto ali foi da ordem de 450km/h – imaginem isso. Um fórmula 1 geralmente bate no máximo a 180km/h nos acidentes mais fatais em corridas. Depois, há ainda a explosão devido ao combustível – e nesses tanques cabem uma quantidade enorme do líquido inflamável. Como essa aeronave veio da capital carioca, e depois deslocaria-se para a capital paulista, é praticamente certo que estava com muita carga de querosene. O fator estranho aí é só a questão da caixa-preta. Há no meio aeronáutico em geral a expectativa de colisão com drone de pequeno porte (um de porte médio deixaria destroços constatáveis a olho nú próximo ao local do impacto), já que pássaros de porte médio não costumam plainar em dias de chuva (nos casos de quase acidentes, o mais provável na região são os Urubus – pássaros pequenos não afetariam em nada). A FAB estava testando alguns modelos nesses dias na região. Devido ao teto baixo, um deles pode ter se perdido e ido para a rota do eixo da pista. Cabe agora exigir transparência da FAB nas investigações e também a entrada de peritos estrangeiros sem restrições na pesquisa dos destroços. O que pode estar havendo – devido ao período eleitoral – é um escamoteamento da verdade para não prejudicar a candidata governista que teria que assumir que sua Força Aérea perdeu um drone – não deliberadamente, mas por acidente – e matou um adversário seu. Isso pode ter ocorrido e todos os meios para desvendar isso antes das eleições, ou até depois mesmo, estaria sendo abafado.

    Reply
    1. André

      Também achei isso o mais provável, um drone perdido. Falo isso pois tenho um vizinho que perdeu o contato visual com seu drone comprado em miami e o mesmo sumiu, saiu do alcance do sinal de rádio e deve ter caído em um lugar distante. Essas histórias de números, de conspiração, iluminattis, pelamordedeus, vão vagar! parem de assistir filmes e seriados sem senso critico! Na vida real para armar algo assim muita gente teria que estar envolvida e uma hora vazaria algo sem falar na maldade extrema e falta de cabimento. Agora, a atitude da FAB em relação ao gravador de voz é suspeita mesmo. Suspeita porque a própria FAB parece querer jogar no ar dúvidas em várias declarações iguais papagaios falando sem parar dando a impressão que querem mais é que teorias as mais esdruxulas se espalhem para por uma cortina de fumaça numa suposta cagada deles mesmos. Nesses casos tradicionalmente as equipes de periciadores sempre evitam declarações no fervor da emoção. agora a FAB virou locutor de quermesse junina falando sem parar. Fede isso.

      Reply
    2. Romu

      Acho que uma ave entrou em uma das turbinas. Ouvi dizer que naquela área tem muitos tucanos.

      Reply
    3. Victor Augusto Rogerio Vieira

      Muito obrigado pelo esclarecimento comandante. Sua opinião é de extrema importância para a construção do senso crítico da população brasileira, sua retórica como aqui está é um exemplo.

      Reply
  10. Ronaldo

    A verdade é que a máfia do Pt. queria matar Marina junto com Eduardo Campos, pra não haver 2o turno, mas Deus fez com que Marina não viajasse naquele avião naquele dia, como era costume seu viajar junto com Eduardo, e agora vai ter 2o turno sim senhor e Dilma corre o risco de ser derrotada, pq o panorama agora é outro.

    Reply
  11. Antônio Carlos

    Odeio as “coxinhices” e odeio os “esquerdopatas” que adoram taxar as coisas. Mas vejamos bem, vamos abrir um livro de história, qual a “odds ratio” para queda de aviões de políticos em comparação com a de pessoas normais? É claro que políticos viajam mais do que pessoas normais, mas há muito mais pessoas normais viajando do que políticos. Acreditar friamente de que o acidente foi uma mera fatalidade, mesmo sem a TOTAL comprovação do fato é um erro completamente descabido. Eu não afirmaria, com completa certeza, de que não houve qualquer tipo de sabotagem em tal avião. Por isso acredito que um site que diz desvendar “boatos” no mínimo deveria esperar a completa perícia do acidente…

    Reply
  12. Adriano

    A primeira refutação não tem sentido, pois Dilma teria mais votos com Marina, que ficou viva, fora do pleito, no entanto, era para a Marina estar no avião. Ele mudou de ideia em cima da hora.

    Reply
  13. eliezer

    nem li so vim aqui deixar minha risada sobrre essa paranoia kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Reply
  14. Luiz Antônio Trevizani

    Com relação às coincidências do número 13, que aparece em várias situações, realmente acontece, mas não é determinante e nem se pode afirmar que foi por causa disso que o acidente aconteceu. No entanto, sabemos pelas teorias e experiências da física quântica, e também da neurociência, o quanto nosso campo magnético tem força de criar, ou atrair, ou nos colocar em sintonia com certas realidades. A questão não é o determinismo fatal dessas combinações, mas o elemento fraco, o ponto mais fraco da corda onde ela arrebenta. Assim sendo, pode sim haver coincidências – CO-INCIDIR no colapso de um evento. Além dessas combinações de 13 expostas na matéria acima, pelos cálculos da Numerologia Cabalística, ele estaria prestes a entrar no período de influências de um Arcano 13 também. Mas, repito, nada disso é determinante. O determinismo é só uma escolha nossa de fazer colapsar ou não, ou de escolher qual evento colapsar, e quando ele nos leva a um evento trágico pode ser porque nos deixamos levar pelas circunstâncias estando em sintonia com outros campos magnéticos similares; aí, se estivermos debilitados de alguma forma, a “corda vai arrebentar nesse ponto”. Deve sempre haver uma confluência de fatores para que um evento seja desencadeado. A coisa não é tão simples como esses devaneios expõe. Talvez, nesse caso, tenha ocorrido essa confluência e não houve prevenção a tempo, sendo o Eduardo Campos o alvo dessas confluências. Coincidências existem, o que não existe é acaso. Eu não me arrisco, no entanto, afirmar que o acidente aconteceu por obra do número 13, até porque, só para os fantasiosos e medrosos o 13 é negativo. Não existem números bons e números ruins. Isso é uma fantasia de certos “numerólogos” e de um sistema popularizado como “numerologia pitagórica”. A verdadeira numerologia considera, como é tudo em nosso sistema planetário, a dualidade. Cada número possui potencias positivos e negativos e cabe a nós escolher qual deles ativar. E o número 13 é tão bom quanto os outros todos. É o campo magnético humano, formado pelos pensamentos (mente), sentimentos e emoções, que potencializa os eventos fazendo uso dessas confluências de forças a que me referi acima. Isso, na maioria das vezes acontece inconscientemente, ou seja, não há intenção consciente de colapsar o evento. Mas, como as forças da natureza estão aí à nossa disposição, qualquer um pode disparar o “tiro mortal”, mesmo que por “acidente”. Basta prestar atenção no que acontece nos dias e semanas seguintes a um evento trágico que causa comoção – invariavelmente algo similar torna a acontecer. É só observar e comprovar!

    Reply
    1. Vicente

      Você realmente mora neste planeta, meu cara Luiz Antônio Trevizani? Já passou por alguma análise psiquiátrica?
      Nunca li tanta lorota em toda minha vida! Não existe absolutamente nada, mas nada, sobre o que você alucinadamente descreveu que possui algum embasamento científico.

      Reply
    2. leonardo

      Cara, procure ajuda. Você não ta dizendo coisa com coisa.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *